14.9.06

Maior Rama

Espectador privilegiado da cena contou para o blog que William não achou nada Bonner o barraco que rolou no Boteco das Onze Janelas, na madrugada de terça, por volta das duas e meia da manhã, na esteira das comemorações pela edição Nova Déli do Jornal Nacional.
Completamente alagado na marvada, um jornalista aprontou todas, se disse o rei da cocada preta, falou o diabo, completamente dominado por Ele.
E o Pedro, impressionado com a cena, sequer fez Bial.
Mas todo mundo já sabe no Rio.

7 comentários:

Flanar disse...

E não saiu carregado pelos seguranças desta vez?

Anônimo disse...

Já contaste o milagre.
Dá uma dica do nome do Santo ... hehe

citadinokane disse...

Juca,
O pau comeu mesmo?!

Companheiro vou dirigindo pela rua próxima a tua casa, engarrafamento terrível, levanto o olhar e te vejo ao telefone sem camisa na janela do apartamento, e penso com os meus botões "o 5ª emenda deve atualizar alguma informação, sempre contribuindo com a nossa famigerada cidadania..."

Juca estás numa trincheira avançada, na hora de minhas orações, balbucio com os dentes cerrados "Deus proteja o Juca é uma pessoa de bem e também é bicolor..."
O inconsciente insiste em responder: Tá protegido, tá tudo dominado meu filho...
Precisamos conversar, só te digo vai... até o Ranulfo...
Abraços irmão,
Pedro

Anônimo disse...

Puxa, o anônimo quer saber mais o quê?

Está tudo muito bem descrito aí... do meliante aos entorpecentes consumidos! Caramba mais claro impossível.

Anônimo disse...

ô inveja danada que está consumindo a alma de todos vcs. Vão se benzer, vão...

Anônimo disse...

Juvencio, estou aqui sem entender estas mensagens. Será que poderias explicar - com nomes - para este paraoara perdido em Bonn.
abracos

Anônimo disse...

Já lestes (claro que já)o Diário edição de hoje?
Coluna de Ana Carolina Proença? Obra de chupa-chupa ou chupa-cabra?
E o amigo (um dos poucos que verdadeiramente tenho)ainda fica preocupado com os afagos no ego que recebeu na mesa do bom e velho
Cosa...rs
Um abraço,
Pascoal