28.1.08

Vale uma Olhada

O blog do Hiroshi traz novas e detalhadas informações sobre o contencioso entre a Vale e a prefeitura de Parauapebas. É uma querela atrás da outra, ou dentro de outra, se preferirem.

3 comentários:

Luciane Fiuza disse...

Ju, fugindo do assunto do post, vc leu o que o JP passado? Em "Colunas sociais: espaço à venda?" o Lúcio Flávio faz uma análise ótima do colunismo social da terra. Fiquei curiosa pra saber quem era o colunista que escreveu tamanha baboseira, que o Lúcio reproduz no jornal: "Pessoalmente, fico indignado ao ler em colunas sociais que fulano de tal mereceria o vômito como reação 'se fosse o Geraldo peixeiro'; que não merece cliente a 'gorducha' que vende pupunha ao lado da C&A; a nova loja, aliás, além de situada num ponto sujeito a furtos e assaltos, pelo acúmulo de vendedores ambulantes, merece dó por ser freqüentada 'por tanta gente feia'; a mesma gente feia atraída para a (supostamente) área clean, em torno da Doca pela má novidade da instalação, ali, de um posto do Detran".

Amigo, pesquisei e acho que descobri, domingo passado, a autora de tantos absurdos. Olha só essa pérola: "'Inté' pra semana com mais besteirol, dicas e etc. Ser light não faz mal a ninguém..." Acho que ela pensa que tem estilo... Quer dizer que agora sinônimo de "mente fraquinha" é ser ligth?! A gente deveria ser poupado "de vez em sempre" de ler essa quantidade de baboseira porque é isso que deixa o povo mais alienado, mais atraído por futilidades... Esse povo que a fulana de tal chama de povo "feio". Lembrei até de um artigo que escrevi no blog, que tem a ver com isso. O post é o "Beleza de acordo com a afeição da coluni$ta" - reproduzo abaixo. Ju, desculpa encher teu blog, mas não resisti, diante de tanto besteirol... Qual será o futuro do jornalismo paraense?

Bjs!

Lu.

BELEZA DE ACORDO COM A AFEIÇÃO DA COLUNI$TA

"Saíram as festas do Tide e agora só dá o bailado da AMA. Já viram como a Ana Botafogo está com a cara de um filhote de calango?".

A nota acima foi publicada por uma colunista da cidade no dia 29 de outubro. Nesse dia, de manhã, recebi no meu celular uma mensagem de uma bailarina indignada com o que lia. Não tive resposta para ela. Na noite do mesmo dia, Carlinhos de Jesus dançava no Theatro da Paz, no encerramento da décima terceira edição do FIDA (Festival Internacional de Dança da Amazônia).

Carlinhos de Jesus é quem está na foto que ilustra esta postagem. Mesmo fora de foco, não tive coragem de apagar a foto porque o momento foi especial. Depois de uma apresentação de gafieira fantástica, o dançarino aproximou-se da platéia, mandou um beijo e gritou um EU AMO BELÉM! Tive vontade de sumir de tanta vergonha...

Comentei sobre a nota com um jornalista que trabalha como editor em um jornal do mesmo grupo de comunicação da tal colunista. Como são amigos, perguntei se ele não poderia sugerir uma possível retratação. Como resposta, o jornalista simplesmente disse que achava difícil isso acontecer, pois ela pagava pelo espaço – um caderno publicado aos domingos.

Visitando hoje alguns blogs que costumo ler, lembrei da situação por duas vezes. A primeira foi no post PAUTA LIBERAL do blog do professor Yúdice Randol, no post Pauta Liberal. Ele fala o seguinte sobre o trabalho da colunista: "Hoje, também, o 'maior do mundo' publicou uma nota elogiosa a Ney Messias, sua cria, de estilo abaixo do colunismo social, dizendo entre outras coisas que ele malhou muito nos últimos anos, na Funtelpa, da qual ainda está presidente, para fazer a 'música paraense' tocar por aí afora. Só pode ser uma resposta ao muito que os blogs têm publicado sobre o fracasso da suposta política cultural tucana, com referências expressas ao aludido senhor que, segundo me consta, é odiado pela classe artística. Ou seja, o redator desse jornal deve estar lendo blog atrás de blog para definir a sua pauta. Por isso, companheiros blogueiros, vamos dar trabalho a essa gente".


A segunda vez foi no blog do jornalista Juvêncio Arruda, o Quinta Emenda. O post TÁ MAL faz referência à prisão de um radialista (do mesmo grupo de comunicação que publica o caderno da colunista) num flagrante de extorsão a um comerciante local. Um comentarista anônimo do post dá mais detalhes. "(...) E olha que na reportagem o extorquido procurou os responsáveis/donos da rádio para denunciar e foi dito a eles que o horário era alugado e não se podia fazer nada! NADA! É como alugar uma casa para atividades familiares e a casa virar uma zona! Viva a radio zona, ZONA!."


Para encerrar, gostaria de lembrar que Ana Botafogo dançou duas coreografias com Carlinhos de Jesus no festival de dança, uma das muitas vindas da bailarina mais popular do Brasil à capital paraense. Talvez este seja um dos motivos da participação especial deste ícone de dança brasileira na novela global, já que Manoel Carlos aborda a problemática da bulimia. Na minha opinião, ela está muito bem como atriz iniciante, dando um banho em muita modelo aspirante à atriz. Os momentos de discussão de temas polêmicos, assim como as aulas de dança da novela, destacando a participação dos primeiros bailarinos do Teatro Municipal do RJ na volta do Tide, estão entre os poucos que me agradam na atração global.

Ainda ia entrar no mérito da beleza da colunista, mas o assunto renderia outro post. Como fiquei devendo uma resposta para a minha amiga bailarina, acho que agora foi dada.

Juvencio de Arruda disse...

Oi, querida.

Eu li a parada, no dia em que foi publicada, e depois o artigo do LFP sobre a besteira.
É a calunista Rejane Barros, da pocilguinha.
Ela já havia sido notícia no Quinta Emenda, no início de 2006, ao publicar uma nota abestalhada contra os preços do Bar da Walda.
Um mes depois estava elogiando a Taberna São Jorge em sua caluna.
É assim.
rsrs
Bjs prá vc.

Luciane Fiuza disse...

Pois é, Ju, a calunista da revista Trapo é o "ó do borogodó"... rsrsrsrsrs Notas abestalhadas e desrespeitosas são a especialidade desta senhora, que adora um jabá culinário.

Beijinhos!

Lu.