10.6.09

MPF Deu "Balão" na Prefeitura

Nota do Repórter Diário na edição de hoje da folha sobrancelhuda, referindo-se a outra nota, esta dos procuradores municipais de Nova Déli a respeito da proposta feita ao MPF, insinua que a procuradora da República Ana Karízia pode ter prevaricado ao não mandar prender em flagrante a dupla de advogados da prefeitura que sugeriu usar recursos municipais para comprar os equipamentos médicos que não foram comprados com verbas federais.
A nota, evidentemente, é rebarbada e desrespeitosa, tal e qual a prefeitura falsária da capital.
O blog acha que a procuradora Ana Karízia optou por um estratagema mais eficiente: pediu que a dupla formalizasse a proposta, garantindo assim uma prova material que certifica a não utilização correta das verbas federais.
Tem gente dando gargalhada no MPF.

5 comentários:

Anônimo disse...

Uma estrovenga metade maçaranduba metade acapú, é o que merece o oftamo-prefeito e seus "arbageados"!

Prof. Alan disse...

Juvencio, Mano Velho, é de cair o queixo a primariedade e a estultice dos procuradores municipais! Como advogado público há 13 anos, te digo que nunca vi nada igual!

Primeiro, vão ao processo oferecer confissão escrita da improbidade cometida pelo Falsário. Depois ainda vão pessoalmente cutucar a procuradora do MPF.

Por fim (mas ainda não finalmente, tenha certeza...), publicam nota na imprensa agora não mais cutucando, mas sim provocando a procuradora...

Na próxima visita sairão de lá algemados. Seja feita a sua vontade! Só queria estar lá, pra dar uma vaia e gritar: "toma-te, eu acho é pouco!".

É uma sucessão de tiros no pé, que desse jeito vão acertar até o joelho...

Juvencio de Arruda disse...

Parente, a nota dos procuradores municipais chegou ao limite da ignorância e não obstante prosseguiu.
Estão em polvorosa.
Já foram até bater nas portas da OAB...eheh

Rosinh@ disse...

Espero que o falsário e seus asseclas não se safem mais uma vez com a cara limpa e desavergonhada, gargalhando das nossa...

Anônimo disse...

Os procuradores municipais estão exercendo seu dever de defender o ente público com todas as armas que a lei possibilita. Ainda que tenham cometido alguma falha técnica,p. ex., admitir que houve a aplicação do recurso federal com desvio de finalidade, por isso não podem jamais ser tachados de corruptores. Nao se confunda a pessoa do advogado com a do seu cliente - nesse caso, com a conduta do gestor municipal. Do jeiro como fou posta a nota, induz a se pensar que os procuradores ofereceram dinheiro ou vantagem a procuradora, quando nao foi nada disso.