16.6.09

O Xis do Problema

Procura-se um coordenador para um curso de Multimeios de uma facul particular.
Noutra, semana passada, um apitaço marcou os protestos dos alunos contra a coordenadora de um curso congênere.
Não vai demorar muito os alunos, e seus pais, vão descobrir que os problemas estão menos nos coordenadores e mais nessas faculs de terceira linha, que querem pagar 5 paus numa coordenação exigindo que o coordenador ainda dê 20 hrs/aula semanais, cobre mensalidades atrasadas, seja o divã de alunos problemáticos e pais idem, produza relatórios e mais relatórios, frequente enfadonhas reuniões pedagógicas aos sábados e etc. etc.
Quando muito, a estrutura de uma coordenação tem uma secretária.

6 comentários:

Anônimo disse...

Não tem cabimento isso. Faculdades como essas deveriam fechar as portas. Não são sérias.

Alessandra disse...

Discutindo por um ângulo desse mercado:
outro dia, num encontro de jornalistas, perguntei a eles (da Fenaj), por que não fazem algo para mexer com essa questão. Afinal, cobra-se respeito ao jornalista, respeito ao emprego do jornalista, mas o que é feito em relação às faculdades de jornalismo que formam os futuros profissionais? Daí falaram que se houvesse o conselho de jornalista etc e tal. E que houve uma contribuição da Fenaj às discussões das novas diretrizes curriculares do curso promovida por uma comissão do MEC.

Anônimo disse...

Não mexem porque é cabide de emprego pra jornalista e aí os princípios profissionais e a ética que se danem.

Juvencio de Arruda disse...

Faculdades privadas "cabides de emprego"?
Vc está desonrientado.

Anônimo disse...

Juca, eu já fui professor de faculdades particulares (há muito tempo atrás).
O negócio não é sério. É arapuca mesmo. Para ganhar dinheiro. Nos moldes da IURD.
Pagam uns trocados para os professores (não concursados) e com atraso. Os alunos é quem mandam na sala. Se o professor exigir um pouco mais, fazem abaixo-assinados e tiram-no. Se algum filho de buona gente não for aprovado, a direção aprova e dá-lhe o diploma. Sou testemunha disso. Um dia posso escrever um livro e contar histórias tragicômicas sobre esses botecos do tipo copos sujos.

Anônimo disse...

Das 3:35, eu tambem já lecionei em uma particular. Quando fores escrever o livro me avisa que tenho causos semelhantes para contar