25.9.07

A Hora H da Assembléia

Abundam fatos determinados que justificam a instalação da CPI do TCM.
São torrencias e diversificadas as evidências de assaltos em série aos cofres públicos, protagonizadas por atores de dentro e de fora do tribunal
Todavia, a maioria dos deputados ainda é contra a CPI, que precisa seguir alguns ritos até seu pedido ser encaminhado à Mesa.
Entre os setoristas - que no jargão jornalístico refere-se aos repórteres encarregados de uma área específica - que cobrem a AL, a sensação é que alguns deputados dependem de prefeitos envolvidos até o pescoço nas denúncias do conselheiro Alcântara. Mas já existiriam 14 parlamentares dispostos a assinar o pedido.
Então vamos combinar assim: o deputado que for contra a abertura da CPI inscreve seu nome no crime organizado, por se recusar a investigá-lo.
Ou não?
Ou, quem sabe, para não aparecer nas investigações, na condição de parlamentar, ou para proteger ex prefeito ou prefeito aliado.
Haveria outra razão? Qual?
Quer dizer, ou assina o pedido de CPI, ou a declara-se, por oposição, conivente com a corrupção porque contrário a apurá-la na alçada política, argumento que utilizam para safar-se das enrascadas jurídicas em que se metem.
Pode ser também que a disposição dos deputados só apareça depois de algum tempo, até que as informações levantadas pela Operação Rêmora venham à lume, a esta altura uma questão de interesse absolutamente público, pelo rasgo da lâmina que expôs as vísceras da politica paroara, com vítimas fatais, inclusive, mostradas nos desdobramentos da operação Rêmora com o assassinato dos irmãos Novelino.
Quanto tempo?
Bem, só a Justiça Federal pode responder, dado que há tres meses recebeu a denúncia do MPF e ainda não se manifestou. Espera-se que ao se manifestar, levante o segredo de justiça que cerca o processo, e permita à sociedade saber quem levou, e para onde, o seu dinheiro.

6 comentários:

francisco rocha junior disse...

Juvêncio, como ninguém ainda se pronunciou, vou ser o primeiro a fazê-lo: parabéns pela cobertura da sessão de ontem da ALEPA. Show de bola. Considerando a credibilidade que o Quinta tem e que vem aumentando (ainda mais) dia-a-dia, é melhor vir aqui que ler os diários da cidade.

Juvencio de Arruda disse...

Muito obrigado, Francisco. Os leitores são os maiores responsáveis, e os principais destinatários desse esforço gostoso que é fazer o Quinta.
Mas desta vez não faço críticas aos jornalões, com destaque ao Liberal que usou sua melhor estrutura e mandou até gráficos na matéria, além da correta manchete principal.
Abs

Anônimo disse...

concordo com você Juva, só é uma pena que a matéria do Liberal não tenha sido assinada.mas quem escreveu soube passar muito bem o que foi aquela sessão

Adauto disse...

Parabéns!
Tenho acompanhado diariamente os blogs pela transparência com que exibem os comentarios aqui postados pelos "leitores" digitais.Sempre que tiver novidades de barcarena estarei postando aqui.
Vamos ver se os nossos deputados são macho mesmo.Como diz o velho ditado? "quem não deve não teme".
Será que a Ana Cunha vai amarelar de uma vez por todas.
Abcs.

Anônimo disse...

Você acertou em cheio. O mesmo excuso interesse pela não CPI também move os deputados quando indicam um de seus pares para o TCM. Dizem: eu voto rm você colega, mas protege os meus municípios. Assim chegaram Passarinho, Lula, Rosa Hage e Zeca Araújo.
E a CPI, vai ser pra valer?
A forma como ingressam os conselheiros também é defeituosa.

Anônimo disse...

Tá na hora de esclarecer tais fatos, porque a Assembléia Legislativa não chama a peça principal para responder sobre as maracutaias do TCM, o Presidente daquele Casa Sr. Ronaldo Passarinho é sabedor de tudo ou é igual ao Presidente Lula, que nada sabe e nada vê?