31.10.07

Plano B

De um insider comentarista do blog, a respeto do post Resposta, de ontem.


Já está combinado. Entenda que falamos do Pará. Aqui Jader tem um único interesse: reeleger seu filho prefeito de Ananindeua. O PT tem dois: reeleger os prefeitos de Parauapebas e de Santarém. É disso que se trata. Jader fazer uma aliança para garantir Heleninson (repito, um traço nas pesquisas feitas fora do blog do Jeso) significa Sandra Batista sair candidata pelo PT em Ananindeua, tornando nulas as chances de Helder se reeleger. Sandra foi filiada ao PT a convite da governadora e é amiga pessoal da prefeita de Santarém. O futuro político de Jader passa por manter as coisas como estão: Maria do Carmo prefeita de Santarém e Helder Barbalho prefeito de Ananindeua, possivelmente com um vice do PT. Qualquer movimento brusco agora significa adiar por mais doze anos as chances de um barbalho voltar a governar o Pará. Antonio Rocha quer ser candidato e diz ter estrutura e apoio político para tal. Jader mantém a possibilidade, como plano B numa possição trairagem petista na cidade dormitório que seu filho governa. Não são ilações, anônimo. São alianças e acordos, alguns dos quais em mesmo acompanhei

18 comentários:

Jeso Carneiro disse...

Esse "um traço" de HP foi constatado em qual pesquisa? Na da folha cipoalense? Então a análise do anônimo começou torta, tortinha. É rocha.

Anônimo disse...

O que o nobre e bem informado amigo comentarista esqueceu de agregar ao seu comentário foi que para viabilizar a coisa conforme desenhado pelo auto comando petista, a deputada Sandra Batista teria que aparecer ao menos como um traço, algo como 2 ou 3%. Ainda assim, para compelir Jader a aceitar a proposta de sacrificar Helenison Pontes, que hoje tem, pelas pesquisas da Maria do Carmo, 11,83%, o Helder teria que está muito mal em Anannindeua e sofrer forte ameaça do Pioneiro. O que não é o caso.
Outro aspecto que lambuza de ficção e doura de tolice o comentário do bem situado e informado petista reside no fato de que o objeto de desejo dos petistas graúdos é Belém e não Santarém ou paraupebas, cujo prefeito está mais ou menos bem, obrigado; ao contrário da prefeita Marionete do Carmo, digo, Maria do Carmo que vai muito mal nas pesquisas sérias.

Anônimo disse...

Juvêncio, O Helder acreditava que o PT - Ananindeua já estava no papo, a razão era simples. Dois secretario municipais são do PT. Contudo ele esqueceu de combinar a militância do partido. O primeiro embate para o Helder tentar levar alguma será as eleições internas do PT (PED-2007), existem quatro nomes. Um ligados aos secretários municipais (Jonas), o outro DAS do governo municipal (Pedro Soares), uma ligada a DS da governador (Silvana) e por último um nome ligado a niguém (Newton Pereira) pré-candidato a vereador, que vem ser filho do Dr. Antonio Pereira, fundador do PT e advogado trabalhista militante.
O nome mais forte hoje é justamente do Newton que nao depende de niguem.
vamos esperar para ver que leva o primeiro round.

Anônimo disse...

Em Parauapebas terão muito trabalho pra reeleger o atual prefeito Darci Lermen-PT. Que muitos insistem em chamar de "quase-prefeito". Outros tantos dizem que o caso não é de reeleição, já que o homem não mostrou a que veio, vive viajando e sua maior obra é a adega que mantém em seu quarto.
Assim estaríamos a tratar de eleição mesmo, não de reeleição.
Missão difícil!

Juvencio de Arruda disse...

Carneirinho, é Rocha mesmo?...rs
Não creio que HP tenha um traço na pesquisa e é um candidato com forte potencial de crescimento.

Anônimo disse...

A petista não precisa aparecer nem com um mísero traço para ameaçar a vida de Jader e de seu rebento. O PT, tradicionalmente tem entre 10 e 15% dos votos em Ananindeua. Sem a máquina do Estado ao seu lado. As eleições, tencionadas entre Helder e Pioneiro, serão decididas por bem menos que esse percentual. Pode ter certeza. O post está corretíssimo. Inclusive a filiação de Sandra aos 45 minutos do segundo tempo foi uma ação coordenada diretamente pelo gabinete da governadora, triangulando com a prefeita de Santarém. Insisto: eu sei o que estou dizendo. Só não assino porque tenho amor ao meu contra-cheque.

Anônimo disse...

Juvêncio e Carneirinho acreditam em bruxas. HP é um sonho dele mesmo. Jader não é moleque de embarcar nessa canoa furada. Nas mãos da governadora, a última pesquisa feita pela Gestão Venturi, de São Paulo, demonstra uma recuperação de Maria do Carmo Martins em 10 pontos percentuais, comparado com a pesquisa anterior. HP é, definitivamente, um traço. Antonio Rocha, ao contrário, aparece com 23% em qualquer cenário e é forte candidato a disputar, efetivamente, as eleições com a candidata petista. É rocha, mesmo!

Anônimo disse...

Resposta ao Jeso: HP é um pouco mais que um traço, exatamente 1,3% segundo os dados coletados pela Acertar e tabulados pela Gestão Venturi.

Anônimo disse...

Juvêncio, qualquer um que tem 2% é forte candidato a crescer. Afinal, não tem como cair.

Anônimo disse...

Heleninson foi para a rádio desqualificar a prefeita. Estava no ar quando Maria do Carmo ligou e entrou, ao vivo, no programa. Desqualificou cada um dos argumentos do Doutor. Se ele for, realmente, candidato, vai tomar uma sova.

Juvencio de Arruda disse...

Preciso ir aí em Santarém ver essas coisas inacreditáveis...rs
Sorry.

Anônimo disse...

Jader depende do PT. O PT depende de Jader. Nenhum depende do Jatene. Lógica: em minoria, continua dançando o tucanato. Fim do Almir (pela idade), fim do Jatene (pela arrogância e incompetência), fim do Nilson (pelo isolamento cada vez maior e sem sustentação), fim do Zenaldo (reduzido à sua domesticidade fulgurante). O que sobre deste lado? Cinzas e escombros. Lá na frente, ao longo do segundo mandato, PT e PMDB decidem o que fazer, na batuta da eleição presidencial.

Anônimo disse...

Juvêncio,o PT Ananindeua tem 25% da prefência do eleitor, em qualquer eleição ou pesquisa. O Helder tem muito trabalho pela frente, o Pioneiro esta colado nele. Haverá segundo turno na cidade e o PT é a noiva cobiçada da hora. A questão é que temos um ótimo nome para campanha que que vem ser a companheira Sandra Batista, e a militância adorou isso. Poder fazer campanha para o nosso próprio PT.

Anônimo disse...

O importante é que se saiba - e se diga - que o PT é um partido como um outro qualquer. Tem demonstrado isso há anos. É da mesma genética: populista, demagógico, totalitário. Assim são todos, direita e esquerda no Brasil. Açiás, ser de "direita" ou de "esquerda" significa apenas estar no ou contra o poder de governo. Portanto, nada de ufanismos: Sandra Batista, Pioneiro, Helder, que deiferença essencial haveria entre eles? Para o povo, tudo é igualzinho. No Brasil, antes da ideologia, o que tem de contar é caráter e competência. O esto é o resto...

Anônimo disse...

O Anônimo das 7:42 leu e não entendeu nada. Não estamos aqui dizendo que é Helder é melhor que Pioneiro ou Sandra é melhor que Helder ou que Pioneiro é melhor que ambos, ou, ainda, que algum deles é melhor para o povo. Estamos falando no que está armado com vistas a garantir a boa visibilidade de Helder para que ele suceda Ana Júlia tendo o PT como aliado. E essa hipótese passa por duas eleições antes: a de prefeito no ano que vêm e a de governador em 2010. E que, para manter a paz com o PT, Jader terá que entregar Santarém para garantir que Hélder possa ampliar (ou garantir) suas chances em 2008, caso contrário, Sandra Batista será candidata pelo PT e colocará Pioneiro na boca do gol. É disso que se trata. E só disso, meu caro anônimo.

Juvencio de Arruda disse...

Sei de um prefeito tucano que vai chorar, chorar, chorar...mas vai ajudar a Sandra. Ela também sabe quem é...rs

Anônimo disse...

Anônimo das 7 42, entendo que voce não goste do PT. Mas comparar Sandra Batista com Pioneiro já é demais.Pioneiro é representante da velha politicalha, do é dando que se recebe. Ela é política de esquerda,não tem nem o jeito de petista, pois passou 17 longos anos no PCdoB.Fez um bom mandato na ALEPA, era respeitada até por seus adversários, a coerência e a combatividade foi sua marca, ela era uma das deputadas que faziam o debate fluir, posso lhe assegurar porque trabalho na Assembléia. Foi também autora de vários projetos interessantes e exercia seu papel de fiscalizadora do Executivo.
O problema é que fazia parte da minoria da minoria. Pois a bancada governista era um verdadeiro rolo compressor e como lá as decisões são de maioria, daí voce pode imaginar que não tinha jeito.
Vivemos num país onde a política está desacreditada, porém não vamos exagerar.

Anônimo disse...

Não concordo que o Pioneiro estará na boca do gol.Muita água ainda correrá embaixo da ponte. Lembremos que ele não sabe fazer campanha sem estrutura e grande parte da performace que exibe hoje é muito por conta do próprio Helder, que faz um governo pífio, muito longe da expectativa que gerou na eleição passada.