30.7.06

Jóia Judia

4 comentários:

Onizes Araujo disse...

Comentar o que, blogger?

Juvencio de Arruda disse...

Chorar,Onizes.
Obrigado pela visita e boa semana para voce.

milton toshiba disse...

E A GENTE AINDA RECLAMA DA VIDA, NÃO JUCA?
BOA SEMANA
ABÇS

Anônimo disse...

As maiores vítimas das guerras são as crianças. Sempre. Contudo, a recrudescência do conflito no Oriente Médio exige alguma perspicácia para além de bandeiras queimadas de Israel e EEUUAA. Uma das questões é saber que o Hirszbollah não é nenhum grupo guerrilheiro/terrorista amador, é o terceiro maior exército da região, que usa o meio urbano como forma de camuflagem (daí porque ataque a eles resulta necessariamente em grande mortandade entre civis)e tem entre seus objetivos estratégicos tomar o poder político no Líbano (já possui legitimidade social onde tem influência), pois assim retoma a pauta da guerra entre estados e conflagra de vez a região (é sintomático o silêncio dos estados árabes sobre o assunto). Há muito dinheiro financiando essa atual etapa do conflito (não é barato lançar quinhentos mísseis por semana sobre o inimigo), maior parte dele parece que chegando via Irã, mas não exclusivamente.
Em síntese: Israel está numa arapuca bem armada e a reação que tiver necessariamente será vista negativamente, pois resultará em imagens como essas. Tenhamos certeza, contudo, que nesse momento há outros conflitos tão sangrentos quanto este, e que não têm merecido a atenção do mundo, exatamente porque não possuem importância geoestratégica para o bloco ocidental.