5.6.09

Paz a Sua Alma

O polêmico slogan "Pará, Terra de Direitos" tomou doril.

14 comentários:

Anônimo disse...

O sumiço do slogan era, desde logo, um sinal do sumiço que tomaria o secretário.

Anônimo disse...

Vai ver que estão completando a frase do slogan... "Pará, terra de direitos...
- ofendidos;
- vilipendiados;
- privados;
- violentados...
A agência responsável pela peça aceita sugestões...

Anônimo disse...

O slogan "da hora" é o que a agência do PT está colando em outdoors em Santarém e região: "Justiça feita. Maria Prefeita".

Val-André Mutran disse...

E já vai tarde.

Juvencio de Arruda disse...

Sim, Val-André.
(Lava jato hoje?...rs)

Anônimo disse...

Mas vai continuar por mais tempo do que qualquer slogan um Pará, Terra de Esquerdas porque essas oligarquias não têm tradição cabana, vêm de fora e só enxergam grana. Essas pseudo elites aterrorizam mas não metem medo. Só nos frouxos da mesma cambada.

Anônimo disse...

Ao anônimo das 12:58: hauhauhauhauhau!
"Terra de esquerda"? Pois saiba que os seus "cabanos" já estão pensando em votar Jader Governador, tal a ré que a administração petista deu no Estado. Fala sério!!!

Anônimo disse...

Os escravocratas não querem e ainda não permiem que o Pará seja uma terra de direitos. Esses criminosos camuflados, na grande maioria, de fazendeiros vindos do sul e sudeste. Eles também apresentam, com cinismo truculento, a documentação esquentada com os cúmplices dos cartórios. É uma corja.

Anônimo disse...

Tradição cabana, leia-se paraense, até porque não existia PT na época da Cabanagem. E gargalhas de medo.

Anônimo disse...

"Nossa grande obra é cuidar das pessoas" é, além da constatação de que o slogan anterior não por falta de materialidade, é uma cópia ipsi literis do sologan de outro governo (este sim que deu muito certo e já está no 3o mandato) petista: o de Recife.
Uma vergonha esse plágio. Até porque não existe comparativo entre isso que está aí há 3 anos e o que se fez na cidade do Frevo.

Anônimo disse...

Não vais publicar o meu comentário só porque eu falo dos Mutran?
Mas é mentira?

Juvencio de Arruda disse...

Não, não é mentira.
A mentira - e a calhordice - é envolvê-lo na história de seus parentes com o objetivo de descredencia-lo.

Anônimo disse...

Já sei: ele é teu amigo e amigo é pracudi outro.

Juvencio de Arruda disse...

Não, é que tu és canalha mesmo, e reiteras.