29.8.08

Vale Tudo

Os institutos de pesquisa estão precupados com as condições de campo de seus coletadores. Não são bandidos comuns que infernizam o trabalho da turma não. São meliantes vinculados à facções políticas que invadem hotel, roubam formulários, pressionam pesquisadores com ameaças.
A turma da pesquisa começa a trabalhar sem crachá.

13 comentários:

Anônimo disse...

Belém é uma bosta mesmo, tem que viver de boatos pra aparecer na midia... Aqui até concurso pra faxineiro de prefeitura do interior é cancelado. Enquanto o Brasil progride a olhos vistos, o Pará continua sendo o quintal dos Maiorana, de longa folha corrida.

Juvencio de Arruda disse...

Os acontecimentos narrados no post aconteceram em cidades do interior, o que não invalida seu comentário.
Só que não é boato coisa nenhuma.

Bia disse...

Bom dia, Juca querido:

li com espanto o post. Depois, pensei: por quê o o espanto? Afinal, quadrilhas defendem sua posição, no tráfico e na política. Quem está não quer sair e quem quer tomar posições, vai à luta.

Quando a barbárie se instala, ela tem muitas faces.

Vou tomar café. E sair hoje de óculos escuros, para não perceber tudo isso.

Beijão.

PS: a saudade, de tão cotidiana, já está quase imperceptivel!!! Quase incorporada como coisa natural!!!

Juvencio de Arruda disse...

Bom dia, queridona. Saudades de vc tb. Olha, isto já ocorre há algum tempo com os pesquisadores nas favelas cariocas.
Vamos ao café...rs
Bjão

Alan Wantuir disse...

caro amigo, dê uma olhadinha no meu blog e veja a minha postagem de hoje: parece time de futebol?

Juvencio de Arruda disse...

rsrs...time de peso!
Abs, Alan.

Raphael Teixeira disse...

Juca, sem apologia à barbárie... mas deve ser considerado um grande feito aos quadrilheiros das pocilgas conseguirem LOCALIZAR a turma das pesquisas. Sim, pq eu nunca vi, nem conheço ninguem que tenha sido entrevistado para pesquisa de opinião ou intenção de voto.

Val-André Mutran disse...

A mais mal acabada máxima da ocupação de espaços, visto a ausência das "otoridades" que pensam que não há inteligência no lado de cá do Equador.
Sabadão repleto de boas coisas pra ti, mestre.

Anônimo disse...

CADÊ A ÚLTIMA PESQUISA DO VOX POPULLI DO DIÁRIO DO PARÁ, REGISTRADA NO DIA 26 DE AGOSTO ?

Anônimo disse...

Isso também é reflexo das proprias empresas de pesquisa que não investem nos coletadores e responsáveis pela coleta.
Foi o caso de Alenquer, onde uma empresa deste tipo chegou a cidade e "contratou" coletadores para fazer a pesquisa.
Ocorre que os ditos coletadores espalharam os formulários preenchidos na cidade com o intuito de beneficiar candidatos.
Outra coisa, é que os responsáveis pela pesquisa chegam a cidades pequenas e logo na descida do barco já vão falando o que irão fazer, atraindo os espertalhões de plantão.
É preciso seriedade das empresas e atenção da Justiça Eleitoral sobre estes casos.
Também pudera, em contato com uma empresa deste tipo, a mesma pediu meros R$-5.000,00 para fazer uma pesquisa o convenhamos não dá nem pra fazer pesquisa em eleição de colégio.
Mario leite

Anônimo disse...

E você acha, anônimo das 8:17 , que o Jáder vai publicar qualquer pesquisa em que a Valéria esteja na frente ?
Vai nada !!

Anônimo disse...

Valéria não para de cair....e vc sabe disso anonimo das 5:28 PM. Voces tambem fazem pesquisas internas e podem registrar o quadro como esta. não tente os eleitores com falácias.

Anônimo disse...

A pesquisa Vox Populi não publicada do Diário do Pará não coloca a Sra. Valéria na frente de nada, ô palpiteiro das 5,28pm.
Ocorreu com esta pesquisa o que o poster denuncia, uma manipulação dos resultados, só que sem violência, "na manha", em favor de um certo candidato, que não é o do jornal, nem a demo-candidata.