12.1.09

?

De um anônimo, comentando o post Affe!, abaixo:

Pergunta a Angela Salles e ao OPHIR CAVALCANTE JUNIOR: qual a ação da OAB quando da agressão sofrida por Lucio Flavio Pinto?

11 comentários:

Anônimo disse...

O Ronaldo Maiorana ainda foi nomeado pelo OPHIR pra ser membro do Conselho dos Direitos Humanos da OAB.

Juvencio de Arruda disse...

É mesmo?
Então ele andou aplicando os "direitos humanos" por aqui, ó:

http://quintaemenda.blogspot.com/2007/01/mistura-fina.html

Anônimo disse...

Pior foi o Sinjor, que divulgou uma nota vergonhosa, repudiada pelo próprio Lucio.

Anônimo disse...

Angela Salles no Argumento de Mauro Bonna mostrou-se despreparada e confusa sobre tudo que lhe foi perguntado. Lembrou até a Ana Júlia...

Anônimo disse...

Impressionante esta OAB - dois pesos e duas medidas. Esta Angela não sabe nem falar en público, deve ter algum problema neorológico ou éntão é despreparada mesmo, pois colocar esse maiorana na comissão de DH da OAB só pode ser maluquice. Não tem moral pra criticar a governadora.

Anônimo disse...

Caros amigos:
Quando me agrediu, quatro anos atrás, dizendo-se movido por impulso de indignação contra matéria que escrevi no meu Jornal Pessoal (sob o título "O Rei da Quitanda"), Ronaldo Maiorana era simplesmente o presidente da comissão da OAB/PA encarregada de defender a liberdade de imprensa. Mesmo antes do ato de violência, com a cobertura de dois PMs, transfigurados em guarda-costas, Ronaldo já não era adequado para o cargo, por suspeição. Afinal, é dono de um dos veículos - e o mais poderoso, pela afiliação à Rede Globo - que lhe incumbia fiscalizar. Depois da agressão, um grupo de 41 advogados pediu formalmente o afastamento dele da comissão. O pedido foi rejeitado pela seccional paraense. O conselho federal manteve a decisão com base na jurisprudência firmada pelo então presidente da OAB/PA, Ophir Cavalcante Júnior, agora apontado como candidato a presidente nacional da entidade: de que não estava em causa a liberdade de imprensa, mas uma rixa de família (provavelmente aplicação automática do "julgado de Exu" et caterva). Ronaldo Maiorana foi reconduzido ao cargo e mantido na atual gestão da Ordem.
Um abraço a todos,
Lúcio Flávio Pinto

Anônimo disse...

OAB-PA e ORM, eles se merecem.
Pode reparar, sumano.

Juvencio de Arruda disse...

Bom dia, Lucio, e mais uma vez obriado por sua atenção ao blog e seus leitores, também seus, o blog e os leitores.
Acabo de voltar da banca do Alvino onde adquiri, com bastante atraso, a mais nova edição de seu JP.
Mais uma aula de jornalismo.
Abs

Anônimo disse...

OAB formada pela elite pra defender a elite. Não teimem!

Anônimo disse...

Obrigado, Juvêncio, pela preferência e a fidalguia.
Abraço,
Lúcio

Juvencio de Arruda disse...

Valeu, Lucio.
Abs