4.3.08

Agenda Verde

Vai ser no sábado, 15, no plenário da AL paroara, o Encontro Verde da Amazonia, com representantes do PV de todos os estados da região e lideranças nacionais do partido.
O deputado estadual Gabriel Guerreiro (PV) que está em Toronto, no Canadá, volta a tempo de participar do encontro.

9 comentários:

Bia disse...

Querido,

ansiei todos estes anos para que o PV do Pará assumisse o papel fundamental que um partido com suas proposições tem a desempenhar nestas plagas.

Até o momento a frustração foi ampla, geral e irrestrita.

Torço pelo Encontro.


Beijão

Anônimo disse...

AK DIZ
Bia: eu também.
Afonso Klautau

CJK disse...

Com todo o respeito a legenda verde, mas ela só funcionou até agora no Pará, na prática, como mera sublegenda do PSDB, desperdiçando o enorme potencial de suas teses para o Brasil e para o Estado do Pará. Pena!

Anônimo disse...

O Guerreiro agora é verde? Já foi vermelho, azul, amarelo...é o próprio arco-iris. Coerência política é isso.

Anônimo disse...

O PV deveria espulsar os dois deputados quem tem na ALEPA. Aliás, o PV deveria expulsar todo mundo no Pará e começar do zero. Aliás, se o PV aceita o quem tem no Pará, está contaminado no Brasil inteiro.

A. Bastos.

Anônimo disse...

Vamos lembrar que até o "amigo do peito" do alcaide, o Paulo Castelo Branco, já foi presidente do PV. Pau que nasce torto...

Anônimo disse...

Luluquefala:
Não deixem de ler a ISTO É dessa semana, que tem uma matéria sobre o Partido verde, que segundo a revista, está caindo pelas tabelas.
E agora, super Zé ?

Anônimo disse...

Luluquefala:
Prefeitos: Gabeira no Rio e o Zé aqui.
Duas almas gêmeas...

Anônimo disse...

O Pará é o único local do mundo onde o PV é aliado e ligado à direitona.
O Guerreiro, por exemplo é o primeiro a defender e descartar a culpabilidade das mineradoras toda vez que há acidente ambiental em Barcarena. Pergunta se ele alguma vez foi à tribuna defender o meio ambiente ou a população do entorno de Barcarena. Ou ele não sabe que os seres humanos também são integrantes da ecologia.
Lamentavelmente não dá pra crer nos verdes locais.
Precisavam ter uma aula intensiva com urgência dos verdes franceses e alemãs.
Viva a Amazônia!!!!!!!!!!!!!