29.11.06

Marmitex

Teriam saído do "fogão" do prefeito de Santarém, Beiçola Martins, as quentinhas que alimentaram os manifestantes que na segunda feira, 27, pediram a renúncia do vice prefeito e secretário municipal de Agricultura, Delano Riker.
O blog acha que o prefeito tá certo.
Não é correto chamar o pessoal, e deixa-los sem o "di comê".

----------------------------------------

Atulaizado às 11:40.

Em comentário neste post, o sociólogo Tiberio Alloggio diz que quem pagou as quentinhas dos manifestantes foram o STTR e as ONG's.

5 comentários:

Anônimo disse...

Juvêncio,
Nessa tá além do errado, as quentinhas vieram do STTR de Santarém e do apoio de Ongs locais.
Nào confunda a autonomia dos movimentos com brigas partidárias de poder.

Tiberio Alloggio

Juvencio de Arruda disse...

Olá Tibério.
É um prazer recebe-lo aqui no Quinta.
Vou comunicar o erro à fonte.
Ainda bem que o post usou o verbo (Teriam saído...)no condicional.
Mas quem confunde autonomia dos movimentos sociais com disputas de poder não é o blog: são os fatos.
Jota Ninos tem puxado o fio desta meada em Santarém ,no seu blog, na deliciosa série Dossiê PT - Histórias Que Eu Não Gostaria de Contar.
Num dos capítulos, Jotérico descreve, com precisão e emoção, o bunker que se tornou o IPAM nos anos 90.
Ainda bem que o IPAM assim procedeu.
Ou alguém duvida que esta estratégia rendeu bons frutos?
Ou alguém duvida do trabalho da Socorro Pena, lá até hoje.
Que mal há numa ONG abrigar técnicos que também são militantes, do PT ou de qualquer outra legenda?
Concordo plenamente - e voce, com todo o respeito, está desafiado a encontrar um só post neste blog que diga o contrário - que as ONG's são espaços fundamentais para a extensão das ações de cidadania, para além e por sobre os partidos, posto que suas causas são mais perenes,universais e transparentes que as motivações e interesses que dominam o Leviatã.
Não considero que o financiamento de parte dos programas das organizações pelo estado as descredencie de sua legitimidade: organizações sociais também, e principalmente,representam os interesses da sociedade dentro do estado, dele fazendo parte, sob certos aspectos.
Mas o post, mesmo concordando com a ajuda do prefeito Beiçola - agora desmentida -pode ter errado em não dar os devidos créditos ao STTR e às ONG's, coisa que farei em seguida, atualizando o post.
Um abraço.

Anônimo disse...

Por quê uma ONG ou ONG's têm que fornecer 'quentinhas' para sindicalistas? Solidariedade com quê dinheiro?

- Normalmente, com dinheiro público.

Esse Tibérius acredita mesmo em papai noel, jura que um marciano foi que entregou o dinheiro para compra do dossiê antitucano, que Lula não sabia do mensalão e nem do valerioduto...

Aliás, Tibérius gosta mesmo de se meter em governo, mesmo que com a cortina de fumaça de ONG's. Assim está sendo em Belterra. Lá, o prefeito virou refém de ONG's. Ele sabe muito bem disso...

Além do mais, parece suspeito que Tibérius tente livrar a cara dos chefes do PT de Santarém na empreitada de 'fritar' o vice-prefeito Delano, doublê de secretário de agricultura.

Mas os fatos o desmentem. Houve uma ação político-partidária, sim.

E pior. Agora, para tirar a bronca, Tibérius vem com a conversa mole que as 'quentinhas' não sairam do forno do beiçola. Podem não ter saído de lá, mas com certeza o azeite que frita Delano tem origem 'certificada'. E também aqueceu as 'quentinhas' que saciaram a fome de uns massa-de-manobra.

Mas, para desespero de Tibérius, seu fornecedor não obteve a alquimia necessária para mudar a composição físico-química do azeite para óleo de peroba, cosmético mais que necessário para alisar a face de tanto cara-de-pau.

Anônimo disse...

Juvêncio, obrigado pela sua resposta.
Sempre que posso acesso ao seu blog, um dos mais inteligentes aquí no Pará.
Sua posição sobre a importância das Ongs e a relação com políticas publicas e os movimentos sociais é a minha.
Militantes partidários (petista de várias tendências e de outros partidos) estão em todo que é canto, inclusive Ongs e Movimentos.
Comentei seu post, pois tive a oportunidade de acompanhar a organização da mobilzação que inclusive pegou a Prefeitura desprevenida (de calça curta)e colocou na fogueira o secretário Delano.
O STTR não é a primeira vez que se mobiliza pelos interesses dos trabalhadores rurais. Esse ano encabeçou entre outros atores o movimento contra a grilagem de terras e a expansão da soja, que rendeu um premio internacional para sua Presidente. Os protestos para a recuperação da Curuauna, e agora uma política para os agricultores do municipio.

Em relação ao "anônimo", (que me carimba como petista, e/ou defensor de petistas, inclusive aloprados), não deve conhecer (como acha de conhecer) a minha atuação no Municipio de Belterra e da região.
De todo modo seu comentário é preconceituoso e repleto de lugares comuns contra o PT.

Abraços

Tiberio Alloggio

Juvencio de Arruda disse...

Obrigado pelos elogios ao blog,Tibério, e pelo gentil retorno.
Desconfio que a CPI das ONG's, prevista para entrar em funcionamento ainda neste mes de dezembro, tem exatamente a "missão" de encurralar as ONG's quanto às questões do financiamento de suas ações.
Se elas não souberem desenvolver um discurso corajoso e competente em defesa de suas fontes,a opinião pública será alvo ácil do discurso dos predadores, aquele que tenta desqualificar as entidades a partir de suas fontes de recursos.
É um absurdo aceitar a tese do financiamento público de campanhas políticas, por exemplo,e recusa-lo aos movimentos sociais.
Sou, pessoalmente, a favor das duas teses.
Sindicatos de Trabalhadores não são entidades ilegais e devem arguir o mesmo respeito e status que as demais instituições que recebem do erário público.
É a minha humilde opinião.
Um abraço,Tibério.