31.3.07

Piorou

A nota à imprensa que a SESPA emitiu sobre o caso do Hospítal Regional de Santarém teve péssima repercussão na opinião pública da região oeste do Pará. E nem poderia ser diferente.
A nota é grosseira ao chamar de "frente política" o arco da sociedade que se formou para protestar contra o descalabro que é o hospital de portas fechadas, querendo confinar a questão aos interesses políticos - de quem é contra o governo, é obvio.
Que a questão é política não resta dúvida, mas não no sentido que a nota tenta imputar aos santarenos, mas nas razões que a nota não confessa.
A grosseria segue na desqualificão do contratado pela gestão sem nenhuma referência aos critérios ou investigações relizadas para consubstanciar a grave acusação.
Na tarde de ontem as emissoras santarenas veicularam uma nota, assinada pelo governo do estado,onde as grosserias foram suprimidas.
E só.
O impasse continua, agora um pouco pior.

3 comentários:

Anônimo disse...

8 x 23 disse ...

A nota da Sespa é uma afronta ao povo santareno e daquela região, além de um atestado público de incompetência da própria secretaria e, por extensão, do próprio governo. Os equipamentos em montagem e o treinamento de funcionários são pendências anunciadas publicamente quando da inauguraçaão do hospital no final de dezembro. Os equipamentos estavam na casa para serem montados e o treinamento é consequência do contrato assinado com a OS,por solicitação da própria governadora Ana Júlia junto ao governador da época Simão jatene.
Se o início do governo pode ter atrapalhado um pouco a concretização dessas ações é até compreensível. É só recuperar o tempo perdido, se é que houve.O que não dá é ficar usando politicamente o problema enquanto a população fica padecendo,sem o atendimento tão importante, e necessário,de um centro de saúde como é o hospital naquela região.

Anônimo disse...

Os governos do PT tem sempre muita conversa e poucas ações.
Já se passaram 3 meses de gestão e ainda stá tudo praticamente parado.

Val-André Mutran disse...

Às favas os movimentos sociais e a sociedade civil organizada.
O negócio para governo sem planejamento é isso mesmo. Quanto mais puxa-saco melhor e quanto mais esculhambado mais...Deixa prá lá.