31.10.06

Segundona

Dá-lhe, Papão!

-------------------------------------------------------------

Fui torcedor do Remo até os vinte anos de idade.
Um dia resolvi deixar de torcer pelo time, aborrecido com seus resultados, e fiquei sem clube por algum tempo.
Meses antes da inauguração do estádio Mangueirão, em 1978, meu pai comprou duas cadeiras cativas. No primeiro jogo estavamos lá, eu e o velho, no meio de uma animadíssima galera bicolor, onde pontuavam o jogador Pelé, já aposentado do basquete alvi-azul, o finado Rubinho Martins, jaderista de quatro costados, os dois filhos do senador Oziel Carneiro - Clóvis e Diógenes - entre muitas simpáticas figuras.
Voltava prá casa cansado de tanto rir dos vizinhos das "sociais"
De tanto conviver com essa moçada, acabei voltando a torcer...pelo Paissandu.
Claro que fiquei maldito nas duas torcidas. Ninguém acreditava.
Em compensação sou Botafogo e Palmeiras "desde criançinha"...rs.

-----------------------------------------------------

Atualizada às 23:16.
Deu Leão, 3x1. Também, com quatro penaltis...

26 comentários:

Anônimo disse...

O Papão terá o mesmo destino da fera tucana.

Juvencio de Arruda disse...

Não diga isso...rs

Anônimo disse...

Vira casaca

Juvencio de Arruda disse...

É,Anonimo, réu confesso.

Anônimo disse...

Às vezes, virar a casaca é sinal de inteligência. Bela escolha, Juvêncio, dá-lhe Papão!!!!

Juvencio de Arruda disse...

Ôpa, valeu meu irmão!

Anônimo disse...

Papão Babão.

Alex Lacerda de Souza disse...

Aceito as viradas de casaca até os doze anos, depois disto fica muito estranho. Mas voce, assim como meu irmão, podem voltar ao coração do LEÃÃÃO a qualquer momento, que serão recebidos sem mágoas..rs.
E dá-lhe LEÃO.

Juvencio de Arruda disse...

Eheh..pAlex e Anonimo, podem mangar a vontade.Já ouvi tudo isso aí...rs

Anônimo disse...

Professor
é apenas uma impressão ou
tú vai avermelhar também,
seja bem vindo
hehehehehe

Juvencio de Arruda disse...

Puxa, mas o convite é uma honra...que agradeço, pela idade e sinceridade excessivas...rs.

Wanterlor Bandeira disse...

Meu caro Juvencio eu tambem era torcedor de dois times Remo e Vasco, mas cansado de tanta sacanagem do Senhor Eurico e dos constantes desatres do vasco, desisti e fiquei só com o Leão, sofrer duas vezes não tem pressão que aguenta. um abraço

Anônimo disse...

Juca sou Tricolor paulista , desde 1970...na época todos torciam p/o Santos de Pelé ou Corinhians....

depois só alegrias.

milton toshiba

CJK disse...

Leão 3, Papão 1.
O roto rindo do esfarrapado: Levy x Tourinho, estamos todos "fumados", ninguém merece...

Anônimo disse...

Deu Leão, Juvêncio !
Console-se e aguarde o próximo jogo;

Ranieri disse...

Pô, Juvêncio! Discutir política já é complicado... agora, futebol?! Mas, nunca é tarde para repensar uma escolha. Quem foi Remo, sempre terá uma fera no coração. Você me lembrou de uma pessoa muito querida que jamais será esquecida: grande amigo, coração enorme: Rubinho. Que partiu cedo demais para o que ainda tinha que fazer. Tenho certeza que de um lugar bem melhor, ele tá rindo dessa "desgraceira" aqui.

Juvencio de Arruda disse...

Ranieri, é verdade...mas estamos só nos divertindo um pouco.
Grande caolho, com certeza!

Anônimo disse...

Caro Jornalista, nunca é tarde para
rever conceitos, reatar velhas paixões, é por aí...rsrs
Ponha de volta o coração de LEÃO que vai, certamente, se sentir bem melhor.
E para a thurma do bicolinha...que tal um Lexotan? Pois o estrago ainda vai ser maior: o Leão cavou a sepultura, O Galo vai fechar a tampa do caixão....hehehe
Saudações Azulinas.

Juvencio de Arruda disse...

Obrigado pelo convite...ehehe, mas estou bem aqui no Bicola.
Quanto a sepultura, olhe lá... tá mais pra aí do que praqui.

Copulatum et Malum Remuneratum disse...

Bem, é bom saber que pelo menos eu não sou o único. Também troquei de time, só que pra o lado oposto ao seu...
Desde pequeno torcia pelo time do pé amputado, talvez por influência da família. Mas por volta dos 18-20 anos, por conta de deixar um pouco de lado o futebol e me dedicar mais seriamente aos estudos, acabei por me desinteressar pelo futebol, sobretudo pelo futebol local.
Já depois de formado e trabalhando, voltei a encontrar um amigo de faculdade, muito boa praça, remista, e a gente sempre parava pra tomar umas geladas. Numa dessas, acabei indo com ele ao Baenão assistir a um Club do Remo contra o Sport Belém. Não deu outra, Leão 4 a 1. E uma nova paixão nascendo.
Nessa época, o Remo tinha um bom time. Lembro de jogadores como Papelin, Arthur, Luciano Viana... enfim, foi o início de um namoro que virou casamento ao longo daquela gloriosa sequência de 33 jogos.
Até hoje, alguns amigos ainda dizem não acreditar que é possível trocar de time. Ora, tem gente que troca de mulher, que troca de religião, que troca de partido político, troca-se até de sexo... por que então eu não poderia trocar pra o melhor time do Pará?
Sem dúvida, foi a melhor coisa que eu fiz. Desde então, esse Leão só me dá alegria!

Juvencio de Arruda disse...

Pô, Copulatum, só voce mesmo, com uma história dessas,para me prestar "irrestrita solidariedade" nessa hora...rs
Parabéns ao Leão.
Abs e bom final de semana.

Anônimo disse...

É fato, o Leão ganhou com galhardia. E cumprimente-se a diretoria azulina pela excelente contratação, o melhor em campo: o juiz!!! O problema é que depois falta grana pra pagar o resto da equipe.

Anônimo disse...

quá-quá-quá! compra de juiz é especialidade do lado "delá", amigo.Pergunte ao Miguel Pinho (já fora das manchetes) e ao Tourinho (manchetes recentes).Resta chorar, faça isso.
E aproveito o espaço democrático deste blog para convocar a ONDA AZUL para uma missão: convencer o Jornalista a retornar ao Manto Azulino, de onde não deveria ter saído.
Atletas azulinos somos nós...hehehe

João Paulo Mendes disse...

Caro Juca, nosso amigo André Bolonha nunca te perdoará pela desastrosa opção. De minha parte, resta-me a alegria de alinharmos as fileiras do glorioso de General Severiano. Abcs, João Paulo Mendes

erika- disse...

ae papããããão.

vc subiu nos meus conceitos hein.

erika- disse...

.