30.1.09

Pauta do Jogo

A situação dramática da saúde pública em Nova Déli, onde falta de tudo, do atendimento à população a um prosaico rolo de gaze, é o tema deste sábado, na Rádio Tabajara FM 106.1, do programa "Jogo Aberto".
A secretária municipal de Saúde, Rejane Jatene, foi convidada mas não respondeu. Deve escafeder-se do debate.
Carlos Costa, diretor do Sindsaúde confirmou presença, adiantando que irá fazer novas denúncias sobre como o prefeito falsário Duciomar Costa trata a saúde da população. O sindicalista esteve no sábado passado na Tabajara, denunciando que estaria sofrendo perseguição por ordem do nacional, além de ter seu telefone grampeado. "O Duciomar e seus asseclas estão grampeando os telefones de várias pessoas, principalmente servidores que denunciam as bandalheiras na gestão dele", desabafou.
Será que é a maleta israelense de escutas telefônicas que, segundo o Diário do Pará, foi trazida pelo bandido foragido Paulo Castelo Branco, o amigo n° 1 do prefeito?
O que falta para o MP ouvir o sindicalista a respeito desta denúncia?
O programa também vai falar de pedofilia, adiantando os próximos passos da CPI da Pedofilia. O programa quer saber por que a polícia gastou dinheiro público para pagar passagem e diária de uma delegada que foi ao Rio de Janeiro com a missão de interrogar Sefer em sua cobertura carioca?
O presidente regional do DEM, deputado federal Vic Pires Franco, confirmou que no outro sábado estará ao vivo nos estúdios da Rádio Tabajara para falar sobre o caso e explicar a posição do partido.
Sempre quente e polêmico, o programa produzido e apresentado pelo jornalista Carlos Mendes, que também conta com os comentários mordazes e irônicos do também jornalista Francisco Sidou, não deixará de falar sobre o Fórum Social Mundial, que congrega em Belém tribos de 150 países.
O programa vai ao ar de 2 às 4 da tarde e poderá ser sintonizado também pela Internet, no endereço http://www.radiotabajara.com.br/

3 comentários:

Anônimo disse...

Com tantos processos nas costa, sem trocadilho com o sobrenome do Nacional,denúncias váias e as mais absurdas possíveis como é que a justiça ainda não colocu as mãos nesse sr ?

Prof. Alan disse...

Juvencio, Mano Velho, desconfie dessas informações estilo "maleta israelense". Grampear um telefone é a coisa mais fácil que existe.

No grau mais fácil, basta pagar algumas dúzias de reais a qualquer funcionário de uma telefônica dessas da vida que se disponha a fazê-lo.

No grau médio, existem programas disponíveis na internet e, com alguns recursos simples de telecomunicações qualquer técnico consegue fazer isso.

Nem precisa de maleta. Isso é mais medo que alguns políticos gostam de meter em outros (os que alegam possuir a tal maleta), ou acusação velada de ilegalidade (quando se diz que "fulano" tem a tal maleta...).

Juvencio de Arruda disse...

Parente, nessas tchurmas tudo é possível. Castelo é um marginal de carteirinha. E a Barbalhada expede carteiras.