25.9.06

60%

Do blog do Noblat.

Pesquisa saindo do forno!
Amanhã, às 11h, será divulgada a mais recente pesquisa nacional do Instituto Sensus/Confederação Nacional dos Transportes.
Ela foi fechada no último fim de semana.
Antes de conhecer seus resultados, o diretor do Sensus, sociólogo Ricardo Guedes, disse a um amigo que as chances de Lula vencer no primeiro turno caíram de 100% na pesquisa anterior para 60%. Piorou também a avaliação do governo

5 comentários:

Jubal Cabral Filho disse...

Agora, fala sério Juca: quando é data da cachacinha (51)?
Eu me perdi e tem uns amigos perguntando adoidadamente. 23, 24 ou 25? Ou nenhum destes?
Fala logo, fala Juca!

Anônimo disse...

Juvêncio, porque não parar com esses postes de mau gosto?
É filme já assistido.
Já nos deu uma dica sobre boato de pesquisa e acabou quebrando a cara.
Nessa altura do campionato é o voto mesmo que define, e tudo indica Lula no primeiro turno.

Anônimo disse...

Juvêncio, não é a primeira vez que você cai no burraco.Seja menos tendêncioso!
Eis a pesquisa
A cinco dias das eleições, e após uma semana de intensos e violentos ataques, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva mantém grandes chances de reeleger-se já no primeiro turno. Pesquisa CNT/Sensus divulgada nesta terça-feira (26) mostra Lula com 51,1% das intenções de voto, cerca de dez pontos percentuais acima da soma de todos os adversários.

Em segundo lugar, bem atrás, vem Geraldo Alckmin (PSDB), com 27,5%. Na seqüência aparecem Heloisa Helena (Psol), com 5,7%, e Cristóvam Buarque (PDT), com 1,4%. O total de brancos, nulos e indecisos recuou de 17,7%, em agosto, para 13,5% agora.

PinkY disse...

uhm... acho que a pesquisa divulgada hoje apresenta um "equilíbrio" nessa descida do Lula... não entendi a avaliação do sociólogo.

Anônimo disse...

Ha, Ha, Ha, Agá-Agá vai terminar as eleições com 4% dos votos! Que início-final melancólico para quem não soube distinguir Lula de Alkmin e terminou perdendo votos para os neo-liberais.
O meu programa sou eu! Que frase de má inspiração, com parâmetro apenas para o L'etat c'est moi! E quem o disse, sabemos, também perdeu a cabeça na guilhotina de Paris.