27.2.06

Querer e Poder

A persistencia do senador Luís Otávio, na verdade mezzo PMDB mezzo PSDB do Pará, já cria embaraços no TCU, que vai abrir a segunda vaga.
O site Consultor Jurídico especula que sua reeleição pode lhe garantir a limpada de área necessária à nomeação, abrindo vaga, no senado, para seu suplente.
A senha, da possibilidade de sua reeleição, será a densidade política de seu suplente.

4 comentários:

Jota Ninos disse...

Juve,

Sabe quem é o suplente do Pepeca? Um empresário de Santarém, Antonio Jorge Simões Hamad (PSDB) que já foi presidente da Associação Comercial, mas que politicamente não cheira e nem fede.
Sempre que se fala numa possível cassação do Pepeca, todos mundo começa a espanar o paletó da posse de Hamad que sempre acaba voltando para o armário...
Afinal, se isso vier a acontecer, seria histórico para Santarém ter pela primeira vez um senador (nem que seja para completar o mandato até dezembro deste ano)!
Quanto à densidade de Hamad... não deve ser maior que a profundez de um pires...

Juvencio de Arruda disse...

Jotaço, como vai?
Esqueça a cassação de Luís Otávio.
O paletó vai ficar no mofo.
Conheço Hammad, e sua esposa Mercedes,conterrânea de Campina Grande,PB.
Não tem densidade política, é vero, mas foi importante na campanhaem 98, pois Luís Otávio dizia que ele não era seu parente.O de Hélio "hic" Gueiros era seu filho, o famoso Helinho, o lambançeiro vice do primeiro governo de Almir.Abraço,Jota.

Direito & Esquerdo disse...

Densidade política do "pepeca"?
Só se for no condomínio onde mora.
AbraçU
Bruno

Juvencio de Arruda disse...

Referi-me, no post, a densidade política de seu suplente, se ele for candidato ao senado.
E olhe bem Bruno, o que se comente é que ele pode sair candidato apoiado pelo PSDB e pelo PMDB?
Tá bem na foto, não acha?
Use a razão para responder.