28.3.08

PSDB: Entre a Cruz e a Caldeirinha

São iguais a zero as chances do PSDB lançar candidato próprio nas eleições de Nova Déli. São iguais as chances dos tucanos apoiarem Valéria Pires Franco (DEM) ou o prefeito falsário Duciomar Costa. São de 100% as chances do vice tucano vir a ser a mesma pessoa nas duas alternativas: o saltitante arquiteto Paulo Chaves.
Não há nenhuma chance da visita do presidente nacional do partido, senador Sergio Guerra (PE) influenciar alguma coisa nesse processo.
Bem, essas são as avaliações de uma emplumada fonte do PSDB.

24 comentários:

Bia disse...

Bom dia, Juca querido:

Eu só vim aqui perturbar você com meus desejos...rsrsrs...

1 - Que o PSDB tenha coragem para ter candidato próprio e que seja o Paulo Chaves, para representar a proposta de pessoas que pensam Belém como um município e não um conjunto de três avenidas.

2 - Se não der, que assuma a vice candidatura do DEM.

3 - Que desista definitivamente de ser rabo de rato na chapa do PTB-PMDB-PT e..e...e... e tudo o que Duciomar representa de mediocridade e tristeza para Belém.

Tá faltando só a fada com sua varinha mágica para realizar isso.

Mas que hoje tá um dia lindo de sol, lá isso tá!


Beijão.

Anônimo disse...

Pesquisa recente, encomendada a um instituto de Brasília, ratificou o que já se esperava nas eleições em Belém: Paulo Chaves tem 100% de rejeição, por desconhecimento da população a seu nome, e Duciomar Costa com mais de 50% de rejeição pelo motivo inverso. Ou seja, quase 100% da população o conhece, e mais da metade o rejeita. Na mesma pesquisa, aparecem Edmilson, disparado em primeiro lugar com mais de 30 pontos, Valéria, Priante e Jordy. Mas o gráfico mostra também que o candidato com maior potenciial de crescimento sustentável é justamente o candidato do PPS, Jordy.

Anônimo disse...

Luluquefala:
Pôxa vida ! E eu aqui já empolgadíssimo, esperando por uma disputa pra lá de boa, entre o ex governador Simão Jatene e sua linda Vice Governadora Valéria Pires Franco.

Anônimo disse...

Juvencio Arruda... que linda a foto de hj de um jornal da cidade, que mostra AJ com HC, com a seguinte legenda : '' No encontro com Ana Julia, Chavez propôs maior aproximação com o Pará''...Cá pra nós, Juca, maior aproximação do que a foto mostra, sei naum, he he he ....esse comentário é para aqueles que ''censuram'' o humor do blog, de vez em quando.
Abraços do Mediador de Emoção !

Anônimo disse...

Luluquefala:
Será que alguém pode me informar qual é o negócio empresarial que o deputado André Dias tem em sociedade com o prefeito Duciomar Costa ?
Cartas para o Quinta.
Cartas, ou contratos...

marcio almeida disse...

Juca, o problema da oposição, e falo isso em termos nacionais, é a falta de articulação.Como estrategistas, os tucanos são péssimos.Em Belém, infelizmente, o panorama atual coloca o Dudu como favorito:é da base do Lula, tem a máquina na mão, conta com apoio de alguns tucanos. O PSDB deveria lançar candidato próprio. Marcaria presença. Se fosse o Jatene , teria chances.E não seria queimação de filme. O PT e o PMDB não possuem nomes. Meu palpite: 2% turno entre Dudu e Edmilson. Se o Jatene, que foi um governante mt competente administrativamente, entrar, pode embolar o jogo. A Valéria, é uma boa candidata, mas sem um leque amplo de alianças não decola. 90 % dos petistas vão de Edmilson.O eleitorado de esquerda é forte na capital. O Prefeito ou prefeita dos emus sonhos teria que ser uma pessoa ética, que entendesse de gestão pública, que resolvesse o problema do trânsito em Belém. Agora, seria mt interessante que acontecesse em Belém, o que vai acontecer em BH, vc não acha, Juvencio? Desde é claro, que o "ungido(a)" preenchesse os requisitos que elenquei
P.S.: Parabéns ao senador Nery, por divulgar o 5° no Blog do Noblat.Com certeza, os acessos vão aumentar mt.
Um forte abraço.

Anônimo disse...

Ao Márcio Almeida.
Em política não pode haver ingenuidade. Pense!
Imagine se o Jatene, que nem aparece bem cotado nas pesquisas, por um acaso, vencesse as eleições municipais, o que aconteceria?
Belém ficaria a pão e água dos governos federal e estadual. Belém não merece.
Agora imagine se o Jatene perdesse a mesma eleição. Seria o fim dele e do PSDB, que passaria a ser comandado pelo Mário Couto. O senador, sem ter nada a perder, seria o candidato tucano ao governo. Por isso, Jatene não será candidato. Anote aí, Márcio
Abraços,

Anônimo disse...

Juca, Dudu , Jatene e Valéria são farinha do mesmo saco , por isso se cada um sai pra um lado morre os 3 abraçados...quem inventou uionar foi Jatene e Almir ..lembram da febre amarelaaaa q deu na cidade??Essa é a sinuca de bico q se encontram os 3 amiguinhos:Duu, Jaja e Vaval..se correr o bicho pega e se ficar o icho come..

Vladimir Cunha disse...

Muita gente se assanha com a possibilidade de Paulo Chaves vir a ser o vice de Dudu como se ele fosse transformar Belém numa grande Estação das Docas com uma redoma refrigerada cobrindo toda a cidade. A questão é saber a que ele vem. Belém, obviamente, arrecada bem menos que o Estado. Com isso, Paulo Chaves não teria o mesmo orçamento que teve durante os 12 anos de governo tucano para realizar obras como o Feliz Lusitania, a Estacao das Docas e o Hangar. Além disso, não acho que ele consiga pensar Belém como uma cidade com caracteristicas bastante peculiares e com necessidades mais imediatas, da mesma forma que ele não conseguiu pensar uma política cultural consistente para o Pará nesses mesmos 12 anos. Temo que Paulo Chaves como vice de Dudu seja apenas um criador de penduricalhos. Talvez um cargo de secretario especial de obras lhe caia melhor.

Anônimo disse...

O problema da política em Belém e no Pará é:
O governo ainda não aprendeua a governar e a oposição não sabe como fazer pra se opor.
Os eleitores estão parece cachorro quando cai de caminhão de mudança, não sabe pra que lado vai.

Anônimo disse...

Se os tucanos e demos querem vencer essas eleições, a chapa ideal é a Valéria para prefeita e Paulo Chaves para vice.
Seria uma forma de unir no mesmo palanque, Almir Gabriel e Simão Jatene.
Belém precisa se livrar de um prefeito que não tem currículo, e sim ficha corrida.
Todas as grande obras de Belém, foram feitas nos governos Almir Gabriel e Simão Jatene.
Por isso, em 2010, Valéria já será prefeita de Belém, para apoiar Jatene ao governo do estado.

Anônimo disse...

Sabe, Juca, o senador José Nery é um cara descente, honrado. Tem personalidade e trabalha em favor do nosso povo e da Amazônia. Ele sempre esteve ao lado do ex-prefeito Edmilson Rodrigues e ambos, agora, somam esforços, experiências e militância na construção do PSOL. Mas gostaria de apresentar algumas novas idéias sobre a sucessão em Belém, assim como, defender um ponto de vista favorável à entreda em cena do ex-prefeito Edmilson Brito Rodrigues que aliás, deve passar o final de semana em Brasília, junto com o senador Nery e a vereadora Marinor Brito, na Conferência Eleitoral do PSOL. A atividade partidária definirá, entre outros pontos, a política de alianças do PSOL para as eleições deste ano.

UM POUCO DE HITÓRIA:
Em 1996, quando o PT definiu que Edmilson Rodrigues seria seu candidato a prefeito de Belém, pouco mais de 200 dos quase 6 mil filiados do partido na capital estavam presentes no auditório do colégio estadual Lauro Sodré. Nem a atual governadora que era a vice, estava lá. O resultado daquele pleito, todos lembram, não é mesmo?
Vitória do professor e arquiteto que entraria para a história da cidade como o prefeito mais premiado por organismos nacionais e internacionais sérios. Prefeito da Participação Popular, da Bolsa-Escola de 1 (um) salário-mínimo, da nova Almirante Barroso, da Bienal de Música, do Banco do Povo, do novo Ver-O-Peso, da Aldeia Cabana mestre David Miguel.

SOBRE ALIANÇAS
Para os militantes do PSOL e para outros que estão no campo da esquerda democrática (PCdoB, PSB, PPS, PCB, PSTU e parte da militância insatisfeita do PT) o melhor candidato, em 2008, chama-se Edmilson Rodrigues. O único que pode dar um novo fôlego para Belém é, sem dúvida, ele. Não se trata de um salvador, longe disso, mas o ex-prefeito Edmilson Rodrigues é o que melhor pode governar a nossa cidade. O cara é bom, amado pelo povo, corajoso, determinado e com ele não tem essa de deixar para depois o que tem que se fazer agora, já!

O PARÁ: NOVA POSTURA POLÍTICA
Imaginem como haveria uma mudança substancial de postura da atual administração estadual. Quem melhor poderia transforma-se em um dos maiores líderes populares da Amazônia? Chamando a população para governar! A cidade voltaria a sorrir com um carnaval e festas populares de fato, Bolsa Escola de 1 (um) salário mínimo para tirar nossas crianças e jovens da marginalidade e situações de risco, como a prostituição e violência, drogas e trabalho infantil.

SERIEDADE E PARTICIPAÇÃO
Por isso, que bom seria ter à frente da prefeitura da cidade, alguém sério e honesto como o ex-prefeito Edmilson Rodrigues.
O debate sobre os interesses da cidade seria melhor e mais qualificado. Os meios de comunicação de massas ganhariam com a qualidade e o nível de eventos noticiosos a serem “cobertos”. Certamente, a pauta da cidade seria outra, bem diferente do que vemos e lemos nos meios noticiosos do Pará.
As pessoas de bem, os socialistas democratas e o nosso povo, sobretudo, este último merece alguém que depois que saiu de cena, mesmo que momentaneamente, nunca foi esquecido pelo povo de nossa cidade. É isso o que dizem todas as sondagens de opinião realizadas até o momento.

Com Fé, ele virá!

Um abraço fraterno.

Satchel Paige

Anônimo disse...

No PSDB não tem nenhum ingenuo politicamente, ficam fazendo jogo de cena.
Querem apoiar Duciomar porque não sabem fazer campanha sem máquina.
E a única chance de a usarem e retornarem para o poder é se pendurando no Dudu.
Não se resolveram ainda porque não tem dinheiro público para fazer campanha e a oportunidade é Duciomar.
Agora achar que Paulo Chaves pensa Belem como Município é dose para elefante.
Se perguntarem a ele aonde fica a Cabanagem, Mangueirão, Jiboia Branca ou as ilha grande e Murutucum ele sai correndo ou expulsaria todo mundo para fazer um luxuoso complexo para turistas.
Na área do Mangal, aonde existe uma vizinhança pobre ele se pudesse levantaria um muro bem alto para impedir que aquelas pessoas estragassem a visão de sua obra.
Povão não é para usufruir do que ele faz. Governaria para uma meia dúzia e para o centro da cidade.
Lembraria bem os prefeitos da época da ditadura.

Alan Lemos disse...

Podem anotar: segundo turno vai dar Valéria x Edmilson. Eu tenho cada vez mais certeza disso!

Motivos para o Edmilson ir ao 2º turno: sem sequer um outdoor ou qualquer chamada na tv, ele é o primeiro colocado nas pesquisas. E como disse o colega Márcio Almeida, "90 % dos petistas vão de Edmilson. O eleitorado de esquerda é forte na capital". E Edmilson capitaneará essa "esquerda". Seu único problema é $$apoio$$.

Motivos Para a Valéria ir ao 2º turno: alta popularidade e baixa rejeição, tem um marido poderoso no DEM nacional, "crack" em marketing eleitoral (e gastronômico inclusive, diga-se de passagem). Será a candidata da "tradicional direita" e vai ganhar alto apoio financeiro do DEM nacional e também do apoio que sempre foi do PSDB-PA (boa parte).

Motivos para o Duciomar não ir ao segundo turno: alta rejeição. Dessa vez ele estará "na berlinda", vai levar pedrada de todos os lados. Apesar de ter a máquina e "piscar" para todos os lados, na hora do pega-pá-cá-pá, só uma parcela dos "amigos" vai ficar do lado dele. Na campanha torrará alta fortuna que receberá das construtoras de espigões. (Lembrem-se do governador do RS: em 2006 foi disputar a reeleição e nem chegou ao 2º turno)

Motivo para os outros nomes não irem ao segundo turno: falta de "nome" e a desunião, apesar de ter muita gente cheia da grana e sem nome. Esses vão expressar seu poder melhor no segundo turno, através de apoio.


No segundo turno, Duciomar, o PSDB e o arco de alianças da direita vão apoiar Valéria, talvez o PMDB também. Já o PT e PCdoB vão se manter oficialmente neutros, mas seu eleitorado vai votar em peso no Edmilson. Já os partidos menores, os de centro-esquerda vão de Edmilson, o resto de Valéria.

Ronaldo Barata disse...

Caro Juvencio:
Na qualidade de tucano de carteirinha e um dos fundadores do PSDB NO PARÁ, tendo sido seu presidente, me manifesto concordando plenamente com o comentário postado pela nossa querida BIA. Digo, ainda, que não escondo de ninguem que o PSDB DEVERIA TER CANDIDATO PRÓPRIO E O NOME DO PAULO CHAVES DEVERIA SER PENSADO COMO A MELHOR OPÇÃO. O que será deplorável é prevalecer a tese absurda de apoiar o Dudu. Na hipótese de aliança, deveriam ser analisados os nomes da Valéria e do Jordy.
A minha opinião é pessoal.
Abraços do Ronaldo Barata

Anônimo disse...

A ser verdade esses 30% do Ed, realmente é um candidato fortíssimo, aindsa mais se considerarmos a agressividade com que foi tratado pelo grupo ORM (O Liberal), que bateu nele implacavelmente durante os 8 anos de sua gestão na prefeitura.

Por falar nisso, vc já reparou como o Liberal é parcial? Durante os 8 anos do Edmilson era só porrada na prefeitura. Em relação ao período tucano só elogios. Agora inverteu, vc não le uma critica sequer sobre a gestão falsária mas em compensação Ana Julia leva sarrafo todo dia.

Anônimo disse...

Luluquefala:
Mais uma bronca feia vem aí atrás do Dudu.
Dessa vez, é ele e um grande plano de saúde nacional.
As gravações, ainda em segredo, vão deixar muita gente de cabelo em pé.
Por enquanto, o material está sendo analisado em Brasília.
Só uma coisa, eu sei, é muita grana !

Anônimo disse...

Bom em gastronomia, eu ? De onde você tirou essa idéia?
Abraços,
Vic

Anônimo disse...

Luluquefala:
O problema do PSDB, é que ele ficou um pouquinho órfão sem a presença constante de seu maior líder, Almir Gabriel.
Enquanto Almir e Jatene estiverem de mal a morte, tudo vai ficar na mesma.
Todos ficam pisando em ovos, sem saber o que fazer. Se agradam um, desagradam o outro.
Isso tem atrapalhado, e muito o PSDB.
Almir foi embora, mas não desencarnou.
Jatene ficou, mas não encarnou.
Daí...

Anônimo disse...

Não seria bom avisarem o eleitor de todos estes arranjos???

Anônimo disse...

Luluquefala:
Uma perguntinha só. Como é que fica toda a turma do PSDB agasalhada na prefeitura, com a saída do ex governador Simão Jatene pra bater chapa com o atual prefeito?
Ficam lá se fazendo de mortos, ou entregam seus lugares ?
Que eu saiba, já tem muito tucano por lá, que é Duciomar desde criancinha.
E o Duciomar, o que vai fazer com toda essa gente ? Vai ter coragem de demitir um por um, ou vai continuar com aquela sua cara de paisagem ?
Respostas, para o Quinta.

Juvencio de Arruda disse...

Satchel, abs fraterno pra vc também.

Juvencio de Arruda disse...

Ronaldo Barata e Bia,queridos comentaristas do Quinta, vcs inspiram um post de hoje, segunda feira, 31.
Abs

Anônimo disse...

Fé no que virá Edmilson Já!