10.3.08

Contato

O coveiro José Dirceu não quer deixar Nova Déli sem falar com o empresário Fernando Yamada. Procuram-no, para este fim, emissários do gabinete local do deputado federal Paulo Rocha.

11 comentários:

Anônimo disse...

Deve tá querendo tirar o seu cartão gente boa.

Cláudio

Juvencio de Arruda disse...

rsrsrs...tarde demais, Cláudio.

Anônimo disse...

Ou oferecer seu lobby para plantar um Plaza Y.Y. em Cuba! Uau!

Anônimo disse...

O cara-de-pau mor do PT , vai ver, sofre de "transtorno bi-polar"...vai da esquerda a direita sem piscar.

Anônimo disse...

Como o Zé Dirceu é assim, pagou, levou, ou melhor, levou, pagou...

Anônimo disse...

Que nada...quer orientação de como abrir uma micro-empresa com apoio do SEBRAE.

Anônimo disse...

Ele quer saber porque os japoneses daqui são melhores que os de lá.

Anônimo disse...

Luluquefala:
Lobby. Só Lobby...

Anônimo disse...

Ele quer é vender a sua "grande", "inteligente" e "engajada" palestra.

Anônimo disse...

Esse canalha devia ser notícia só na página policial. Nossa imprensa é muito condescendente com esse bandido , porque será?

Anônimo disse...

Ora , ora anônimo das 8:11 em francês diz-se "sprit des corps" que quer dizer em francês castiço: "espírito do cartão corporativo" entendeu??? também não.
Abs
Tadeu