5.6.09

Uma Crise Dentro da Outra

Há um cheiro de crise de governança no governo do Pará.
Parte dela deve-se aos problemas gerenciais no comando da máquina pública, de petistas e aliados; parte às dificuldades no estabelecimento de limites e na administração da coalizão que levou Ana Julia ao trono e parte deve ser creditada aos frequentes arroubos de soberba da governadora, que atinge níveis intoleráveis em certos momentos.
Ana Julia pode até não saber, mas pressões deselegantes ensaiadas por alguns de seus assessores, exercidas até em instituições que não estão sob os scarpins da governadora, beiram o ridículo e confirmam os sinais do evidente barata voa que acomete o governo.
Atravessa seu pior momento o governo Ana Julia, quando deveria estar vivendo o melhor. Um triste epílogo para quem chegou ao poder proclamando as bases de uma nova ordem política.

43 comentários:

Mural disse...

Ana Júlia como candidata: um erro.

Aliança PT x PMDB: um erro.

Colocar embaixo das asas a todos os pintinhos, que não era da ninhada: um erro.

São muitos erros. Quem perde a credibilidade não é Ana Júlia, mas o PT.

Ainda tá em tempo de conseguirem uma outra candidata, ou um outro.

Se o PT não conseguir eleger um governo estadual, terá sido devido a farta munição que deram aos opositores.

Anônimo disse...

A última frase quero também fazer minha, Juvêncio, mas como o adendo de que a tristeza minha é maior que o seu epílogo, para mim é uma geração que vai pro ralo, ou, pelo menos, deve ficar por aí, meio fantasmas, igual alguns que servem a determinadas figuras municipais...

Bia disse...

bom dia, Juca querido:

o assunto é delicado, triste e indica a servilidade de alguns a um projeto mesquinho de poder en detrimento de muitos. Por isso, talvez, o lema atual seja mais justo: um governo que cuida de "algumas" pessoas.

Beijão.

Juvencio de Arruda disse...

Queridona, Sto. Ambrósio entrou de licença prêmio..rs
Bjão

Anônimo disse...

Prezado Juca, e por essas e outras lamnanças que ganha força nas hostes do PT a idéia das prévias, pq a militância sabe que tem nomes de peso político e não precisam sujeitar-se a derrota numa reeleição da Ana Júlia. Caso a eleição fosse hoje, temos certeza não ganharia nem para inspetora de quateirão. Quem viver verá.

Anônimo disse...

Quem ouviu a nota de Seduc, sobre a greve dos professores, ontem à tarde, na Rádio Cultura, deve ter se peruntado: menino, o que é isso??? Chamou os professores de ativistas do Sintep e baixou o sarrafo no movimento.Gente, o mundo enlouqueceu??? Esse não é o governo "democrático e popular"??? E o PT não é o partido de "luta" dos trabalhadores???? Rapaz, PARA O MUNDO QUE EU QUERO DESCER!!!!!!!!!!!!!!!!

Juvencio de Arruda disse...

Não acredito em prévias, ainda.

Mural disse...

Ou o PT larga Ana Júlia e tenta reescrever uma nova história, ou morrem todos abraçados, deixando uma grande decepção como legado.

Anônimo disse...

Prezado Juca, o maior erro foi não termos acreditado,na campanha de 2006, que se a Ana JÚlia fosse eleita, seria um desastre para o Pará. Porque nunca dirigiu nem a casa dela, como também nunca assumido nenhuma função importante no Banco em que trabalhava. Portanto, nenhuma experiência político-administrativa. Á época, foi considerado como "provocações da oposição, preconceito contra a mulher etc. etc". Porém, o tempo está provando que tinham razão, pq eram pessoas que a conheciam de perto. O fato é que o governo dela está sem rumo, levando sofrimentos aos paraenses.

Anônimo disse...

Juca,

não haverá prévias. Não no PT. Mas muita gente vai ficar rouca de tanto ouvir. E com torcicolo.
Abs
Fonte de responsa

marlon disse...

Caro anônimo das 12:54pm, esta idéia de prévias não existe dentro do PT no Pará. Temos sim é que defender o governo da Ana Júlia, visto que é um governo do PT, e não de uma ou outra força política. No mais, ainda faltam mais de um ano para dizermos quem ganha ou perde a eleição. Lembras quando a imprensa dizia que o PT tinha se acabado, em 2005, com a crise do "mensalão"; não foi o que aconteceu.Quem viver, viverá!

Anônimo disse...

Esse Marlon é de que planeta?

Mural disse...

Marlon,

O mensalão que era um grande tufão, tinha Lula no seu centro.

Esse redoinho que acontece no Pará, não tem ninguém no seu centro.

Na eleição passada foi fácil, não havia adversários e nem candidatos. Qualquer outro, diante daquela aliança, seria eleito. Não é verdade? Será que o PT levaria sem ajuda do PMDB?

Governo ausente. O povo sabe. Quem elege é o povo, o mesmo povo que confiou nela e na proposta do PT.

Existe muita decepção, sem contar que o eleitor tá mudando a cada decepção sofrida.

Aqui em Marabá existe uma grande decepção de todos que torceram e votaram no PT.

Façam suas pesquisas no meio do povo, e não no meio de suas hostes. Vocês verão que os gráficos não coincidirão.

Anônimo disse...

Juca, o problema maior do atual governo é que a cúpula que ronda e orienta as decisões da governadora, acha que é na porrada que se resolvem os problemas de gestão!!! Acham que falta de comando é falta de porrada, NÃO É! Falta de comando é falta de capacidade de tomar decisões firmes. Gritar, esperniar e ameaçar todo mundo é fácil (nisso os monteiro são mestres!!). O difícil é ter inteligência emocional, equilíbrio, sensibilidade e firmeza para se tomar decisões!! Nisso, nenhum deles é formado!! Ninguém mais aguenta tanta estupidez de gente que se diz ilustrada!!!

Marcos Silva disse...

A última frase foi certeira numa conclusão que nos deixa frustados ... pessoas que como eu acreditaram nessa nova ordem.

Anônimo disse...

É um erro achar que a administração de Ana atinge o PT.
Senão vejamos: A militancia e o povo estam comemorando a vitória de Maria no STF. E amanhã terá uma grande recepção a ela que desponta como uma boa candidata.
Em vários Municípios o PT tem sido referencia devido aos programas de Lula.
O governo de Ana é personalista, está colado no perfil dela.Ana sempre foi arrogante desde vereadora, é da personalidade dela.
Os que os cercam também absorvem esta arrogância ou são tanto quanto.
O exemplo é o Marcílio Monteiro um poço de soberba e subrepticiamente espertalhão.
Porém isso não significa que Maria, Paulo Rocha, João Batista,Regina Barata, Airton Faleiro,Sandra Batista e muitos outros cuja a personalidade não é nada parecida com a de Ana Julia, estejam fadados a ter o mesmo destino da governadora.
As coisas não são bem assim.
Porém para tudo tem jeito, até para Ana, pois arrogantes de carteirinha como Edmilson Rodrigues hoje estão sendo enaltecidos e paparicados.

Anônimo disse...

Infelizmente os partidos têm "donos". E o PT não é exceção. Afinal, em que ele se distingue dos outros? As práticas são as mesmas, como a arrogância e a distância dos anseios do povo. O Pará está perdido com os seus políticos. Não há salvação para este estado. Somente com uma renovação radical dos quadros, mas que é impossível, pois as agremiações partidárias já têm dono, e estes se reservam os privilégios e cargos e candidaturas.

Anônimo disse...

Tá mais de comprovado que o Edmilson tinha razão, quando não passava a prefeitura pra Ana Julia, mesmo ela sendo a vice.
Ele preferia sempre deixar o comando da gestão ao Aldenor. Lembram disso ?
Competência é pra quem tem preparo e adestramento para atingir um objetivo.
Agora, tarde demais.

Anônimo disse...

O que se esperava deste Governo capitaneado por uma pessoa que tem alergia a trabalho? Como politica alguem pode dizer alguma coisa que esta senhora fez em favor do povo?
Por falta de dinheiro esta senhora não pode reclamar, as torneiras do PAC estão a derramar dinheiro no Estado e o que vemos ou melhor dizendo o que vimos foram a colocação de placas em obras feitas pelos tucanos. Ana já se passaram 30 meses de seu Governo e até o momento somente foi feita a cozinha do Hangar, voces não acham que é muito pouco para um Governo?
Tem razão quem diz que este é o Governo do FUXICO.

Anônimo disse...

Marlon, dê-me ao menos um mínimo indício de que o governo da Ana Júlia é popular e pode ser reeleita, um tiquinho só. Marlom, meu companheiro, acorde: a voz unânime das ruas, unânime mesmo, é que a Ana não ganha mas nem para síndica de edifício, pois "não fez nada" - e a voz do povo é a voz de Deus. Por isso, lanço um brado de salvação: Maria do Carmo para governadora.

Raphael Teixeira disse...

Desde 2003 (!) brada-se à exaustão, buscando transformar em verdade, a máxima "o governo Lula já acabou". E a realidade continua provando que a teoria esta errada.

Mas quanto ao governo Ana, infelizmente, não custa dizer que ja havia ido para o brejo antes mesmo de começar.

O governo parece sobreviver com a ajuda de aparelhos, e segue sangrando, sem governabilidade, sem realizações, sem projeto e sem perspectiva.

Anônimo disse...

essa é boa. governo para uns e outros era o governo tucano ou será que a galera aqui perdeu a memória? ou será que eles eram o supra sumo em administração? o governo anterior cuidava de obras, de desviar dinheiro (Marcelo Gabriel), etc etc etc; só não cuidava era das pessoas... esse foi o legado deixado para po PT e para o Pará. alguém lembra tb do rombo que o governo deixou e o PT teve que assumir??? Valha-me que santo para entender isso?

Anônimo disse...

Marlon, tudo bem que o PT não acabou. Mas carrega nas costas pelo resto de sua existência o carimbo de currupção entre outras coisa que tanto pregava contra. Agora com relação ao governo da D. Ana Julia, Quem está perdendo é o povo do Pará, ela e os apradrinhados delas já ganharam e não foi pouco, passou da hora de ela pedir pra sair porque ainda não começou governar...

Francisco disse...

Caríssimo Juvêncio,


Lí , não sei onde , guardei e dou de graça prá vc e os participantes do Quinta , o poema a seguir transcrito para degustação neste fim de semana ....

No final o autor assina .


O TUCANO SAUDOSO

Ah que saudades que eu tenho
Do governo Fernando Henrique
Nosso ex-presidente mais chique
Homem instruído e tolerante
Exceto com a corrupção
Cujo combate levou adiante
Com ousadia, destemor e convicção

Ah que saudades que eu tenho
Daqueles tucanos geniais
Que privatizaram as estatais
Fazendo tudo direitinho
Sem roubar sequer um centavinho
Como sou grato àqueles Varões de Plutarco
Que fizeram da privatização da Vale um marco
Então comemorado alegremente
Enquanto os compradores, coitados
Totalmente ludibriados e enganados
Até hoje se arrependem amargamente!

Ah que saudades que eu tenho
Daquele governo de vestais
Em que não se roubava jamais
Mesmo no Congresso
A única preocupação era o progresso
Não existia troca-troca
Os congressistas tudo votavam
Sem receber nada em troca
E ninguém jamais foi acusado
De qualquer malfeitoria
Enquanto o país avançava
Num clima de paz, progresso e harmonia
Com o povo sempre a festejar
Só a imprensa se desesperava
Sem nada de mal pra falar…

Ah que saudades que eu tenho
Daquela época de ouro
Em que vigiava o tesouro
O inesquecível Dr. Geraldo Brindeiro
Um valente procurador
E intransigente justiceiro
Que angariou então justa fama
Levando os corruptos a viver um drama
Obrigados a tirar férias coletivas
Durante toda a era tucana!

Foi um drama coletivo
Coisa triste de se ver
Milhares de corruptos coçando o saco
Sem ter nada pra fazer
Antes tão ativos e risonhos
Agora deprimidos e tristonhos
Proibidos de roubar
Não encontravam razões para viver
Mergulhados em crises existenciais
Ausentes das manchetes dos jornais
Lamentando sua falta de sorte
Pois um corrupto que se preza
À inatividade prefere a morte
Os corruptos viviam em grande tédio
E em grave crise de abstinência
Aguardando com impaciência
Numa tristeza de lascar
A chegada de novos tempos
Quando então, sem contratempos
Pudessem voltar a roubar!

Com o fim da era tucana
Tendo os gatos ido embora
Dos ratos era chegada a hora
Os corruptos enfim recuperaram
A alegria de viver
E em grandes festas comemoraram
A sua volta ao poder

Ah que saudade que eu tenho daquele tempo
Em que o Fernando de tudo cuidava
E como o Farol de Alexandria
Ele, generoso, nos apontava
O caminho da paz e da harmonia

Ah que saudades que eu tenho!
Daqueles pobres acomodados
Tão tranquilos, tão sossegados
Que além de saber votar
Ainda reconheciam o seu lugar
Hoje está tudo diferente
Qualquer um pensa que é gente
E só quer saber de reivindicar
Tem “sem casa”, “sem terra” e agora, suprema perfídia!
Ousam criticar até nossa impoluta mídia
Tão isenta, democrática e plural
Inventando um movimento dos “sem mídia”
Pra tirar a mídia do seu pedestal!

Ah que saudades que eu tenho
Daquele mundo perfeito
Em que o povo votava direito
Hoje a situação está de chorar
Chegamos até ao extremo
De fazer aliança com os demos
Pra ensinar de novo o povo a votar!

Visconde Zé da Silva Brasileiro”

Anônimo disse...

senador denuncia Vale


O SR. JOSÉ NERY (PSOL – PA. Pronuncia o seguinte discurso. Sem revisão do orador.) – Sr. Presidente, Senador Mão Santa, Srªs e Srs. Senadores, neste Dia Mundial do Meio Ambiente, quero me reportar a fatos concretos que envolvem a grande e poderosa empresa brasileira Vale do Rio Doce e a sua atuação no Estado do Pará, especialmente nas regiões sul e sudeste, onde estão os seus grandes projetos de mineração.
Recebi denúncia subscrita por três advogados trabalhistas de Parauapebas – Carlos Viana Braga, Geraldo Pedro de Oliveira Neto e Rubens Motta de Azevedo Moraes Júnior –, dando conta de posturas autoritárias da Companhia Vale no trato com a população pobre da região. E mais: tal postura tem contado com a subserviência da Prefeitura de Parauapebas e do Judiciário local, demonstrando a grande influência política que essa empresa possui no Pará, provocando total dependência dos Poderes Públicos, quando são feitos pleitos que causarão prejuízo ao poderoso grupo privado.
O caso envolve ameaças aos moradores atingidos pela construção de rodovia vicinal, que viabilizará o escoamento de minério do Projeto Salobo, localizado na fronteira do Município de Parauapebas e de Marabá.
Segundo os advogados, o aludido Projeto, dentro das suas infraestruturas básicas, ampliará e pavimentará uma vicinal já existente para escoamento do minério extraído até a base da linha de ferro, na área do Assentamento Palmares I, para posterior prosseguimento ao porto de São Luís.
Denunciam os advogados, em primeiro lugar, que a Prefeitura de Parauapebas, por meio do Convênio nº 009/2007, firmado com a Companhia Vale do Rio Doce, assumiu que todas
as faixas de terras atingidas seriam doadas, ou seja, doou, através de uma convênio, faixa de terra que não lhe pertencia. Denunciam que ao serem constituídos advogados dos moradores atingidos, esses começaram a sofrer ameaças da Vale, as quais podemos resumir da seguinte forma:
1ª ameaça – que a presença dos advogados somente atrapalharia as negociações, e que ninguém trataria nenhum assunto com advogado, e se os colonos persistissem não haveria pagamento algum;
2ª ameaça – que aqueles que permanecessem com advogados seriam excluídos dos projetos sociais da Vale na região, principalmente do Projeto da Escola Agrícola, que está sendo realizado na APA – Área de Proteção Ambiental;
3ª ameaça – que a estrada passaria de qualquer forma, e caso não aceitassem corriam o risco de nada receber, ou de ocorrer que o dinheiro da indenização fosse revestido à instituição de caridade;
4ª ameaça – a Vale investiga a vida da pessoa afetada, e se algum familiar seu trabalhasse na empresa, coagia o familiar e o atingido, com insinuações de dispensa ou perseguição, fato comprovado pelo depoimento gravado e pela renúncia de poderes de uma cliente, que segue anexo;
5ª ameaça – que não adiantava persistir em não negociar, pois se os colonos têm três advogados, a Vale tem centenas, e que mais cedo ou mais tarde poderia vir até a polícia para obrigar a passagem da estrada, sendo certo que caso isso ocorresse nada mais receberiam.
Os advogados se queixam que a prefeitura tem se negado a fornecer documentos processuais, de que o próprio advogado da Vale é quem transportou mandado de segurança impetrado pelos referidos advogados até o juiz da comarca, dentre outras irregularidades.
Esse fato deixa claro que existe uma distância considerável entre a cara e bonita propaganda desta empresa, onde todos os brasileiros são induzidos a concebê-la como modelo de desenvolvimento sustentável e apoio a projetos sociais, e a verdadeira face conhecida pelo povo pobre do Estado do Pará: autoritarismo, danos ambientais ingerência política e controle econômico de estruturas que deveriam estar apoiando seus eleitores e não seus financiadores.
Portanto, diante dessa denúncia, quero chamar a atenção da Justiça do Pará; com a palavra a Prefeitura de Parauapebas e a própria Companhia Vale do Rio Doce.
Muito obrigado.

Anônimo disse...

Juca,

Na epoca da campanha nos venderam um produto falso. Nos venderam a solucao de todos os problemas, venderam a alianca federal x estadual, nos venderam a moralidade. Fomos todos enganados e espero que o povo cobre com juros tudo o que esta sofrendo.
Eu estou comparando este governo com o que Fortaleza sofreu quando teve o PT. Depois que o PT saiu, aquela cidade e estado so experimentaram desenvolvimento. Espero que depois da tempestade venha a bonanca.

Juvencio de Arruda disse...

Não virá, esteja certo e prepare-se: o estado continuará mergulhado na escuridão em que se encontra desde os anos 80.

Anônimo disse...

Juca, um dos motivos desse desastre administrativo Lula já avisou pra Ana a muito tempo. O tal "núcleo duro" nunca trabalhou na vida, vida distante da realidade. Outra isolaram a base, neste caso o PT na tentativa de fortalecer a ds como se esta fosse mais importante que o PT. Mais uma a arrogância de alguns dos mais próximos auxiliares de Ana que parece querem provocar uma ruptura institucional, estas pessoas, algumas delas oriundas de movimentos sociais, perdem a oportunidade do avanço quando confundem sua posição no governo que deve agir estritamente dentro da lei, com seus ideários e credos pessoais. Vão perder o governo e a oportunidade de fazer as mudanças estruturais que o precisam ser feitas em nosso sofrido estado. Ou seja não aprenderam nada com o Lula. Que pena. Só resta esperar por uma dura intervenção do Diretório Estadual do PT. JB a missão é sua.

Anônimo disse...

Pronto, abriram a porteira e a corja tucana aproveitou pra destilar seu veneno e expor sua inveja.

Prof. Alan disse...

Juvencio, Mano Velho, o que é pior: se perder a reeleição (o que é bem provável), quem vier depois dela não será tão bonzinho como ela foi, ao não apurar e denunciar os descalabros tucanos.

Quem vier depois dela irá escorraçar o PT, e colocar na rua, no trombone, tudo que achar de errado.

Irá desmantelar mais ainda a imagem do PT como governo.

O PT passará muito, mas muito tempo até eleger alguém de novo ao Governo do Estado. Mais ou menos como foi com a Prefeitura de Fortaleza, de Maria Luíza Fontenele a Luizianne Lins...

E olha que no caso de Fortaleza a culpa nem foi da Maria Luíza, e sim desse patife desbocado que se chama Ciro Gomes, em conluio com seu coronel, o Tasso Jereissati, que atacaram e atrapalharam a gestão dela desde o primeiro dia...

No nosso Pará Ana Júlia governa com o apoio do Lula, e sem um prefeito decente para lhe fazer sombra. Poderia estar nadando de braçada. Preferiu afundar que nem pedra...

Mauricio Leal Dias disse...

Governadora, escutei esta música do Raul Seixas e lembre d V.Exa.

Por Quem Os Sinos Dobram
Raul Seixas

Composição: Raul Seixas

Nunca se vence uma guerra lutando sozinho
Cê sabe que a gente precisa entrar em contato
Com toda essa força contida e que vive guardada
O eco de suas palavras não repercutem em nada

É sempre mais fácil achar que a culpa é do outro
Evita o aperto de mão de um possível aliado, é...
Convence as paredes do quarto, e dorme tranqüilo
Sabendo no fundo do peito que não era nada daquilo

Coragem, coragem, se o que você quer é aquilo que pensa e faz
Coragem, coragem, eu sei que você pode mais

É sempre mais fácil achar que a culpa é do outro
Evita o aperto de mão de um possível aliado
Convence as paredes do quarto, e dorme tranqüilo
Sabendo no fundo do peito que não era nada daquilo

Coragem, coragem, se o que você quer é aquilo que pensa e faz
Coragem, coragem, eu sei que você pode mais.

Anônimo disse...

Esse babaca das 3h38 não sabe ainda que a prefeita de Fortaleza, Luiziane, foi reeleita no primeiro turno das eleições em 2008.

Anônimo disse...

O anônimo das 1:12 disse que os erros do governo do Estado se devem ao fato de Ana Júlia não ter tido "nenhuma experiência político-administrativa" anterior. Se isso fosse um fator relevante, o governo Lula seria um fiasco. E, em que pese a grita da oposição, não é. Os números da economia, a estabilidade do país, o aumento da renda média, as políticas de inclusão, a repercussão internacional do desempenho do país que levaram Lula ser cogitado para a presidência do banco mundial provam que não é preciso ter experiência administrativa anterior para se fazer um bom governo. É preciso, antes disso, ter pulso firme no comando das diretrizes agendadas e flexibilidade para fazer alianças e cumprir com os compromissos acordados. É aqui que o governo de Ana Júlia atravessa o rubicão. Montado em quadros sem comando, sustentado em uma tendência minoritária dentro do partido e tomando como referência um modelo autoritário de imposição de agenda, o governo não faz amigos, não sustenta compromissos e desagrega a base aliada todo dia, precisando, todo dia, de um esforço hercúleo de recomposição política. Com isso, toda a energia esvai-se, não restando combustível para fazer a máquina andar. Se, ao invés de "inventar um governo seu", Ana Júlia tivesse montado um governo DO PT tendo por base a administração petista de Belém, o governo começaria andando, e não engatinhando. A isso se soma um diagnóstico equivocado, de que as mazelas diárias que atravessam o governo têm por causa uma fragilidade na comunicação. Com base nessa diagnóstico, não se enfrenta o problema real de frente: o governo não tem eixo, não tem estratégia e não tem comando. Mas ainda há tempo. Basta mudar. Afinal, não foi esse seu discurso de campanha?

Anônimo disse...

Esses petistas, da Ds e também das outras tendências, parecem os seguidores de Jim Jones: encaram o suicídio mas preferem tapar o sol com a peneira. Quando as militâncias partidárias - de qualquer partido - terão opinião própria, capaz de encarar e criticar o que está errado, de apontar outros caminhos que não o de vacas de presépio?

Anônimo disse...

A saída é o as bancadas federal e estadual, o dirretorio estadual e os diretórios municipais do pt impor uma condição; ou o governo muda de conduta ou o pt muda de candidato. A ds apesar de minúscula abocanhou todos os cargos, no interior atua no sentido de fragilizar as direções municipais do partido e, já se utiliza da máquina estadual para se reforçar e tomar o partido no proximo ped. Se tem o governo e ainda não tem o controle do partido já age desssa maneira imagine só quando assuimir o controle da máquina partidária agora nas eleições internas do partido. O partido tem que ser direto igual as frases de caminhão: ou dá ou desce e, se não agir assim imediatamente perde o controle do partido pra ds, no ped e perde o governo em 2010.

Anônimo disse...

que saudade de fhc e almir, foram os oitos anos mais felizes de minha vida.

Anônimo disse...

Esse babaca das 5:17hs nao conheceu Fortaleza na epoca antes da prefeitinha. O mais distante que saiu daqui foi ter passado um fim de semana no marajo.
Eu vou a fortaleza desde o tempo que a praia do futuro mais parecia a praia do farol em mosqueiro (cheio de farofeiro) em epoca de ferias de julho. Naquela epoca Fortaleza estava muito atras de Belem. Se voce quiser eu ate pago uma passagem para voce conhecer.
Hoje fortaleza ja nem pensa em Belem, ja disputa turistas e desenvolvimento urbano com as grandes metropoles do Brasil.
Antes de voce argumentar alguma coisa, por favor, de umas voltas por ai.
Eu ja visitei EUA (6 cidades), Canada (4 cidades), Argentina (Buenos Aires) e Brasil (8 cidades) e sei muito bem o que e primeiro mundo (desenvolvimento urbano) e terceiro mundo (Belem).
Vai viajar um pouco e estudar tbm.

Anônimo disse...

Também não é assim, Juvêncio...

Juvencio de Arruda disse...

Não, das 10:47. É pior. Muito pior.

Anônimo disse...

Anôn. 6:20, não dá para comparar estilos e histórias de vida entre Lula e Ana Júlia. Lula trabalhou desde criança, não nasceu em berço de ouro como a Ana Júlia, é lider carismático, inteligente, lê muito, que é outra virtude, além de saber escolher seus auxiliares,embora com todos os tipos de interesses e dificuldades das alianças. Na história de vida do Lula não tem registros de traições de sua parte e nem de falta de lealdade para com os companheiros e vc sabe disso.

Anônimo disse...

Farofeiro faroleiro das 10h23, estás concordando que a cidade de Fortaleza evoluiu nos anos de governo da prefeita petista Luiziane, e o eleitor da cidade também viu a evolução e a reelegeu em primeiro turno nas eleições municipais do ano passado. Precisas ir no Marajó comer queijo de búfala e outras delícias.

Anônimo disse...

Acabar com um governo na véspera é um dos erros mais pueris da política , basta olhar para Duciomar e as eleições do ano passado,onde aliás a coligação de oposição PSDB/DEM ficou em quarto lugar. Fora isso vejamos : o atuaL governo começou a enfrentar problemas históricos da máquina pública, dou como exemplo concursos e um sensível aumento da tropa da PM, que apesar da violência urbana mostra sinais de nova presença nas ruas, somada a possibilidade de mais mil policiais até março de 2010, as verbas da saúde são repassadas fundo a fundo com os municípios, e nunca houve no interior do estado tanta presença do governo com ações que vão desde de tratores para agricultura familiar a ônibus escolares. Obras, vejamos : a licitação da nova santa casa já foi realizada, obras começam este mês, já começaram na região metropolitana as obras de duplicação da Transmagueirão, da Independência e da Arthur bernardes, estão em andamento as obras do Liberdade, com cerca de 1.000 casas, a segunda fase do Tucunduba também está em andamento, sendo que tudo isso obviamente se acelerará no verão. Serão inaugurados neste semestre nom mínimo os Hospitais de Breves ( que o governo anterior deixou literalmente no chão, só no alicerce)e Tailândia, está aprovado somente para ser assinado o contrato de oitenta milhões de dólares com a CAF para recuperação de rodovias municipais. Já está licitado o hospital do Nordeste que ficará em Ipixuna. Quando os servidores públicos olharem o arrocho salarial do governo do PSDB e compararem com tres anos seguidos de aumento acima da inflação do atual mais a criação do vale alimentação para todos, votarão em quem? Realmente é um governo cheio de problemas, mas olhem para trás, comparem, e vamos ver em junho de 2010 qual o saldo.

Anônimo disse...

Epílogo? Ainda nem começou o segundo mandato.