31.1.06

Le Procope

Vejam como vive feliz quem trabalha com prazer.
O Procópio é o mais antigo restaurante de Paris.
Serviu seu primeiro freguês em 1647.
Tá do mesmo jeito até hoje, fora a cozinha, que seguiu os tempos.
No andar de cima, a sala onde Voltaire trabalhava, com seus livros, sua mesa, objetos pessoais.
Lá o tempo parou.
Foi nesse restaurante que entrou um grupo de cinco pessoas, quarta feira da semana passada. Fazia 4 graus negativos lá fora.
Tinham o que comemorar.
Degustaram um Cotè du Rhône rosée, e comeram um risoto dans trois coquilles.
Peixe, frutos do mar e ervas finas.
Os dois franceses - um deles diretor do Colégio de Doutores da França e o outro reitor da Universidade de Paris III - ergueram um brinde, à melhor rodada de cooperação científica binacional que haviam participado em suas carreiras.
Do outro lado da mesa, o filósofo Renato Janine – presidente da CAPES/MCT - a reitora da UFBA e o reitor Alex Fiúza, da UFPA, agradeceram.
Mesa de sorte.
Prazer no trabalho. Conhecimento de causa.
Fortuna e virtú raras.

4 comentários:

CJK disse...

O Procope fica na Rue de l'Ancienne Comedie, no "6me", e é realmente um lugar agradável, pela comida e atmosfera histórica. O restaurante fica há umas duas quadras das margens do Sena, dista uns 15 minutos de caminhada agradável da Pantheon Sorbonne, e da Paris II. Sempre me hospedei com amigos, uma quadra acima, na Rue Dauphine.As ruas em volta nos últimos 10 anos ficaram muito interressantes, com novos restaurantes e livrarias.
Um pouquinho mais adiante, no Boulevard Saint-Germain fica o meu lugar favorito para almoço, a Brasserie Lipp, aquela mesma dos livros de Hemingway. No seu segundo andar os deputados, alguns ministros e também juízes da República Francesa, podem ser encontrados fazendo seus "conchavos".
O final da tarde, sentar numa mesa do Les Deux Magots tomando um chocolate quente, e ver a sombra do sol poente subir as paredes da velha igreja na place Saint Germain des Près.
Poxa, o blog nos últimos dias só tem falado de alguns dos meus lugares favoritos !!!
Só falta lembrar de Salinas, do tempo da pracinha e do banho de mar no Maçarico.

Paulo Rodrigues disse...

Que enorme prazer esta vendo este blog de autoria de doutor juquinha.
Sem dúvida agora a internet está mas interessante. Quem diria em...
Um grande Abraço

Paulinho da Cinbesa

Juvencio de Arruda disse...

Cjk, seu comentário acrescenta sobremaneira ao blog.Aliás o blog é mais o comentarista que o poster.Muito mais.
Sua visita é sempre um prazer.
Bom saber que voce está nesses roteiros,sendo um homem que tem prazer no que faz,como o meu amigo reitor.
A imagem do Les Deux Magots é poética.Parabéns.
Vou tenyar algo sobre Salinas.Boas recordações não faltam.
Abraço.

Juvencio de Arruda disse...

Dr. Paulinho!!!!
Que satisfação com essa visitaça.
É meu querido,voce é um dos responsáveis pela minha entrada na blogosfera.pois sempre me estimulou a vencer a barreira tecnológica da era digital.
Até quinta e um abraço.