23.1.09

Percalços

Começa a ficar delicada, na visão de observadores, a situação do deputado Bira Barbosa na presidência da CPI da Pedofilia. Há quem tema que ele renuncie ao cargo. Esses temores se dão menos pelo presidente em si, e mais pelo que atrasaria o trabalho da Comissão.
Um dos assessores da Comissão diz nos corredores da Casa que as acusações contra o deputado Sefer não são tão graves assim.
Os corredores da Casa conhecem muito bem este nacional, o assessor.

7 comentários:

Observador disse...

Juca, volto a dizer que o planejamento realizado na Alameda Moreira da Costa está em pleno funcionamento...A bancada dos bombeiros liderada pelo Bira e e que tem como mentor o Megale está seguindo a risca o planejado..

Anônimo disse...

Vão roer uma pupunha para descontituir as provas que estão nas mãos do relator. E contra fatos...

Anônimo disse...

"Não são tão graves assim...". É brincadeira, né?
Então, tá. A culpa é da criança.

Anônimo disse...

Talvez não seja realmente tão grave assim, mas tendo apenas como referência o carater e e as preferências do assessor

Anônimo disse...

Vocês achavam que isto teria um final diferente, ao menos na Assembléia Legislativa? Esperemos que a justiça não se deixe comprar.

Anônimo disse...

e o que dizem do irmão da Ana Júçlia que até a Veja esteve em belém

Anônimo disse...

Não foi a filha dele que sofreu o abuso, por isso, não está nem aí.