3.9.08

Barulho Suspeito

No blog do Josias, na Folha online.

O governo escolheu a dedo o substituto de Paulo Lacerda na Abin. Chama-se Wilson Trezza.
Deve-se à repórter Fernanda
Odilla a revelação de que Trezza já trabalhou para Daniel Dantas.
Sim, exatamente, ele mesmo: o suspeito-geral da República, preso e solto duas vezes na Operação Satiagraha.
Entre fevereiro de 2002 e março de 2003, o novo mandachuva da Abin bateu ponto na Fundação Brtprev. Era diretor de Seguridade.
Geria os planos de benefícios dos colaboradores da Brasil Telecom, empresa submetida à época ao controle de Daniel Dantas.
"Não me relacionava com ele", diz Trezza, um oficial de inteligência, que ingressou na atividade de informação em 1981, no velho SNI.
Antes de ser contratado pela Brtprev, Trezza passara uma década distante do SNI e da sucessora Abin. Nesse período, servira ao governo FHC.
Primeiro como secretário de Previdência Complementar do Ministério da Previdência.
Depois como diretor administrativo do Ministério da Educação, sob o hoje deputado Paulo Renato (PSDB-SP).
Em 2003, depois da passagem pelo braço previdenciário da Brasil Telecom, Trezza voltou à Abin.
Agora, é assediado pelo desafio de identificar os responsáveis pelo “grampogate”.
Entre as hipóteses sob investigação há uma suspeita levantada por Jorge Félix.
O general, superior hierárquico de Trezza, disse e repetiu, em privado, que o grampo que vitimou Gilmar Mendes pode ter sido uma encomenda de Daniel Dantas, o ex-patrão do novo diretor da Abin.
Responda rápido: é possível dormir com um barulho desses?

8 comentários:

Prof. Alan disse...

Juvencio, Mano Velho, além do Ministro do "vai dar m*" sugerido pelo Chico Buarque, está faltando no Governo o Ministro de Controle do "Fogo Amigo".

Em qualquer país do mundo a maior fonte de dores de cabeça do Governo é a Oposição. Nem o estúpido do Bush conseguiu reverter essa Lei. Só aqui no Brasil que a maior fonte de dores de cabeça do Governo é o próprio Governo...

A propósito, emblemática a reportagem da Folha de hoje, com o Nélson Jobim informando que a ABIN tem equipamento para fazer grampo - e desarticulando toda a defesa do Governo, até então...

Anônimo disse...

Como diz Chico Buarque: Socorro que a polícia vem aí... CHAME O LADRÃO, CHAME O LADRÃO!!!

Bia disse...

Boa tarde, Juca querido:

essa é uma boa notícia. Pode-se dormir melhor quando as evidências de que a raposa foi posta para tomar conta do galinheiro são claras.

Agora de duas, as duas: o Presidente não sabia o que a ABIN fazia e não sabe quem é o substituto de Lacerda. Qual o problema?

Beijão.

Anônimo disse...

É como eu digo: Gilmar Mendes + Demóstenes Torres + Revista Veja = armação do Daniel Dantas, que nomeia o novo diretor da Abin. E o Lula, enredado até a alma, engole sem um pio...

Anônimo disse...

Teorias da conspiração, tem rá todo gosto, ainda mais vinda deste Josias, que adora fazer matérias de encomenda.

Prof. Alan disse...

Sr. Anônimo das 9:54, não sei de onde tirastes teorias e conspiração. São fatos: o próprio Trezza admitiu ter trabalhado para Daniel Dantas. A cumpanherada raivosa e revanchista ganha mais se ficar quieto, do que ao escrever besteiras como essas pra defender o indefensável...

Bem que eu escrevi: a maior fonte de problemas do Governo é o próprio Governo. Inclusive militantes com o este - adequadamente batizados pelo próprio Lula de "aloprados"...

Anônimo disse...

Teoria da conspiração é sempre aquilo que eu não quero que seja aventado. Quando alguém fala em teoria da conspiração dá a impressão que o outro acertou na mosca! Teoria da conspiração é um presidente da Suprema Corte querer comandar o país com, como dizia o César Maia, factóides. Afinal, quem elegeu Gilmar Mendes pra ele ficar dando as cartas?

Anônimo disse...

Esses escolhidos "a dedo"... Parece exame de próstata. Mas este é mesmo o país das entranhas podres, não é mesmo?