13.1.09

Jornal Mágico

A folha que fraudou o IVC trabalhou dobrado no sábado, 10.
Por pouco, muito pouco mesmo, deixou de ser rodada uma edição do jornal contendo explosiva matéria sobre o volume de diárias e passagens do governo do Pará. Tinha até chamada de capa.
Alertada sabe-se lá por quem, veio uma contra ordem - a pocilga parece ter duas cabeças - refizeram até a capa... e Shazam! A matéria desapareceu da edição que foi às ruas.
Mas pra ter sido retirada da beira da rotativa, a matéria não devia ser muito simpática não.

----

Olha, eu confesso: apesar de tudo, às vezes morro de rir do Liberal. Vão ser patetas assim no raio que os partam!

11 comentários:

Anônimo disse...

Nobre, imbecil é quem ainda lê esse jornaleco medíocre, que conta as "notícias" de acordo com suas conveniências.

Juvencio de Arruda disse...

Mas Nobre, se vc não lê, não ri...eheh

Anônimo disse...

diárias somente e porque não fiscalizam o uso de combustivel, voces sabiam que cada diretor do
2º escalão tem um chip que abastece nos postos BR, é isso mesmo não tem controle de frota não, basta voce mostrar o chipe e abastecer o veículo de toda a familia e amigos e boa viagem.

Anônimo disse...

Continua tudo como na época dos tucanos. hahahahaha e ainda teve gente que acreditou em mudança

Anônimo disse...

E o colunista da "navegação" do "mais maior e melhor de bom jornal do universo, hein?
Metia a porrada o ano inteiro no novo presidente da CDP, Clítio Burghrrol%%**&#@@@@@ (desculpe, o nome dele é complicado, rs).
Agora, tal qual "The Flash", começou a falar bem e elogiar a espetacular atuação da nova direção! impressionante, sumano!!!
elogia toda semana a semana toda!
o que teria ocorrido, hein??!!
alí tem...

Juvencio de Arruda disse...

Bem, pode ser que o vento, agora, esteja batendo de pôpa.

Anônimo disse...

Quem se der ao tabalho de contar os números de viagens e diárias pagas aos secretários e diretores de órgãos do Estado vai ficar com a sencsação de que esse Estado não tem controle de nada vezes nada.
No lugar de Pará, Terra de Direitos, melhor seria: Pará, Terra de Ninguém.

Juvencio de Arruda disse...

Alô, Secom: os números vão aparecer, quer a pocilga publique ou não. Ponham-se ao trabalho, pois há casos e casos.
Os segundos, escabrosos.

Juvencio de Arruda disse...

Ou pior.

Anônimo disse...

Juvêncio,

Para ampliar as investigações no governo do Pará, o Ministério Público poderia fazer uma lista de nomeados para cargos de confiança do governo que continuam ganhando salário dos antigos cargos e acumulando com o novo.
Assim não tem jeito... só pegando carona no "caminho das Índias"..que começa segunda-feira.

Juvencio de Arruda disse...

...ou, quem sabe, recebendo cota fixa de diárias todos os meses