27.10.07

Mídia Furada

Nas páginas do Diário do Pará, edição de amanhã, o caso Novelino ganha destaque na A-10 do caderno Cidades. Vai ser arguida a suspeição do juiz Flexa.
E uma boa notícia, se verdadeira: em nota que se vangloria do "furo" do depoimento do executor Sebastião Cardias, o Repórter Diário conta que o caso chamou atenção da mídia nacional. A conferir.
Mas não há uma linha sequer sobre a carta de Priante, o hilário ( ver post abaixo), se bem que no exemplar que comprei não veio o caderno Negócios, onde está a coluna de Mauro Bonna.
Em compensação(?) o empresário Rômulo Maiorana Jr. pontifica no Repórter Diário, dando pití, e trabalho prá Justiça, o que não chega a ser exatamente um "furo".

-----

Nas edições das duas folhas, porém, o Círio voltou, puxado pelas cobres da prefeitura de Nova Déli e empreiteiras da avenida Duque de Caxias. Uma enxurrada de anúncios comemora o fim do desfiguramento da artéria. Província é pouco, e desespero é muito.
Os patos, claro, pagaram a conta.

9 comentários:

Anônimo disse...

Juca

Acabei de ver o jornal de amanhã - O Diário do Pará, na página A 10, onde o advogado e defensor do Cardias diz que foi substituído pelo Juiz e não pelo defendido.
Que interesse suspeitoso tem esse juiz para substituir o advogdo de um dos réus?
Será que está combinado que a estrela do julgamento será o cardias?
Fica suspeito mesmo o julgamento. Será que foi substituído para não recorrer da sentença de pronúncia?
para permitir que o júri seja logo, para atender os interesses da "famiglia" Novelino.
Porque clamor público, não tem não. Otempo é o grande cicatrizante e anestésico das grandes feridas abertas na sociedade.
No júri, ainda vão dizer as vítimas exploravam "factoring não contabilizada", para não dizer o tipo penal adequado.
Tá ruim esse noso judiciário local. E essa alegada suspeição ? ihihihihihihihihiiiiiiii vai feder muito ainda.

Juvencio de Arruda disse...

É prematuro classificar o juiz Flexa como suspeito, embora a mudança de advogado e a suspensão da transferência de Cardias - lembra? - possam ser usadas pelo advogado Mota contra o juiz.
Vamos aguardar a entrada do pedido, as razões e o julgamento.
Concordo com vc: o clamor público é pelo içamento, digamos, da parte ainda submersa da quadrilha.
E acho que Sebastião Cardias não serpa a estrela do julgamento.
Tem gente mais linguaruda e medrosa que ele.
Sim, nosso judiciário pode ir melhor do que está indo.

Anônimo disse...

Anônimo das 7:41,

Minha visão é ezatamente contrária a sua, vamos lá:
1. que interesse tinha o tal advogado qdo não deixava e orientava seu cliente a não falar?
2. por que somente depois q o mesmo resolveu falar, ele vem com essa "estória" de que foi afastado pelo juiz, que o processo tem falhas, que tem uma carta do Cardias em que em fala tudo diferente do que disse ao promotor?
Ao meu ver, o advogado é que tem interesses estranhos...

Anônimo disse...

Juvêncio, como as coisas são bem próximas, visto que tem um tal de Ivanildo Nazaré Dias, Grileiro de Marapanim, que teve seu segurança preso no dia 26/10 em pleno iterpa em possível tentativa de assassinato do Professor e ex-vereador Manoel Diniz. O Nacional estava portando um 38 carregado até os dentes (veja no jornal de sábado - O Liberal e Diário). Mas o que tem isso com o caso novelino: o Cardias era segurança do Ivanildo Dias. Sinta o drama!!!!

Juvencio de Arruda disse...

Os bandidos andam juntos, das 9:11.
Porque tem medo de andar só.

Val-André Mutran disse...

Comece a cobrar pelas aulas mestre.
Acabei de linkar o post.
Sensacional.
Parabéns!

Juvencio de Arruda disse...

Que é isso, mestre. Obrigado aí.
Abs

Anônimo disse...

respondendo aos comentários acima:
1- se o tal depoimento bombástico do Cardias fosse revelado por ocasião de seu depoimento perante o Tribunal do Juri, o impacto sobre os jurados e o efeito que isso causaria, poderia abrandar a pena. E isso pode ser utilizado por qualquer advogado no Juri, não somente no caso dos Novelino.
2- Porque não foi interosto nenhum recurso (RESE)contra a decisão de pronúncia? A troca de advogado nesse meio tempo fez com que o prazo fluisse sem quaquer manifestação. Qualquer advogado, utilizaria esse recurso como estratégia para afastar o tempo do crime da data do julgamento, motivação tem muita.
3- Somente é trocado o advogado, se o defensor deixar de cumprir determinada fase do processo, em prejuízo da defesa, o juiz manda intimá-lo para fazê-lo, ouvido o acusado, que poderá trocar o advogado, mas ex-ofício?
E outras tantas questões que a lei exige para que não seja violado o devido processo legal.
Aqui no judiciário local, 1o. e 2o. instâncias não será anulado, nada do que foi feito pelo Juiz, mas no STJ?
No STJ foi anulado tudo feito no caso Murrieta entre muitos outros, por conta desses açodamentos.
Não se pode jogar para a arquibancada, ou melhor para as especiais.
Vamos aguardar. Todos devemos procurar conhecer os atores desse espetáculo, e quando isso acontecer, será que vamos nos surpreender?
Será?
É como diz o Arruda, vamos esperar.

Juvencio de Arruda disse...

Muito interessante.
Obrigado por seu comentário.