29.1.08

Miro Tira Processos do Canto

Em apenas 10 dias à frente da Coordenadoria Jurídica da secretaria estadual de Meio Ambiente, Sema, o procurador federal cedido ao governo do Pará, Miro Canto, conseguiu movimentar o passivo do órgão, cerca de mil processos.
Destes, aproximadamente 200 são de dívida ativa, dos quais 100 foram despachados para o arquivo morto e enterrado, por pura prescrição.
Havia processo de 1998 dormindo nas prateleiras da Sema, alimentando ácaros. Outros 100 foram enviados à Sefa para a devida execução fiscal, ou seja, os devedores serão chamados a pagar o débito.
Os 800 restantes estão sendo despachados e dentro de 15 dias não haverá um único processo sem a diligência devida, garante Miro Canto. Ele conta com um time de 10 operadores e seis estagiários.
E mais: a Sema centralizou somente numa área todos os processos jurídicos. Não tem mais processo da Força Tarefa em jurídico “paralelo”.

6 comentários:

Marcos Aurélio Lopes disse...

Conhecendo o trabalho do Miro, nós não nos admiramos, das providências tomadas por este profissional do Direito. Mas impressiona a capacidade do prejuízo ao Estado provocado por este avalanche de processos engavetados. Parabéns Miro, continue.

Anônimo disse...

Isso mesmo Drº Rosemiro, não sabia que estavas na SEMA,Parabéns DrºValmir pela contratação!!!!!

Anônimo disse...

O nenen é demais, com certeza o Dr. Valmir está de parabéns e o que é melhor a política de meio ambiente do Estado do Pará ganha um aliado competente, determinado...

Bom trabalho Miro

Anônimo disse...

Vai com tudo Drº Rosemiro!!!!!
Leila

Anônimo disse...

Uma grata surpresa passeando pelo blog, vi este post, PARABÉNS a SEMA!!!!

Anônimo disse...

O Miro Canto é mais um excelente profissional, com politica na cabeça que chega a SEMA pra mudar a lógica que a muito tempo se fixou neste orgão, parabéns Velmir Ortega, só falta agora mandar pra fora os que ainda permanecem desde da era tucana, ai, sim teremos uma secretaria tecnicamente boa, e com visão politica de futuro.... e principalmente sem politica conservadora