22.11.06

Candidato

Pode até não dar em nada, nada mais que uma presença política na questão, mas a candidatura do PSOL à vaga no TCM através do advogado e músico Ricardo Dias é abalizada, legítima, simpática e, principalmente, honesta.

13 comentários:

Anônimo disse...

Ricardo Dias, estou com voçê e não abro!

Anônimo disse...

Se os Deputados utizarem os critérios técnico e da ética para escolha do novo conselheiro do TCM, com absoluta certeza o Ricardo Dias será o eleito.

Anônimo disse...

Desculpe minha ignorância... Mas quem é Ricardo Dias? Não conheço ninguém no PSOL com esse nome.

Anônimo disse...

O saudoso conselheiro do TCM Irawaldir Rocha, que honrou aquela casa de contas com sua postuta íntegra, honesta e ética,estaria agora muito feliz em ver a possibilidade do Ricardo Dias integrar o quadro de conselheiros, na esperança deste dar seguimento a sua atuação ética e de respeito com prefeituras ( prefeitos) indistintamente de partidos políticos.

Anônimo disse...

Caro Juvêncio
Muito obrigado pelo posted "Candidato", sobre a minha indicação para a vaga de Conselheiro do Tribunal de Contas dos Municípios, feita pela Deputada Araceli Lemos, que muito me honra.
Na oportunidade, pondero apenas que não considero minha indicação como sendo de uma presença política, mas atribuo à minha experiência na área jurídica, com destaque no direito municipal, constitucional e administrativo, pelos 10 anos que assessorei o TCM e dos 3 em que presto assessoria ao MP junto ao TCM, afora a minha militância na advocacia desde 1989.
Não poderia deixar de registrar sobre o assunto a incansável luta das Deputadas Regina Barata e Araceli Lemos, para que essas vagas não fossem ocupadas pelos apaniguados tucanos. Nessse particular, atuei como advogado do PT, que através da ADI 3255, consegui que até a presente data a ocupação das vagas fosse postergada desde julho de 2004 até a presente data, o que entendo ser uma grande conquista, considerando que a oposição não conseguia nenhuma vitória na AL diante do chamado "rolo compressor" da base governista lideradas pelo PSDB.
Os adjetivos por você utilizado sobre a minha indicação, de "abalizada", "legítima" e "honesta", vindas de um jornalista sério e competente como você, detentor de um respeitado blog da mídia, com posicionamentos críticos e sem vinculações político-partidárias, coisa rara na imprensa paraense, me envaidecem como profissional e como ser humano, pois a ética e seus valores tem sido buscado por mim em todas as minhas atividades e o que pretendo deixar como paradigma para meus filhos.
Tenho recebido muitas saudações e manifestações de apreço, pessoas amigas, de trabalho, políticos, autoridades, todos simpáticos à minha indicação. Mas bem sei, que a simpatia não me fará Conselheiro do TCM. Isso dependerá de uma conjugação de fatores, que passam pela base de apoio da Governadora eleita Ana Júlia, que através do PT, lançou o nome do Deputado Mário Cardoso, já que a situação, capitaneada pelo PSDB, tentará emplacar o Deputado Zeca Araújo para a vaga.
É óbvio que se essa conjugação apontar para o meu nome, estarei pronto para assumir esse desafio, essa missão importante que desempenha o Tribunal de Contas, que jamais pode ser entendido como sendo um local de arquivamento político ou de premiação para políticos derrotados nas urnas. Há que se perseguir um Tribunal voltado para o aspecto técnico-jurídico, cada vez mais pedagógico para com os jurisdicionados, mas também cada vez mais criterioso na apreciação das contas de Prefeitos, Presidentes de Câmaras e demais ordenadores.
Aliás, para esclarecer os comentaristas de seu prestigiado blog, não há nenhuma exigência legal para que o candidato à vaga seja um parlamentar ou uma pessoa ligada a partido político, daí a lembrança do meu nome, ligado à área jurídica.
De toda a sorte, minha pretensão momentânea é a de que, a Assembléia, através da Comissão de Constituição e Justiça me habilite, declarando de maneira expressa que sou idôneo e de moral ilibada e disso eu não abro mão.
Atenciosamente.
Ricardo Dias

Juvencio de Arruda disse...

Olá,Ricardo.
É um prazer recebe-lo aqui no blog.
Muito obrigado pelos elogios.
Quanto aos que lhe fiz, debite-os na conta de sua vida, de suas escolhas,e de seu trabalho.
E as bons préstimos da deputada Araceli,feliz na indicação, além da luta de Regina -grande figura - contra o preenchimento da vaga nas condições anteriores.
Boa sorte na disputa, e um grande abraço.

Anônimo disse...

Candidatura abalizada, legítima, simpática e, sobretudo, honesta.

Nada mais justo e certo, em se tratando de Ricardo Dias.

Mais uma vez você disse tudo, Juvêncio.

Elias Tavares

Juvencio de Arruda disse...

Muito obrigado Elias.Mas é verdade mesmo, e os comentários estão aí para confirmar.
Comemoremos então, já que acertamos, esperando que os deputados possam fazer o mesmo.
Apesar dos TC's fazerem parte da estrutura do Legislativo, enche-los de polítcos signiica, antes de tudo, perder a possibilidade de melhor excercer a função fiscalizadora do poder, e submete-lo, ainda mais, às pressões do Executivo.
Dar um tom mais técnico aos TC's é um gesto de inteligencia e independencia do Legislativo.
Obrigado pela visita.

chicocavalcante disse...

"Candidatura abalizada, legítima, simpática e, sobretudo, honesta." Faço minhas as palavras do Elias e parabenizo Araceli, sempre lúcida, pela indicação.

Anônimo disse...

Juvêncio,
Mudando de assunto, duas novas da equipe de transição, que, aliás, já chega a 200 pessoas:

- Acabaram de bater o martelo: Hildegardo no Sebrae. Nos cálculos do PT isso significa menos cargos pro PMDB no governo do Pará.

- Pegou muito mal nas hostes petistas a mudança de partido, a toque de caixa, de uma deputada do oeste do Pará. Retaliações à vista.



E boa sorte pro Ricardo!

Juvencio de Arruda disse...

Pô, valeram as dicas.
Mas a Josefina? Porque?

Anônimo disse...

O Jader quer fazer da governadora eleita sua refém nesses 4 anos de governo.
Só não digo que ele quer que ela fique de quatro porque seria uma tremenda deselegancia da minha parte. Mas que ele quer, quer.
Como diz o Wlad, o deputado do governador: Vai ter muita onda!!!

Anônimo disse...

Napoleão também perguntava, meu caro Juca," Josefina, por que?".
Ricardo, meu coração de leão, nossa torcida organizada está com você!