5.6.09

Vale da Miséria

É um equívoco irretorquível - daqueles pra entrar na coleção - a destinação de 30% dos recursos obtidos pelo governo do Pará junto ao programa Minha Casa Minha Vida , para construção de casas em seis municípios sob influência de projetos da Vale, para seus funcionários e outros elementos sob a circunscrição da empresa.
A informação está na edição das bancas do Jornal Pessoal.

3 comentários:

Anônimo disse...

Ei, Juca Já chegaram em tuas mãos duas revistas iguais em tudo, só com nomes diferentes: Pará + e Amazônia? Veja, as duas tem o mesmíssimo jeitão, de propaganda dos governos estadual e federal, disfarçadas de revista de variedades. Rapaz, o papel é da melhor qualidade, tudo produzido pelo mesmo diretor e produtor. Mano, será uma sacanagem se , em tempos de arrocho salarial, crise e corte de direitos dos servidores, a gente estiver bancando, é quase certo de que estamos, mais esse delírio do governo. Ah, o nome do diretor e produtor das duas pérolas, digamos assim, é Rodrigo Hühn. Huuuummm!!!!!!!!!!

Juvencio de Arruda disse...

Não chegaram e nem vão chegar.
Eu não estou, nem quero estar, no mailing dessa galera. Do governo e adjacências só recebo alguns documentos e publicações, técnicas sempre, enviada por amigos sobre temas de interese comum.
Lamento a possível "réplica", embora niguém faça plágio de si mesmo...rs

Refribom disse...

na oportunidade quero lhe informar sobre a farta denuncia realizada hoje no plenário do senado, pelo Senador do Pará José Nery, comtra essa malfadada empresa.