27.9.07

Orientação de Terceira (Divisão)

O blog vai dar um paradinha.
E volta 100% na segunda, igualzinho ao desapropriado e depois anulado Leão. Definitivamente, as coisas na área jurídica do governo não andam, digamos, azuis.

19 comentários:

Anônimo disse...

E os bicoletes morrrrrrrrrrendo de inveja (que coisa feia...).
Nem imóveis servíveis tem pra tentar alguma coisa.
Resta passar diclofenato na articulação do braço e chorar esperando as sacas de cimento da caridade pública.
Dá-lhe LEÃO AZUL!

Anônimo disse...

E por onde anda o PT, que durante os anos de Almir Gabriel e Jatene disparava ações populares e denuncias ao MP estadual e federal a torto e a direito, por fatos muito menos esquisitas do que esta???
Desapropriar ginásio de clube para agradar ao benemérito conselheiro azulino Arthur Carepa, seu digníssimo genitor, não seria ato de utilização indevida do erário público para fins particulares?
O que o nosso "ombudsman" jurídico, o Dr. Francisco Rocha acha disso?

Anônimo disse...

27/09/2007
Uma farsa chamada Botafogo

O Botafogo foi um vexame sem qualificação.

Marcou seu primeiro gol com Lúcio Flávio aos 20 minutos, que se aproveitou de uma das muitas bobeadas da ridícula defesa armada por Passarella no River Plate.

O River era só coragem e obrigava Max a fazer ótimas defesas.

Mas aos 31 não deu, na cabeçada de Falcao: 1 a 1.

Pior que, em seguida, Zé Roberto cavou uma estúpida expulsão.

E tome pressão, no fim do primeiro e no começo do segundo tempo.

Max se virava, se desdobrava e, aí, o River também teve um expulso.

Foi o bastante para o Botafogo dar dois ataques e fazer 2 a 1 no segundo deles, em jogada de Joílson para Dodô aproveitar, aos 20.

Parecia tudo liquidado.

Ainda mais que, em seguida, o River ficou com nove jogadores.

Mas não é que, no minuto seguinte à expulsão, Falcao chutou de fora da área e Max aceitou penosamente?

A torcida do River Plate que clamava pela cabeça de Passarella, passou a acreditar de novo e o Botafogo estava perdidinho.

A tal ponto que conseguiu levar o terceiro gol, de Ríos, aos 34, em desvio mal feito da zaga carioca.

Nove contra 10, mais de 11 minutos pela frente, o River foi à luta e apesar de dar espaços em profusão ao Botafogo, o time brasileiro nada fazia, além de um pênalti que o árbitro não viu.

E de conseguir a suprema proeza de levar o quarto gol, aos 46, Falcao, de cabeça.

O Botafogo além de perder um jogo imperdível, não honrou seu nome, não teve inteligência, nem grandeza, nem alma.

Uma farsa.

Pô, Juvêncio, o comentário acima é do Juca Kfouri, mas diz bem do sentimento que vcs do "fogão "devem estar possuidos (?!) com esse vexame internacional...
Aceite minhs condolências.

Stefani henrique disse...

Juvencio secador eu mantenho a aposta do jantar, e para ficares com mais raiva ainda te digo vai dar leão e maria de novo.

Fica frio pago um gelo prá vc, pela amizade, que construimos desde a época que eras da pmb na gestão do Coutinho Jorge se não me engano, diga-se de passagem um governo progressista.
Eu era da Umes te lembra?

Anônimo disse...

juvencio, sabe o q e mais engraçado na consultoria juridica da governadora e q a recomendacao e sempre a mesma, FOI UM ERRO, foi a mesma desculpa furada, no caso da cabelereira e outros tropeços.

Helena Saria disse...

Juca, nem sempre comento, mas não passo um dia sem dar flanar por aqui. Todo jornalista que se considera bem informado tem que que beber dessa água aqui...obrigada por fazer o trabalho sujo (apurar, descobrir, escrever, revisar...). Bom fim de semana!

Helena Saria.

Anônimo disse...

Desculpem-me, mas não dá para acreditar nessa história de mandar decreto por engano para o Diário Oficial. O curioso é que foram vários decretos de desapropriação publicados no MESMO dia. Só o do REMO estava errado ? Me engana que eu gosto. E a prometida ajuda da ALCOA ? Vem ou não vem ? O que a diretoria do REMO tem que fazer é vender o mais rápido possível a área do ginásio e das piscinas, já autorizada pelo Conselho Deliberativo e mandar às favas saudosismos inúteis, que atropelam a salvação do clube e que não levam à nada de prático. Ou vende tudo enquanto há tempo ou o Remo ficará inadministrável. Será que ninguém consegue ver isso ? Abre os olhos Raimundo Ribeiro ou então acabarás entrando para a história como o último que saiu e apagou a luz.

Anônimo disse...

JUSTIÇA SEJA FEITA, CONFORME ESCLARECEU O GOVERNO A PROCURADORIA DO ESTADO SOMENTE FEZ UMA MINUTA DE DECRETO DENTRO DE UM PROCESSO QUE AVALIAVA A CONVENIÊNCIA DA DESAPROPRIAÇÃO DO GINÁSIO DO REMO. A PGE NADA TEVE HAVER COM O ENCAMINHAMENTO EQUIVOCADO DO DECRETO À PUBLICAÇÃO.

Anônimo disse...

Juvêncio,

li, boquiaberta, num jornal do governo do Estado, intitulado "Pará Notícias" o seguinte texto: "...o PTP reinventa a democracia, estabelecendo novas oportunidades para o contato, o contágio, a troca, a festa. Quando alguém deu a idéia, parecia coisa de maluco. ....Sim, parecia coisa de maluco. Coisa que acaba em festa... E o resultado foi surpreendente. Ai, outro maluco comentou: Foi tão bom que poderíamos fazer uma segunda rodada, agora em todos os 143 municípios do Estado... E um outro completou: Por que não, se temos um mês para fazer isso? Quem conhece as dimensões territoriais do Pará pode testemunhar que esse sujeito era mesmo maluco".

Sinceramente, maluco é quem escreveu isso. Mais maluco ainda é quem, usando dinheiro público, imprime e distribui esse tipo de molecagem, à guiza de fazer jornalismo. A comunicação desse governo precisa tomar remédio tarja preta. Urgente.

Anônimo disse...

O Orly Bezerra dizer na sua entrevista que quer Simão como prefeito de Belém pra repetir o que fez de bom como governador?
Se tivesse feito muita coisa boa, não estaria no rabo da fila nas pesquisas. E dessa vez,Orly, não vai ter a máquina madrinha nem o grande feitor e padrinho Almir Gabriel, que vocês passaram a perna. E andar sozinho não é o forte do Jatene. Só carregado.
Bom mesmo Orly,o Jatene como prefeito de Belém, só se for pra você e a sua Griffo
Vai ser cara de pau assim lá no Doca Speto!

Morador Revoltado da Aldeia Cabana disse...

Detesto repetir frases feitas, mas essa merece “Polícia para quem precisa de polícia”
Juvêncio, moro há quase seis anos na Aldeia Cabana e você pode imaginar a quantidade de absurdos que eu já devo ter presenciado por aqui... (infelizmente).

Mas neste final de semana, um absurdo me chamou atenção de forma especial.
Neste espaço tem de tudo: micareta, desfile de escola de samba, festa de aparelhagem, concurso de boi-bumbá. Obviamente, em algumas festas o que não falta é álcool, briga e confusão. Não foi o caso deste final de semana. A programação foi “Concurso de bandas de fanfarra”.

Tudo bem que eu estou de saco cheio de ter passado o fim de semana inteiro ouvindo bandinhas de colégio, mas está sendo (ainda não parou às 22h50 de domingo) uma festa bem organizada e com presença de muitas escolas. Já passaram mais de 50 bandas sem dúvida. Todas compostas de estudantes adolescentes, que pelas apresentações, devem ter passado horas e horas ensaiando suas partituras e coreografias. E, claro, pra ver algo que parece tão cansativo, só mesmo os colegas de escola, professores e parentes dos alunos. No máximo, a vizinhança aqui da Pedreira.

Dá pra alguém da Segup me explicar porque que tinha tanto policial “fortemente armado” numa festa dessa? Dava para alguém explicar porque os PMs desfilavam entre as crianças, carrinhos de pipoca e estudantes uniformizados exibindo escopetas engatilhadas?

Num lugar com tanto policial armado tenho as minhas dúvidas que algum adolescente se metesse a besta de infringir a lei. Mas tudo bem, isso pode ter acontecido. Mas será que isso seria razão para que um policial batesse no rosto de um deles, na frente de seus amigos, humilhasse o rapaz e o conduzisse para o carro da polícia? Vi isso de longe e não acreditei. O rapaz não esboçou qualquer reação e foi humilhado pelos imbecis policias. Me desculpe ser ofensivo, mas não há como não ser vendo algo do tipo.

Quando tem festa de aparelhagem aqui não tem um policial para coibir os assaltos e proteger os moradores da região, que sofrem com os abusos dos bêbados nessas festas da Aldeia Cabana. Mas quando tem estudantes e uma festa da comunidade, eles vêm todos cheios de armas... para mostrar o que mesmo?

Estou indignado. A cena que acabei de ver foi no mínimo revoltante. Com a palavra, a Segup. Que por sinal, ouvi dizer que vem sendo conduzida por uma mulher que tem sua história calcada na defesa dos direitos humanos. Nunca fui muito ligado nisso, mas se serve para defender os menos favorecidos, como franzino rapaz vítima da falta de postura da PM, eu tô com os direitos humanos!

Obrigado pelo espaço, Juvêncio!

Juvencio de Arruda disse...

Stefani, meu general, aguardo o pagamento da aposta.
Acho que Santarém perde com qualquer candidato, como demonstram os governos anteriores ao de Databrain, o seu próprio, e as pesquisas atuais.
Nunca vou esquecer seu magnífico trabalho nas eleições de 2004 na Pérola.
Acho que nos conheçemos quando eu estava no CENTUR, logo após ter saído da COGEP na administração Coutinho Jorge.

Abs

Juvencio de Arruda disse...

Helena, obrigado pelas silenciosas visitas...rs
Bj prá vc.

Francisco Rocha Junior disse...

Anônimo das 5:20 PM, não me peça para falar nisso; meu coração é 100% azulino...
Fora isso, os decretos de desapropriação passam pela PGE, que lhe afere a correção formal e a legalidade, mas a decisão do que desapropriar é ato discricionário do administrador.
A única coisa que eu lhe diria (e isso é simples opinião de um cidadão) é que, se eu fosse governador, não faria esta desapropriação. Ao menos não neste momento.

Juvencio de Arruda disse...

OLá,procurador.
Obrigado por seu sempre pronto atendimento ao blog e seus leitores.
Mas...falar em percentagem em casa de enforcado é cruel..rs
E quanto à responsabilidade da PGE neste caso, o itálico da palavra jurídica, conforme grafei no post, diz tudo.
É claro que foi mais uma ratada do Palácio, consertada a tempo do prejuízo financeiro, embora não de um certo desgaste político.
Ainda assim é pior, muito pior, insistir no erro.
Abs e boa semana prá vc.

Juvencio de Arruda disse...

Das 10:29.

Aceito, comovido, suas condolências.Muito obrigado...rs

Anônimo disse...

Anônimo das 12:42
Você queria que o Orly Bezerra apoiasse quem, a Valéria ?
Nunca o Orly apoiaria esposa do deputado Vic Pires. Não é nem por ela, mas por causa do deputado mesmo.

Anônimo disse...

Ao retornar, dê um espaço em seu blog para este assunto:

A população de Bercarena está sem alternativas de sobrevivência. Cansada de ser explorada como mão de obra barata (no caso dos que não tiveram suas mãos e outras partes dos corpos mutilados em um acidente de trabalho) pelas grandes indústrias, enfrentaram há pouco um dos mais graves crimes ambientais: o derrame de caulim no rio Pará. Até hoje, poços caseiros e artesianos a serem perfurados jorram, no lugar da água, um líquido branco - caulim quase puro. Mas, essa não é a principal precupação de quem está do lado daqui do rio, ilhado elas péssimas condições de transportes e pelos altos preços das passagens até Belém. O maior desafio agora é sobreviver à pressão que a Companha Vale do Rio Doce está fazendo para tirar os moradores do Curuperé, onde será o cemitério de cinzas da Usina Termelétrica que a CVRD que impalntar em Barcarena. Tudo isso foi denunciado nas audiências publicas que o Ministério Público obrigou a Vale a fazer, a última ontem em Belém. Audiências para confundi a população mais ainda, já que não esclarecem nada e, no fim, é o lob político e as regras financeiras quem decidem se vai ser aprovada ou não.
Mas, prezado blogueiro, o mais grave de tudo isso e que me fez procurar vc como porta voz desse povo que não tem a quem recorrer é que eles só tem uma voz hoje: A Rádio Metropolitana, do deputado Wladmir Costa, abertamente candidato à prefeito daquela cidade e que tem, na rádio, seu principal instrumento eleitoral. Dia e noite Wlad trama contra a CVRD, a Prefeitura Local, "os poderosos", como bem diz ele e seus escudeiros do rádio. Só que, "o justiceiro do povo" não é bem o que o povo pensa. Dia e noite, em sua rádio, ensina o povo a cultivar o ódio, o sentimento da vingança, incentiva a justiça com as próprias mãos. Lazer, para ele, "é beber todas", "tomar um porre" para esquecer das desgraças". Cultura, religião, virtudes, são sentimentos que não tem espaço na rádio, veículo que com certeza vai elegê-lo prefeito da minha cidade, já que o padrinho dele aqui é ninguém menos que Jader Barbalho, que acaba de intervir no PMDB desta cidade e substituir o prefeito por ele na presidência do PMDB.

Mas, amos ao que interessa mesmo. Wladmir Costa, "o homem do povão", é na verdade o melhor amigo de Renann Calheiros. Pois foi fazendo lob para o ex-respeitável homem de Lula, agora sob investigação pesada, que Wlad conseguiu dele - Renan - a aprovação e permissão para funcionar sua rádio, conforme ítegra da aprovação abaixo:


LEIA:

"Faço Saber que o Congresso Nacional aprovou, e EU , RENAN CALHEIROS, Presidente do Senado Federal, nos termos do art. 48, inciso XXVIII, do Regimento Interno, promuldo o seguinte.

DECRETO LEGISLATIVO
N. 1063, DE 2005.

Aprova o ato que outorga permissão à FUNDAÇÃO BARCARENA DE COMUNICAÇÃO E ASSISTÊNCIA SOCIAL para executar serviço de radiodifusão sonora em frequência modulada na cidade de Barcarena, Estado do Pará.

O Congresso Nacional decreta:

Art. 1º. Fica aprovado o ato a que se refere a Portaria n. 5, de 20 de janeiro de 2005, que outorga permissão à Fundação Barcarena de Comunicação e Assistência Social, para executar, por 10 (dez) anos, sem direito de exclusividade, serviço de radiodifusão sonora em freqüência modulada, COM FINS EXCLUSIVAMENTE EDUCATIVOS, NA CIDADE DE BARCARENA, Estado do Pará.
Art. 2º. Este Decreto Legislativo entra em vigor na data de sua publicação.

Senado Federal, em 28 de novembro de 2005


SENADOR RENAN CALHEIROS
PRESIDENTE DO SENADO FEDERAL”

Como deve ter percebido, meu caro blogueiro, além de “chegado” ao Renan Calheiros (vale investigar se essa ligação se resume só a permissão da Rádio, Wladmir Costa também vem cometendo irregularidades em sua “Fundação”.

Não é segredo para ninguém que a Rádio Metropolitana NUNCA EXERCEU seu papel de Fundação, oferecendo serviços EXCLUSIVAMENTE EDUCATIVOS. Ao contrário, é uma RÁDIO COMERCIAL como todas as outras, até mais cara que as demais da região. E quem disse que atua SÓ EM BARCARENA ?? Espalhou-se por dezenas de outros municípios do Mara, de um lado a outro do Estado.

Veja só, nem a Rádio Cultura, que já está aí há décadas, que apesar da tendência político-partidário para o partido dos governadores que sobem ao poder a cada eleição, conseguiu uma audiência tão grande na capital BELÉM e no interior do Estado. De Igarapé Mirí à Marapanim, de Belém à Marabá...e onde mais ela chega.

Bem, se a Fundação de Telecomunicações do Pará, na época de Ney Messias Jr. (metido a sabe tudo, riquinho) conseguiu chegar tão longe, como é que, sem um papel puramente COMERCIAL a FUNDAÇÃO BARCARENA DE COMUNICAÇÃO E ASSISTÊNCIA SOCIAL chegou tão longe ???

Como filho de Barcarena, embora more em Belém por falta de expectativas de vida naquele município que não me permite salvar a vida do meu filho por não ter meios de transportes após a meia noite ou ambulâncias disponíveis e equipadas, em momentos de emergência, peço seu apoio para que a CVRD poupe nossa gente de mais um projeto catastrófico, essa Usina Termelétrica e para que Wladmir Costa, o amigo de Renan Calheiros, cumpra o que a autorização do Calheiros lhe obriga, levar informações EDUCATIVAS, esclarecedoras, prudentes, verdadeiras ao povo da minha cidade.

Anônimo disse...

Com toda essa "notitia criminis" do anônimo ds 4:35 pm, como é que o MPF não apura o desvio de finalidade da outorga de rádio educativa para a finalidade espúria de iludir o eleitor de Barcarena e quase toda a região metropolitana de Belém.

A Fundação está em nome de "laranjas", que na verdade são os atuais dirigentes do PMDB de Barcarena.

É só consultar o site do Minsitério das Comunicações, e verificar o site do PMDB e do TRE/PA., não precisa nem sair de casa, é só ficar na frente do computador.....