18.6.09

Casamento de Caras

Os blogs Espaço Aberto e do Bacana trouxeram, nesta semana, interessantes entrevistas com o aspirante a governador Mario Tapiocouto, senador pelo PSDB, que hoje protagoniza o documento do ano, digo, o casamento do ano.
O enlace representa a primeira contradição recente nas movimentações deste controvertido elemento. Primeiro, tentou-se descaracterizar o casório como um ato político. Não deu certo. Dormindo sob o mesmo teto há 20 anos com a marajoara Solange, Tapiocouto aproveitou as luzes da festa para sair de baixo das saias da senadora Kátia Abeu (DEM-TO) e se recuperar da maior escorregada recente do marketing político paraoara ao coonestar o pedido de intervenção do Pará.
Tão claro ficou a utilização do casório enquanto fato político - comum, por sinal - que ele findou por admitir que seu casamento é um documento, o maior documento em apoio à sua candidatura.
Mas não é o único documento, pelo dito. Numa alusão ao carteado, garante ter mais "cartas na manga" pra jogar na mesa. Decerto. Foi mais ou menos com essa conversa que arrancou a legenda majoritária ao derrotado Almir Gabriel em 2006. Um ex secretário de Almir nos dois governos ouviu o início da conversa e, motivado por uma piscadela do batriça, deixou-os a sós.
Tapiocouto encerra as engraçadas entrevistas, onde já se apresenta mais arrefecido e menos galudo, dizendo que não tem nada a perder nessa disputa, pois ainda tem quatro anos de sinecura senatorial. Sob este ponto de vista é verdade, embora dita com certo desmazêlo ao eleitorado. Mas... Mário não perderá ao menos alguns trocados?
Tapiocouto, o único a fazer campanha aberta ao governo, agrega o hilário à temporada pré eleitoral. É muito bem vindo por isto.
Ao lado dessas considerações, o blog deseja muitas felicidades aos nubentes, nesta noite e para todo o sempre.

----

A revista Caras teria sido insistentemente procurada para cobrir o documento.
Será que virá?
Agora, se me dão licença, vou me montar para o casamento. Vou fantasiado de...huumm...jornalista!

23 comentários:

Anônimo disse...

Vai rolar tapioca nos comes e bebes do casório?

Anônimo disse...

Li a entrevista no Bacana e no Blog Bemerguy. Neste último postei o seguinte comentário:

Tenho uma profunda tristeza quando vejo situações como esta. O Pará está ameaçado, parado, seu povo jogado a própria sorte e somos vítimas de um amontoado de egos e personagens que se revelam a cada momento. Personagens como o Senador Mario Couto, que vê o Pará, com seus vários problemas e desafios, como meras cartas de jogo qualquer. Ao invés de pirotecnia e ameaças, o Senador deveria mostrar projetos estruturantes e uma política coletiva voltada para a solução desse caos que o Estado se encontra.

Como paraense, estou deixando de ter orgulho do meu Estado e, hoje, só me resta a indignação quanto ao fato de não aceitar ser tratado como uma carta de baralho, como um carbono mau tratado do jogo do bicho.

Excelência, com todo o respeito, fostes infeliz nesse jogo de palavras.

Anônimo disse...

Juca: Alem de bem informado voce é uma das 1.600 pessoas convidadas influentes neste convescote. Como não fui convidado, gostaria de sabe os "potins" deste acontecimento. Sera que nesta ocasião o inesquecivel ALMIR lançará o Tapiocouto como o candidato do PSDB?

Juvencio de Arruda disse...

Das 5:41, é claro que eu não fu convidado, tantp que vou tentar "varar" a festa fantasiado de jornalista...eheh.
Fique de olho no blog do Bacana, convidadíssimo, influentérrimo, e que já garantiu revelar os bastidores.
Almir já lançou a candidatura de Tapiocouto, no regaço do Diário barbalhudo.

Humberto Lopes disse...

Vem cá, mas o jogo do Mário é poquer? Me parece que ele bancava outra coisa.

Anônimo disse...

O Blefe também não faz parte desse jogo???

Anônimo disse...

Quando o senador Mário Couto diz que não tem nada a perder está falando a mais pura verdade. Quem tem a perder somos sós paraenses, os nascidos aqui ou os que escolheram essa bendita terra pra viver, mas que, infelizmente, ainda tem políticos do tipo desse cidadão que não tem a menor respeito para com as pessoas de bem.

Anônimo disse...

Tapiocouto é pouco.
É isso que o sr. Almir Gabril deixou de herança pra nós. E ainda tem o suplente chamado Demetrius Fernandes, pouco conhecido por essas bandas, mas figura carimbada no Sul do Pará. O dito cujo tem uma folha corrida "a nível d".

. disse...

Juvêncio, estás tão engraadinho, rsrsrsrs...

Dá uma olhada na homenagem que fiz ao noivo hoje:
http://faloporquetenhoboca.blogspot.com/

Juvencio de Arruda disse...

rsrsrs.. lá é que tá hilário!

Anônimo disse...

Caras infelizmente não pode vir por questões de agenda, porém a sensacional Revista do Bacana fará capa do acontecimento. A revista que encalhou com o Jáder agora promete abafar.

Anônimo disse...

Juvencio

O que achas Jatene no PMBD quem ganha a eleição

Juvencio de Arruda disse...

Vou passar uma flanela imaculada na minha bola de cristal e depois te digo.

Anônimo disse...

"Vou passar uma flanela imaculada na minha bola de cristal e depois te digo".

rs...

Abs, Juvêncio.
Nardin

Juvencio de Arruda disse...

rs...a resposta, evidentemente, é uma brincadeira com o anônimo, mas eu vou avaliar sim.
Tem pesquisas rolando aí. Uma eu já tive acesso muito tangencial.
Aguardo a outra, final do mes, e aí atenderei o anônimo.
Ressalvo que ele faz uma pergunta pertinente, embora Jatene talvez não precise, necessariamente, passar para o PMDB para chegar ao segundo turno.
Nardim, seu senador não lhe deu uma pax pra vc ir ao casório?...rs
Abs

Anônimo disse...

rs... Não, não. Tem muito trabalho por aqui.

Abs!

Anônimo disse...

Quem tem cartas na manga está roubando no jogo, pois não?

Anônimo disse...

Caso não esteja roubando o jogo, já está "bichado" nas jogadas seguintes.rs rs rs.

Anônimo disse...

o casamento foi lindo!

Anônimo disse...

Festa de estadista, lá estavam os últimos 3 governadores do Pará, lá eu reconhecir 8 senadores e sei que tinha mais, eram 4 deputados federais, contei 12 deputados estaduais e sei que tinha mais e muitos, muitos prefeitos, depois de 15 parei de contar. Além dos familiares e das estrelas, mais de mil, pessoas de grande peso político, econômico e social. Nasce um candidato.

Anônimo disse...

Tapiocouto na capa de Bacana. Tem a capa que merece. Ou ele não precisa de capa?

Anônimo disse...

É, realmente um casamento liiiiindo!!!
Nada de apertos ou esbarrões.
Lugares disponíveis? Esses tinham aos montes, podia-se escolher sem transtorno onde se queria sentar, ou seja, havia bastante espaço para todos se acomodarem confortavelmente, e olha que tem gente que contou mais de mil pessoas!
É, realmente um casamento liiiiindo!!!
E a consideração dos nubentes com seus convidados? Algo impressionante!
Vocês acreditam que atrasaram a cerimônia por mais ou menos duas horas, esperando pra ver se chegava mais alguém?
Pasmem, mas é verdade! Realmente uma festa de estadista!!!
Agora, o ex governador Jader Barbalho não foi. Então porque será que a anônima aí em cima contabilizou três últimos governadores?
Bom,como acredito do fundo de minha alma que ela não tenha contabilizado o Carlos Santos nessa historinha, imagino que seja porque o ex governador Simão Jatene valha por dois!
E nasce um candidato!!!

Anônimo disse...

Falta dizer que devido o horario da solenidade muitos sairam sem ao menos tomar coca cola