15.1.09

A Corda Estica

Tem levado sucessivas peias, a secretaria de Assuntos Jurídicos de Nova Déli, na tentativa de levantar o bloqueio de R$ 34 milhões, determinado pelo TJ e temporariamente mantido pelo STJ. A dívida refere-se a precatórios não pagos há mais de uma década
O prefeito falsário não consegue nem marcar uma audiência corretamente. Chegou na hora de um compromisso agendado pela presidente do Tribunal, e voltou da porta.
Enquanto isso, o oculista aproveita para jogar a Justiça contra a opinião pública e os funcionários da municipalidade, dizendo que se o bloqueio for mantido não mais vai poder investir na cidade que haverá problemas no pagamento do funcionalismo.
Os funcionários ameaçam com uma greve, às vésperas do Forum Social Mundial.

17 comentários:

Francisco Rocha Junior disse...

Juca,
Advogados não são milagreiros: se a administração é falha, incompetente ou inconsequente (ou os três juntos), não há advogado, por mais competente que seja, que resolva o problema.
Duciomar Costa só colhe o que plantou em seu primeiro mandato. Se há quatro anos recebeu a prefeitura com precatórios não pagos, como certamente vai dizer (se é que já não disse), porque não operou um plano de ação para solver as dívidas? Como não o fez, tem agora os cofres da municipalidade bloqueados e impõe-se-lhe o tal plano de pagamento para 30 dias, e não mais para um ano, como na regra constitucional dos precatórios.
Abraço.

Raphael Teixeira disse...

Agora o "oculista" vai ter uma desculpa para não fazer as mesmas coisas que ele não fazia no primeiro mandato.

Incompetência na administração financeira do município, e a culpa é da Justiça?

Juvencio de Arruda disse...

Ou para fazer as mesmas coisas, hein MsC?
Abs

Cássio de Andrade disse...

A pergunta que não quer calar: se estavam no orçamento de 2008, os recursos referentes ao pagamento dos precatórios para solvência das dívidas da época do "Picolé", por que não foram pagas? Isso é que a justiça quer que o alcaide responda. A "casa" não estava em ordem? Se o primeiro mandato foi para "arrumar a casa" e agora? O povo de Belém, de fato, é bom patrão. Égua, passou quatro anos para "arrumar a casa" e não terminou o trabalho! Se fosse em casa, a empregada doméstica não passaria dois dias...

Anônimo disse...

Esse incopetente já não fazia quase nada, agora é que não vai fazer. Pobre dos servidores e do povo, míope e pateta, que votou nesse espertalhão.

Anônimo disse...

É mais ainda lhe resta a Reclamação ao STF, e não sei porque ele ainda não o fez.
É só esperar.

Anônimo disse...

A reclamação pode ser areguida se tiver como demonstrar a quebra da ordem cronológica de inscrição dos Precatórios.
Ainda tem chão para correr.

Anônimo disse...

O Dudurudú ficou justificando, o tempo todo, a inércia de seu primeiro governo, que não conseguiu realizar nada,´por conta das dívidas deixada pelos governos anteriores e mais que isso, por conta de falta de lastro financeiro, para conseguir o empréstimo do BIRD, mas que tudo estava tesolvido! O Super Dudú resolveu.
Agora durma-se com essa notícia.
Deu uma Comenda Francisco de Castelo Branco, o fundador, ao BIRD, mas na solenidade não estava presente, foi para Brasília, por conta de dívidas não sanadas.
Sei não, acho que o BIRD também não veio receber a medalha e acho que não emprestará grana para o falsário.

Anônimo disse...

Proponho que cada eleitor do Duciomar colabore com uma quantia e que sejam pagos os precatórios, assim eles pagam por nos ter impingido essa pústula por mais 4 anos.

Anônimo disse...

Amanhã essa pelenga será resolvida seu Juca!
Abs.,
O Vigiador.

Anônimo disse...

É uma vergonha os noticiários da TV, principalmente a Record, o Liberal nem se fala: noticiaram que a juiza havia suspendido o bloqueio, mas os quarenta milhões ficariam retidos(?)
Hoje de manhã reclamaram que uma empresa havia levantado hum milhão, dos quarenta...ISSO Ñ PODE!
Noticiaram também que o Dudú ganhou 30 dias para apresentar um plano de pagamento (?) mas enquanto isso o dinheiro fica retido... O falsário sempre se deu bem na justiça(!) é ou ñ é...

Anônimo disse...

Chamada na TV RECORD, hoje, no seu jornal: ..."briga da justiça com Duciomar!"...
Úau, não sabia que justiça briga?!!!?

Anônimo disse...

Cassio, a maioria dos precatórios são do desgoverno de Edmilson e Edilene. Consulte antes de falar o que não sabe. Quem manda o despreparado do Duciomar não ter feito uma auditoria nas contas de seu antecessor. Ed por Dudu, não quero troco.

Cássio de Andrade disse...

Anônimo, em 1990, quem governava a cidade era o "picolé", vice do "homem da bota", esqueceu. É dessa época as dívidas com as empresas que prestavam serviços à prefeitura que geraram os precatórios. Não esqueça que antes do Edmílson, teve a gestão do Hélio. É claro que alguns são também da gestão Edmílson, mas não falseie a verdade dos fatos.

Anônimo disse...

Ledo engano, sr. Cássio, os precatórios são da década de 90, mais especificamente do final do governo Gueiros e início dos governos do nefasto Edmilson. Inclusive quem empurrava com a barriga era próprio.
Lembre-se que um dos motes da campanha do Ed era a abertura da caixa-preta do governo Hélio Gueiros. E o que ele fez, o quê? Nada, nadica de nada. Mentiu, como fez durante os 8 desastrosos anos que despoticamente atrasou Belém.
E no final saiu escondendo/destruindo HD's e documentos.
Pior do que ele só mesmo o Duciomar, por pouco.
Se informe melhor, companheiro.
Na próxima passo inclusive os nomes dos credores e referidos nos. dos processos.

Anônimo disse...

Esse papo de ficar discutindo de que periodo sao os precatorios e perda de tempo e manobra de quem quer disvirtuar a verdadeira sacanagem que o Nefasto tem feito com nossa cidade.
Se estava no orcamento de 2008 o pagamento dos precatorios e ele nao executou, entao de acordo com a Lei de Responsabilidade Fiscal ele tem que sofrer um processo para ser afastado da prefeitura por improbidade. Me pergunto a final, para que serve o Min. Publico, Justica Eleitoral e OAB??? O Nefasto procede da mesma maneira que esses prefeitos do interior do Estado que arrombam os cofres publicos. Outra questao que nao quer calar e: porque ele precisa demitir varios funcionarios e acabar com a gratificacao de outros??? Sera que o rombo deixado no periodo eleitoral quebrou a prefeitura???

Cássio de Andrade disse...

Concordo com o anônino das 12:24. Agora, anônimo das 10:16 (por isso que o lafayette tem razão, é f.... responder a anônimos), não tenho procuração do Edmílson, mas quero lembrar que Hélio Gueiros quando saiu da prefeitura em 1996, não pagou as empresas de recolhimento de lixo e a cidade ficou um lixão só. Quanto aos servidores municipais, Gueiros só pagou a metade do décimo terceiro, deixando os meses de novembro, outra parte do décimo e o salário de dezembro para o Edmílson. Só em janeiro de 1997, Edmílson pagou quatro salários aos servidores (novembro, o resto do 13º, dezembro e janeiro) isso sem contar que a LRF ainda não estava em vigor. Vamos ser justos, antes de emitir adjetivos de quem foi melhor ou pior, nesta questão.