29.11.06

Acima do Teto

A pergunta da hora no Pará:de quem são os supersalários do TJ?
O poster consultou suas fontes, naquela Corte e nas redações da "grande imprensa".
Mas ninguém sabe, ainda.
Escaldados pela repercussão de lista semelhante, no início do governo Hélio "hic" Gueiros, o TJ fecha-se em copas.
Que serão escancaradas pelo Diário Oficial da União, muito breve, obrigado que é a publicar periódicamente os beneficiários dos salários que extrapolam o limite legal.
Bon gré mal gré, todos saberemos.

3 comentários:

Anônimo disse...

O que quero ver é a inauguração do TJE, na Almirante Barroso, sem a passarela!
CADÊ A PASSARELA?

Juvencio de Arruda disse...

Ê, Anonimo,preste atenção, a "passarela" foi lá prá dentro...rs

Anônimo disse...

Conheço o Estado de São Paulo, com a República houve a implantação do ensino público e universal.
Os melhores arquitetos da época foram contratados para projetarem os edifícios escolares e belíssimas escolas foram construidas e existem até hoje, funcionando para abrigar a infância e juventude paulistas. Esse padrão dos prédios escolares marcaram culturalmente as diversas gerações desde então.
Nunca soube de um só edifício escolar cedido , pelo Estado de São Paulo, a outros orgãos públicos,que não da área da educação.