17.6.09

Empinando Papagaio

Estudo da PricewaterhouseCoopers, o "Entretenimento e Mídia Global - 2009-2013", divulgado ontem e matéria da Folha de SP de hoje, garante que os investimentos em mídia no Brasil e na América Latina vão crescer, ao contrário do resto do mundo.
Por aqui e por enquanto estamos no resto do mundo, segundo uma fonte do blog que batalha na área, pois o mercado da publicidade anda numa modorra incrível. Anunciante como o BASA teria cortado em cerca de 40% a verba para este ano , que já não era tão grande assim, menos de R$ 10 milhões; o governo do Estado demora a pagar os anúncios autorizados e a prefeitura de Nova Déli está parada com sua licitação, em razão de recursos administrativos.
Anunciantes do varejo preferem fazer publicidade se tiverem parceria das marcas nacionais.
Além de papel, vê-se, também falta o vento.

5 comentários:

Anônimo disse...

juvêncio, que tal colocar o texto aqui e pedir a opinião da galera?
http://blogflanar.blogspot.com/2009/06/o-fim-do-mundo-segundo-roberto-paiva.html

blog do bacana-marcelo marques disse...

Depois de Jatene, as falas de Couto lá no meu blog. Passa lá.

Anônimo disse...

http://g1.globo.com/Noticias/Brasil/0,,MUL1198310-5598,00-STF+DERRUBA+EXIGENCIA+DE+DIPLOMA+PARA+EXERCICIO+DA+PROFISSAO+DE+JORNALISTA.html

STF derruba exigência de diploma para exercício da profissão de jornalista
Fim do diploma era pedido pelo MP e sindicato de empresas de rádio e TV.
Desde 2006, liminar garantia atividade jornalística aos que já atuavam.

O que vc acha disso meu amigo Juva?

Flávio Sacramento

Juvencio de Arruda disse...

Vou postar sobre o assunto ainda hoje, Flavio. Muita coisa vai mudar. com a decisão.
Abs

Anônimo disse...

A propaganda em Belém está mais para escambo do que para mercado propriamente dito.
Tem empresa que troca publicidade até com papel higiênico (se não troca agora, já trocou no passado).
Troca também plano de Saúde. Uma grande cooperativa de serviços médicos acaba de baixar um comunicado às agências informando que até o final do ano não contratará novas mídias, mas fará permutas.
Enquanto isso, tem agência que ainda não pagou os salários do mês.