28.12.05

Meu Reino Por R$ 25 Mil. Ou Menos.

Eu devo andar muito liso, ou revoltado, ou louco, mas fico pensando nos parlamentares que vão mesmo embolsar a grana dessas convocações extraordinárias, lá em Brasília, no Pará e em Nova Déli.
Fico pensando na coragem dessa atitude, no apego pelo money,o nãoquererbem o dinheiro do povo, de quem pedem votos,e a quem devem mandatos, leia-se, explicações.
Não, sinto muito, não há desculpas.
Se a opinião pública não concorda é porque não foi convencida, ou melhor, está convencida do contrário.
Dar de ombros e argumentar que lá em Quatro Bocas ninguém está se lixando pra isso é outro argumento falso.
Falso e cínico. Estão sim!
Podem até não estar diretamente, correlação na ponta da língua, ligação direta. Mas tão se lixando na falta dos dentes quando sorriem, enganados ano que vem, iludidos mais uma vez.
A lixa passa no remédio que falta, na educação que não ensina, na estrada que é só lama, na roça que não vinga.
Outra coisa, queria saber como fica o clima dentro da casa dessa galera, o que dizem seus filhos, o que acham as empregadas, os parentes, os vizinhos, os amigos do futebol. Talvez uma gozação aqui e ali... É só? E a cabeçinha no travesseiro, nada?
Ei, parlamentar, acorde, ninguém agüenta mais!
Não acredito que a família concorde, que não leiam os jornais, que não ouçam inadvertidamente uma conversa de bar quando vão comprar um maço de cigarros, para verem como andam os ânimos nas ruas.
Não acredito que, dispensadas as questões éticas ou ideológicas, não sobre ao menos um coração generoso, algum parlamentar perceba que neste Pará ninguém deu o braço a torcer, e diga: “vou ser o primeiro, vou abrir a minha mão”.
Teria voto mais barato? Teria gesto mais bonito?
Menos grana e mais beleza, tá faltando isso na política.
E gente nova também.
De preferência com mais sabedoria e menos esperteza.

4 comentários:

Anônimo disse...

Senhor Juvêncio:
no mínimo nossos ( nossos uma ova, porque não votei em nenhum deles, não merecem mesmo um voto!) parlamentares, se lerem seu comentário, devem rir com gosto, chamando-o de ingênuo e romântico. Eles todos são 'pragmáticos', o que vale é o enriquecimento fácil, o eleitor, bem, o leitor a gente engana de novo nas eleições!
A proposta é, nas eleições, estampar em out-doors os nomes desses desavergonhados, para avivar a memória do eleitorado.
Ah!, e não esqueçamos nosso 3 senadores, todos muito bem de vida, que não abriram mão do 'agrado' na convocação!
Senadores, deputados federais, estaduais, vereadores, cambada de trombadinhas do erário público!!!

Juvencio de Arruda disse...

Anonimo,desta vez voce foi generoso comigo.Ingênuo é pouco!
Devem dizer coisa pior,ou melhor,diriam,pois não leem o blog à exceção de dois,um federal e um estadual.Mas ainda não desisti de clamar por uma postura mais ética na política.
De novo insisto,não concordo que todos queiram enriquecer fácilmente não.Aliás,do ponto de vista legal,não há nada de irregular em receber nos períodos extraordinários,senão no conteúdo de anormal,pois a exceção virou regra.Mas se voce prestar atenção nos jornais de hoje - comentados aqui no blog - verá que,a seu modo,tanto O Liberal quanto o Diário começam a repercutir o que as ruas já dizem há semanas.E não vou ficar surpreso se alguns reverem suas posições.Aí o blog vai comemorar a ingenuidade do poster e parabenizar os que resolverem doar seus proventos extraordinários.Espero seus elogios também.É assim que a roda anda!
Quanto a fortuna dos senadores,permita um reparo.Não acho que Ana Júlia esteja rica e Flexa Ribeiro estava quase falido.
Sua proposta de estampa-los nos out-doors vai ser difícil:vários partidos tem nomes na lista dos corretos.E quem assinaria os out doors? Que ingênuos o fariam?
Aguardemos,pois a lista está aumentando.Muita água vai rolar por baixo dessa ponte.Amanhã publico uma nova atualização.Grato.

Jubal Cabral Filho disse...

Este comentário postei no blog. espero que seja mais um que se indigna com a postura destes rapazes e moças:

"De acordo com o que o Quintaemenda dispõe (Meu Reino Por R$ 25 Mil. Ou Menos.) sobre a indecente convocação extraordinária efetuada por poderes legislativos neste Brasil que Deus me deu (dor de cabeça) entendo que todos os blogueiros e leitores deles deveriam se unir e promover uma campanha para despertar nestes "camaradas" a vergonha que este gesto desperta em seus eleitores, familiares e demais brasileiros. A honradez de dora este salário extra à associações carentes não vai passar perto deles, mas não custa todos nós demonstrarmos e publicar uma nota em todos os blogs que acessarmos sobre este assalto ao bolso do cidadão, que vai continuar sendo mal atendido nos postos médicos, sendo assaltado por meliantes (de outra categoria, é claro) e transitando em ruas esburacadas, no mínimo. Vai chegar a hora do trôco nas eleições e nós teremos que mostrar que precisamos de outros parlamentares para, além de nos representar, nos honrar com sua postura ética".
Como você sei lá se vai dar certo, mas vou continuar acreditando na força da comunicação (nem que seja mínima como a minha) dos populares na rua, nos bares e nos salões.

Juvencio de Arruda disse...

Fico honrado com a postagem de minha nota em seu blog,Os Cabral.E feliz de ver que minha indignação,mesmo ingênua,é compartilhada ,ainda,por pessoas que pensam em ações coletivas,dividindo sonhos,num último esforço de transferir aos nossos filhos uma ponta de esperança num futuro diferente.E,aomenos para eles,absolutamente necessária.Não acredito que se vá muito longe com essas práticas.Antes a indignação ingênua do que a senilidade amarga da resignação.Do contrário este país acaba logo ali.
Grato.