1.8.08

Apreensão em Parauapebas

Na caixinha do post que exibe a charge de Orlandeli, de ontem, o diretor presidente do Correio do Pará, Flávio Sacramento, denuncia e questiona os motivos a apreensão da edição do jornal pela juíza Eline Vieira, da 75ª Zona Eleitoral, que abrange os municípios de Parauapebas e Canaã dos Carajás.
Vale a pena ler a denúncia de Flávio, que buscou as informações sobre a impugnação da candidatura de Bel Mesquita (PMDB) à prefeitura do Pebas no site do TSE.
A mesma informação foi veiculada no Seventy, edição de ontem, e desmentida na edição de hoje.
Quem tabém ficou enrolado com a Justiça Eleitoral foi o prefeito Darcy Lermen (PT), que só encaminhou a ata da convenção no dia 5 de julho e teve sua candidatura impugnada pela mesma juíza.
Tem uma Zona Eleitoral trabalhosa a dra. Eline Vieira.

3 comentários:

Anônimo disse...

Jva, tu achas que essa série de impugnações vai ser servir pra termos menos candidatos que os inscritos nas urnas? Ou o candidato pode ser eleito até da cadeia?

Anonymo

Juvencio de Arruda disse...

De um modo geral não acredito que algum registro seja impugnado por lista suja, por exepmplo.
Mas há casos, como o não recolhimento de multas dentro do parzo, como o candidato à prefeitura de São Luís(MA), onde a coisa pode complicar.
O jeito é aguardar

Anônimo disse...

O caso de DARCI em Parauapebas é preocupante. Não apenas pela decisão desfavorável, mas pela qualidade da sua assessoria jurídica.

O grave não foi o indeferimento da candidatura DARCI, o grave é a juíza ter intimado o advogado da coligação para sanar a irregularidade apontada pelo MPE e o cara fazer ouvido de mercador, tipo "tou nem aí!"


A juíza foi corretíssima ao tirar de circulação o Correio do Pará (Flávio Sacramento - Darci) e o Jornal o Hoje (Marcel Nogueira- Bel), a boa imprensa agradece.

Acredite, a cidade comemora cada decisão da juíza!

Hoje, o pleito eleitoral de Parauapebas tem apenas dois candidatos regularmente inscritos: MARDEN - PSOL X ALESSANDRO SPINELLI (não sei o partido).