24.4.09

Burros N'água

Na sessão de ontem, o senador José Nery (PSOL-PA) se manifestou no plenário do Senado a respeito do pedido de intervenção federal no Pará feito pela senadora Kátia Abreu (DEM). Em aparte ao pronunciamento da dantesca senadora, Ney disse que se trata de um desrespeito contra o povo paraense, às instituições do Estado e é um ato ilegal: "Esse pedido é para preservar o direito de quem grila terra e cria embaraço político". Nenhum dos outros senadores paraenses, Flexa e Tapiocouto, estavam no plenário no momento em que Nery se pronunciou.
Na Assembléia Legislativa, até o líder tucano José Megale admitiu que é contrário ao pedido da senadora ruralista.
Está enfiada no saco a viola tucano-democrata, apanhada de calça curta na mais desastrada trapalhada eleitoral que assisti nos últimos tempos.

-----

O Diário do Pará repercute, em página nobre, a forte reação da opinião pública paraense contra a proposta avalizada pela dupla desastrada, mas o IVCezal nem tchuns.

-----

Existem nada menos que 16 pedidos de intervenção federal admitidos pelo STF para o estado de Tocantins, a unidade da federação da senadora que esconde dois paroaras debaixo da saia.

5 comentários:

Oswaldo Chaves disse...

Post,
É uma demontração da força corporativista da bancada de DANIEL DANTAS no Congresso Nacional.

A entrevista do Desembargador Milton Nobre no Mauro Bonna, ontem, deixa claro o que pensa o Judiciário sobre o tema.

Pela manifestação do magistrado: "a reintegração de posse pela força, apesar da decisão judicial proferida, é um deserviço à democracia..." Deve sim ser avaliada a segurança e a capacidade operacional do Estado para que o Ato seja realizado.

Quanto a Senadora, ela deveria olhar um pouco mais para seu "fundilho" antes de olhar para o dos outros...

Oswaldo Chaves
Adminsitrador.

Juvencio de Arruda disse...

O desembargador fala investido na prerrogativa de conselheiro do CNJ, o que confere à correta opinião uma autoridade diferenciada.
Data vênia, Oswaldo, incluiria na argumentação do Conseleheiro, a condição atual dacapacidade financeira do estado.
Ao mesmo tempo em que o minstro Gilmar Mendes telefona para a governadora exigindo rapidez nas desocupações o governo não tem recursos para alojar com decência as crianças especiais que foram "desocupadas" da escola nova e ampla que dispunham para dar lugar - veja só que mundo pequeno - ao estacionamento do Palácio da Justiça, na av. Almte Barroso.
Atualmente, o TJ pede mais uma área contígua ao Palácio.
São paradoxos como esses que precisam vir à público nestes momentos, e que a comunicação governamental, não sei por que razão, não o faz.

Anônimo disse...

.. E a nossa goveradora sempre muito "próxima" dos baderneiros do mST, autorizou que um dos integrantes que foram baleados na semana passada fique internado em sua suíte do Hospital Gaspar Viana, diga-se, suíte exclusiva do Governador do Estado.
Quero saber se o Raimundinho da Silva ou até mesmo eu consegueria este beneficío!!!

Anônimo disse...

O anônimo deveria usar todo o seu ódio contra os malfeitores de colarinho branco. O que ele quer? crucificar a governadora por ter garantido assistencia médica a um ser humano com risco de perder a vida?

Anônimo disse...

Ao Anonimo das 1:25 - Espero que não precises de hospital, mas se precisares duvido que tu tenhas um atendimento parecido com este. No maximo que consiguerias era uma maca no Pronto Socorro e dai se tu tiveres sepultura no Santa Izabel tu alcaçaras um passaporte para esta viagem, inclusive não precisando acionar o nosso campeão de verbas e outras coisas o nosso VIC. Queria ver se esta corja do pessoal do MST não apoiasse o PT do mensalão onde este alienigena estava hospitalizado a esta hora.