30.10.07

Criação

Há intensa expectativa com divulgação, hoje a tarde, das empresas habilitadas a prosseguir na concorrência da publicidade do governo.
A partir de amanhã devem ser abertos os envelopes com as propostas técnicas, quando saberemos a quantas anda a criatividade da propaganda paroara.

8 comentários:

Anônimo disse...

Quintuplicou a venda de Valium na capital paraense. E na capital cearense também.

Renato Ribeiro disse...

Juvêncio, pelos prazos legais a abertura dos envelopes das propostas técnicas não deve acontecer amanhã. Hoje, terça, terminou o prazo para recursos, a comissão tem ainda cinco dias úteis para se pronunciar sobre o assunto. Mesmo que sejam céleres, há de se convocar a continuação dos trabalhos.

Jana disse...

Juca,
aqui em SC a licitação anda dando o que falar, com direito a notinhas mal criadas e respostas sentidas...
Um beijo.

Juvencio de Arruda disse...

Olá, querida. Bom rever vc.
Por aqui tb. Igualzinho. Já foram mais educados, os nossos parceiros...eheh.
Parece que os tempos tiraram-lhes o savoir faire.
Bj.

Juvencio de Arruda disse...

Renato, o comentário acima não se aplica a vc, claro.
Refere-se, basicamente, à maioria dos comennts dos posts anteriores sobre o tema.
E obrigado pela correção.

Anônimo disse...

Juvêncio, o Mauro Bonna noticiou que estará, em breve, nas ruas o novo edital de licitação para agência de publicidade do Basa. Eu lhe pergunto, já que você é muito bem informado: 1) Por que a licitação anterior foi cancelada? Apenas por pressão da Mendes, que está trabalhando há 3 anos com contrato expirado? 2) Se houve erro ou vício na avaliação das propostas técnicas, alguém no Basa ou na Comissão de Licitação foi punido? 3) Há algum procedimento admninistrativo em curso acerca dessa licitação? 4) É verdade, segunda circula no mercado, que o novo presidente do Basa, seguindo conselho da governadora do Pará (que o indicou para o cargo), abrirá a licitação não apenas para uma ou duas agências, como nos editais anteriores (ambos cancelados no meio do processo), mas para 5 ou 6 agências, ampliando o leque de participantes e, com isso, diminuindo a tensão no mercado? Aguardo suas respostas.

Adenilson P. Chagas

Juvencio de Arruda disse...

Adenilson, volte por aqui no final da tarde. Até lá já terei respondido suas indagações.

Juvencio de Arruda disse...

Resposta ao das Chagas.

1. Não tive acesso ou conhecimento das razões que levaram o BASA a cancelar a licitação. Sabe-se, apenas, que foi a recomendação da auditoria do banco.
Além da Mendes, que trabalha sob cobertura legal, mais oito agências entraram na Justiça.

2 e 3. Haveria uma sindicãncia interna, em andamento ao que soube, para apuração das responsabilidades. Não acredito, e já disse isto aqui, que tenha havido má fé na condução do processo. Decerto a sindicãncia vai chegar a esta conclusão.

4. Se é verdadeira a informação louvo o conselho da governadora e seu suposto aceite pelo presidente do banco. Acrescentaria, apenas, um adendo no edital que contemplasse um forte trabalho de Comunicação Interna na instituição. A própria AEBA deveria discutir o assunto com a diretoria do banco.