16.6.09

Língua Grande

A coluna de Hiroshi Bogéa na página A- 11 do primeiro caderno da edição de hoje da folha barbalhuda, traz novas falas sobre divisão do estado proferidas pelo senador tucano Mario Tapiocouto na já famosa sessão na casa de Noca de Goianésia.
Bogéa abriu uma série para Mário, cujo título é "Ele Disse".
Desta vez, Tapiocouto especula a tendência da decisão do voto região por região do estado.

8 comentários:

Anônimo disse...

Mas vocês queriam o que emsmo do nosso querido Tapiocouto?

Anônimo disse...

Enfim, um empresário zoológico com indiscutível feeling de cientista político! Não merece, portanto, o voto dos paraenses.

Juvencio de Arruda disse...

Correção: ex empresário zoológico. Atuou no ramo entre 1983 e 1986 ou 87, ainda checo as datas.
Feeeling de coentista político?
rsrs

Anônimo disse...

Tapiocouto anda usando uma ferramenta que no meio-ambiente do Jogo do Bicho deve se identificar muito com a criminalidade que esse negócio evoca: a ameaça. Aos deputados que se recusam a declinar apoio à candidatura a candidato tucano ao governo,que o senador pleteia, avisa que pode por a filha dele como candidata a parlamentar na área do infiel. É pouco ou querem mais?

Juvencio de Arruda disse...

É pouco.

Anônimo disse...

Juvêncio, será que se procurarmos, encontramos, alguma coisa na internet sobre o senador Tapioca em seus áureos tempos de empresário zoológico?
Se você tiver alguma coisa aí em seus alfarrapos, posta aqui pra gente ver!!!

Anônimo disse...

Deixem o senador trabalhar...

Anônimo disse...

Pelo menos o Mário Couto tem coragem de mostrar a cara. Oxalá tivssemos uns tres senadres da sua envergadura. Vá em frente senador.