14.10.08

Apoio

Pirante espera para daqui a pouco, às dez horas, o apoio formal de Arnaldo Jordy (PPS) no segundo turno.

40 comentários:

Anônimo disse...

Eu nunca tive dúvidas da paixão reprimida do Jordy, pelo Jáder. Vem de longe.
Jordy, roda, roda, e não toca num fio de cabelo do Jáder. Pelo contrário, parece que penteia o amigo na calada da noite.
Alguém já viu o probo deputado falar das falcatruas de Jáder na SUDAM ? Não viu, não.
Nem vai ver.

Juvencio de Arruda disse...

Bom dia El Cid.
Mande notícias sobre o secretariado do Maurino.
Abs

Bia disse...

Bom dia, Juca querido:

em que pese eu não ser do PPS e não ter nenhum compromisso com as decisões do partido no segundo turno - meu compromisso terminou dia 5 de outubro, quando, apesar da excelente votação, Arnaldo Jordy ficou fora da disputa - a ironia sobre a probidade do deputado, posta nas linhas do anônimo da 9:31, não tem sentido.

Quando desisti da minha curta carreita política em 1988 foi por ter a clareza que não tinha capacidade de transigir. E transigir não é abrir mão de princípios ou deixar a probidade na gaveta. É negociar. E, quem sabe, ter a capacidade de olhar à frente.

Quanto a mim, quase sexagenária, já posso me furtar de fazer isso. Basta a cada dia a sua dificuldade. Ou leveza.

Quanto à opção do PPS, o Deputado, neste momento, fala na tribuna da Assembléia.

Beijão, querido.

Juvencio de Arruda disse...

Bom dia, queridona.
Acvabo de recusar um comentário que "solicitava" sua presença neste post...rs
Achei desnecessária a provocação, como se vê...eheh
Bjão.

Anônimo disse...

A querida Bia, só não respondeu se o Jordy subiu a tribuna para denunciar as falcatruas do Jáder na SUDAM.
Vai, Bia, fala...

Anônimo disse...

Juvêncio,

Além de ser o melhor deputado o Jordy tem uma biografia que não pode ser comparada e/ou confundida com Jader, Priante e Duciomar - três quadrilheiros. Trata-se de uma escolha indesejável: de um lado o Falsário, cujo projeto é enriquecer com seu grupelho; de outro, Priante que representa o tio cujo interesse além de se apossar do erário, ficará com os maiores colégios eleitorais(Belém e Ananindeua) e quase totalidade da região metropolitana de Belém para tomar de assalto o Estado na figura do prodígio em 2014. O Jordy tem a obrigação e a responsabilidade com seus eleitores e aí trata-se do ônus da atividade politica. Eu vou fazer minha parte: nova série.....

sds. Bicolores
ahahahaha

Bia disse...

Pois é, querido.

Eu sabia que seria muuuuito solicitada aqui hoje...rsrsrs...


Beijão.

Laurent Ilustrações disse...

O deputado Arnaldo Jordy foi a grande sensação do primeiro turno das eleições para prefeito de Belém.
Ele recebeu os votos de eleitores que se recusavam a votar em Valéria, Moraes, Duciomar, Mário e, principalmente, Priante.
Mas agora Jordy mudou. Mudou e resolveu 'apoiar' o primo do Jáder Barbalho a 'ganhar' a Prefeitura de Belém.
Jordy resolveu mostrar para os seus eleitores que o seu discurso no primeiro turno "não tinha o valor que o eleitor achavam que tinha".

Agora, se você votou no Jordy, faça como ele. No segundo turno, MUDE. VOTE DUDU!

Ou, faça melhor, MUDE DE CIDADE.

Anônimo disse...

Nada como um 2º turno de eleições para demonstrar a real faceta dos candidatos. E não adianta dizer que tem que votar no Priante porque ele é o menos pior.Taí gente, este é o probo Jordy. Votei nele pra nunca mais!!!!!

Marília Bessa

Anônimo disse...

Votei no Jordy no primeiro turno, mesmo sabendo de suas parcas possibilidades de vitória e votei, sim, por acreditar no discurso dele.
Aliar-se a Priante ou Duciomar é, ao fim e ao cabo, mais um partido de esquerda que deslustra um passado histórico de lutas.
Bem melhor acabou por fazer a Valéria, ao não recomendar nenhum dos dois, deixando a cargo do eleitor a decisão.
Meu voto no segundo turno será NULO, tal qual mais seis membros da minha família.
É Belém, esperarás mais quatro anos para tentar encontrar um gestor à altura de tua história.

Anônimo disse...

O Jordy traiu seus eleitores ao recomendar voto no Priante Barbalho. E eu que pensava, quando ele se apresentava nos debates, que estava vendo alí um político do futuro.Um político diferente de todos os outros. me enganei profundamente. lamentável, meu caro Jordy que você tenha tomado esse caminho.

João Paulo

Anônimo disse...

Jordy, sensação no primeiro turno.
Jordy, decepção no segundo turno.
Nesse, eu não voto mais.

Joana Costa

José Carlos Lima disse...

Juvêncio.
Conversei demoradamente com Jordy sobre o segundo turno, na minha opinião ele deveria ficar neutro, pois reconhecia que os votos, por ele obtidos, era o que tinha de mais honesto e decente no processo eleitoral de Belém, mas ele argumentou que a neutralidade favoreceria o Duciomar e que a tendência no PPS era no sentido do Priante.
A conjuntura política está dificil, os grandes partidos misturaram suas cores, abandonando programas e princípios e os pequenos partidos estão optando pelo pragmatismo para continuarem existindo. Do lado de fora, pessoas importantes, apenas atiram pedras em todos, não se dispondo a auxiliar os que estão com possibilidade de representar uma saída política. Não é fácil fazer política séria. Eu mesmo fiquei entre ganhar as eleições comprando voto, como muitos fizeram, ou perder acreditando na democracia e esperar um novo momento político. Estou aqui. Não me vendi e nem comprei ninguém.

Anônimo disse...

Juvêncio,
Respeitar a opinião é sinônimo de democracia também, então me permita debater um pouco da tese em tela.
Votar é, além de um ato democrático, uma ação estratégica que o eleitor executa para manifestar a sua vontade ou para minimizar as mazelas que porventura aquela ou aquele candidato (que certamente não seria o seu) vier a realizar.
Então, reflito com uma frase básica na política: ou você ajuda a fazer a política possível, senão a ideal, ou você sofrerá a política imposta pelos outros (outras).
Assim, prefiro ajudar a construir uma política possível do que esperar sentado a política que tragam pronta para mim. Sou obrigado pragmaticamente a votar no Priante...
Oswaldo Chaves
Administrador

Anônimo disse...

Para tirar este verme do poder até em um cachorro eu votaria. Só quem sabe das suas falcatruas é capaz de entender o que digo, pobre do povo, por isso que ninguem quer investir em educação, quanto mais burro melhor, alguem sabe onde estão as 12 escolas que ele prometeu ??

Anônimo disse...

Priante é Jader, Jader é Priante, logo, os dois são barbalhos. Entre o certo e o muito mais certo ainda: voto no Duciomar.

Anônimo disse...

Gostaria que a Bia, que sempre faz boas análises, em especial quando se trata do Jordy, manifestasse sua opinião sobre a decisão do PPS de apoiar o Priante.

Juvencio de Arruda disse...

Laurent, obrigado pela visita e comentário.Valeu.

Anônimo disse...

Agora, o jeito é PRIANTE.

Joel Soares

Raphael Teixeira disse...

Se o PV reconhece que Jordy "era o que tinha de mais honesto e decente no processo eleitoral de Belém", porque cargas dágua deu seu apoio à Duciomar Costa?

Não vejo incoerência na postura de Jordy no segundo turno. O voto em Jordy, Marinor, Valéria, Mário, João Moraes e Priante foram o voto de penalização da administração atual. Ainda que não tenhamos garantia de que seja para melhor (não conheço quem acredite com sinceridade nisso!), Priante representa o que sobrou do sentimento de "mudança", o que não convence, mas consola, quem bateu de frente com Dudu no primeiro turno.

Juvencio de Arruda disse...

MsC, vc acaba de colocar o Zé numa sinuca. Zé, faça o favor de sair...rs
Eita Nova Déli, sifú!!!
Abs, Rafhael.

Anônimo disse...

Só tem uma pergunta que me abateu quando eu li o comment do Zé Carlos: você tinha tanto dinheiro em caixa pra comprar votos? Ou não comprou porque não tinha? ;)

Jordy apoiar Priante é a coisa mais normal do mundo. É só dar uma olhada no passado dele e ver que isso é coerente com o seu passado camaleônico. Bia, ainda bem que você desistiu de tentar. Infelizmente você foi enganada pelo Jordy.

Anonymo

Anônimo disse...

Só vc juvencio q não entendeu o q o zé quiz dizer.Todos são capazes de administrar Belém , mas dentre os adversários de Duciomar, o jordy, era talvez o mais preparado, pois o melhor ,talvez, tenha sido eleito a 4 anos atras.

Anônimo disse...

O jeito agora é anular, que não significa, não senhores e senhoras, fugir da raia. Um número expressivo de eleitores votando nulo há uma posição bem clara de que ninguém mais agüenta esses eternos crápulas no poder, sejam de qual partido forem. Vote no Priante, pra continuar sentado, esperando que algumn dia alguém venha a transformar a política numa coisa decente. E continue castigando Belém e todos nós. Ou, se voce acredita que democracia é só botar o voto na urna, ainda que eletrônica e por isso sujeita a fraudes, digam os tribunais eleitorais o que disserem, vote num cara reconhecidamente falsário, envolvido em falcratuas sem fim e documentadas e que até agora só fez afundar a cidade e revestir com um asfalto semvergonha.

Anônimo disse...

Como morador de Belém , achava q nossa cidade merecia coisa melhor q dudu e priante.Jordy, talvez, tenho minhas dúvidas, fosse o "menos ruim" , mas vejo q é farinha do mesmo saco.Dificilmente vai transferir seu voto pra priante, pois quem votou nele é instruído.Se o ed não conseguiu transferir pra marinor imagine jordy para priante.Ele q apenas tá no meio da disputa.Se fosse sério ficaria isento.Já imaginou ele na tv pedindo voto pro priante ?
Deve ter muita gente arrependida de ter votado nele.
Vale lembrar q ele ó pensa nele.Quem não se lembra q ele não deixou em 2004 o pps da capital apoiar no 2º ana julia pra prefeita de belem favorecendo Dudu, em troca ele ganhava a vaga de dep estadual no lugar de denimar.
Então quer dizer q a 4 anos atras duciomar prestava, agora nao presta mais!

Anônimo disse...

O Dudu em seus programas já sente o pau que se esfrega, é notório em seu semblante.Ta quase chorando, implorando todo santinho, tentando enganar o eleitor com que não fez,cara de coitadinho de bom samaritano, reivindicando para o povo dá mais uma vez a chave do cofre para ele... coitadinho desse homem tão bom do grão Pará; Agora o pior disso ainda está por vir, quando ele perder é que os podres de sua administração virão a tona e não terá outro jeito não.E ai cumpade o preço de(as) laranjas vão se tornar baratinhas nas esquinas de da metropole da amazônia.

Bia disse...

Bom dia, Juca querido:

assessorar o Deputado Arnaldo Jordy é um ato de vontade e faço isso com maturidade e clareza que não me permitem ser enganada ou enganar-me. Não tenho idolatria por ele nem por ninguém. Tranquilize-se anônimo das 6:35.

Optar por alguém no segundo turno não é a minha opção. Como aleguei acima, não sou filiada, não tinha motivação alguma para participar dessa decisão porque não respondo por nada, a não ser por mim. Posso, por isso, egoistamente me poupar. E, considerar que o não-voto quando as opções deixam de existir é um voto de cidadania. Pra mim é fácil.

Para o Deputado, o dilema não era esse. Ele e seu partido fizeram a escolha que lhes pareceu a mais correta para respeitar o capital político que construíram. E eximir-se da disputa não pareceu o caminho correto para isso.

A questão mais grave, para mim, é a que martela na minha cabeça - que desabafei num comentário de um post lá pra cima - sobre o que a cidade escolheu como opções. Eu vou sobreviver a essas escolhas mas será que Belém sobrevive?


Beijão, Juca.

Anônimo disse...

Não entendo a "decepção" com Jordy. Ele e o seu partido não têm ideologia nenhuma, a não ser estarem perto do poder. São o que há de pior no stalinismo, de onde vieram. Hoje em dia prefiro me ocupar com outros assuntos, essa política partidária já caiu de podre.

Anônimo disse...

Nessa história toda, quem está tendo coerencia é a Valéria.
Votei no Jordy e me arrependi muito. Não esperava essa postura de um político que combate tanto a corrupção e agora se alia ao pior do que tem na política.
Nessas eleições, só sobrou de coisa boa a Marinor e a Valéria. Os outros são todos iguais.

Anônimo disse...

Até o Dem da Valéria e do Vic já estão se bandeando para o lado do Priante. O Fernado Dourado já se reuniu com o Priante e fechou apoio.
Deu no Liberal que os dois almoçaram juntos e já teriam fechado um acordo em nome do casal Pires Franco.
E ainda ficam falando do Jordy

Anônimo disse...

A Bia continua nos devendo uma análise, que ela sempre procura fazer de maneira imparcial, sobre a decisão do Jordy e do PPS. Foi correta ou não? Ela, que é sempre taxativa, está nos devendo essa.

Anônimo disse...

Rapaz mas tu é mesmo ridículo, tu não vê que essa nota do Liberal é Mentira,eles tentam queimar i Priante com a lama de corrupção deles , Mas Não Adiante. Peia Neles .

Anônimo disse...

Anônimo das 10:08
O Democratas reuniu com os três vereadores eleitos e com os deputados estaduais e federais e decidiu não apoiar nenhum dos dois candidatos no segundo turno, e deixou a bancada de vereadores liberada. A decisão foi unanime.
Quanto a mim, acompanho a decisão da Valéria, e nem precisaria acrescentar nada, mas faço questão de deixar registrado que não apoio o atual prefeito, que fez da prefeitura um balcão de negócios, colocando lá figuras carimbadas e algemadas da vida pública, como o indiciado pela Polícia Federal, Paulo Castelo Branco, junto com uma quadrilha de laranjas.
Quanto ao outro candidato, o da SUDAM, também indiciado pela Polícia Federal, junto com seu primo, Jáder Barabalho, dispenso explicações.
E eles, apresentações.
Vic Pires Franco
Deputado Federal

Anônimo disse...

Ahhh que saudades do Edmilson. Ele num segundo turno era a esquerda x direita (incluindo ai o PT e o governo do estado).

Agora nos resta as lamentações de cunho ético-moral.

Uma pena pro povo de Belém.

Uma pena pro povo do Pará.

Anônimo disse...

Coitada da Bia.
Larguem do pé dela.
Ela não culpa do chefe que tem.

Anônimo disse...

Vocês lembram do finado Jatemar ?
Pois é, agora tem o Jardyr.
Uma mistureba do "corretíssimo" Jordy, com o "pai de toda essa turma", Jáder Barbalho.

Lafayette disse...

Juva, ontem, o filósofo Frejat, no programa cabeça do Ronie Von, disse mais ou menos assim: "As pessoas preferem detratar o cidadão, do que discutir suas idéias."

É o caso.

Anônimo disse...

Jardyr ?? Essa é boa

Anônimo disse...

Quando acabou o primeiro turno, eu, na condição de eleitor, encontrei casualmente o Jordy e disse pra ele o seguinte:
"Jordy, até quando o PPS vai ficar com essa imagem de partido bonitinho, lindinho, que agrada meia dúzia de eleitores bem esclarecidos, inclusive a mim, mas não chega ao poder? Até quando tu e o PPS querem ser os vencedores morais das eleições e receber tapinhas nas costas de VALEU? Pensa nisso!"
As questões político-partidárias devem ficar com os políticos na expressão (MAIOR ou menor) do termo.
Mas, particularmente, acredito que ele deveria tomar uma posição, ou de um lado ou de outro.
Esse negócio de ficar isolado não é bom pra quem tem pretensões de governar a cidade. Veja bem: se ele chega ao segundo turno, certamente estaria pedindo apoio ao Priante, a Valéria, a Marinor e ao Mário.
Portanto, não saberia dizer se foi a melhor decisão a que o partido PPS tomou. Só sei que teria que apoiar um dos candidatos. Quem tem quase 12% dos votos, quase 85 mil votos, não deve ficar de fora das negociações políticas.
É o que eu penso.
Agora se foi acertada a escolha de ir com o Priante. Isso eu não sei. Tem que esperar.

Anônimo disse...

Olha, não sei por que toda essa celeuma por causa de uma coligação partidária, coisa mais normal em qualquer democracia, entre o PPS e o PMDB.
O PMDB, balaio de gatos, ainda é o maior partido brasileiro. Sem ele, o Lula, ainda purista, não venceria qualquer eleição.
Foi com ele (PMDB e Jader Barbalho) que o Jatene e Almir Gabriel venceram a eleição de 2002 no Pará, ao lado dos bicheiros amigos do Almir.
Foi com o PMDB que a Ana Júlia venceu a eleição em 2006.
Portanto, acho engraçado os puristas, pendurados em DASs estatais, cobrarem atitudes por causa de uma coligação feita não por baixo mas por cima dos panos, em troca de alianças programáticas.
Tem muita gente de bem, acho que é até a maioria, que critica a posição do PPS. Mas muita gente é tucano enrustido que votou na Valéria.
Pensem bem. O que o Jordy pensa não mudou, não. O seu partido é que fez uma aliança, que é legítima nas regras democráticas, com o PMDB. Não ficaria bem o partido decidir, depois de tantas plenárias anunciadas pelos jornais, e o candidato inventasse uma viagem oportuna. Acho que ele agiu corretamente em avalizar a decisão do partido. Mas não saberia dizer se o PPS tomou sa melhor decisão.