26.6.07

Atalho

A Imerys preferiu seguir o caminho mais curto para resolver o seu problema e reabrir suas portas: o da Justiça.

2 comentários:

Anônimo disse...

O caminho mais curto- e mais decente- seria criar condições paracabar de vez com os vazamentos. Mas isso custa dinheiro e parece que a justiça é mais barata.

Juvencio de Arruda disse...

Na França seria diferente...rs.