28.5.07

Swiss Made

O ex secretário da Cultura Paulo Chaves anda, por assim dizer, num pé e noutro.
É que estão metendo corda para que ele saia candidato à prefeito de Nova Déli.

34 comentários:

Bia disse...

Taí. Paulo Chaves. Again...

Mas, pra presunção do Paulo não é preciso dar corda. O problema é remover o cerol.

Valei-me, Santo Ambrósio.

Anônimo disse...

Este tresloucado como Prefeito de Nova Deli, imagine.

Yúdice Randol disse...

Juvêncio, são nove da manhã. A semana mal começou. Não faça isso comigo, que eu não mereço...

Anônimo disse...

Não sou fã nem nada do PC, mas por que presunção? O cara pelo menos é alfabetizado, ao contrário de muita gente boa que anda por aí sendo eleita e releita vereador, deputado, senador, prefeito sabe-se lá como!

Anônimo disse...

Comentário de quem conhece o Paulo Chaves em recente evento cultural:O Paulo está definhando.Ele não estava preparado para o afastamento do poder. Se alguma coisa não for feita por ele além do afago dos Maioranas, seu final será o mesmo do La Roque.

Anônimo disse...

Entre Paulo Chaves e Valéria Vic, eu voto em Chaves. É muito mais capaz de fazer o que precisa ser feito e não tem arroubos políticos posteriores, o que é um impeditivo para que um administrador faça bem o seu trabalho. Mexer com a cidade para fazer o que precisa ser feito é impopular. Quando se fala em Antonio Lemos, fala-se de um homem que exerceu poder ditatorial em Belém e que, por isso, não temia retaliações eleitorais. Paulo Chaves pode escrever, como fez Edmilson Rodrigues, seu nome na história dos poucos bons administradores que passaram pela PMB.

Edyr Augusto disse...

Vizinho,
O horror, o horror...

Juvencio de Arruda disse...

Vizinho, na noite de sábado quase eu subo ao andar de cima, bato com violência na porta, espero o dono da casa abrir, encho os pulmões d ar e digo:.....
até que enfim eu ouço algum barulho nesta casa...rs
Vá fazer festinha educada asim...no Renascença...rs
Abs

alessandro amaro disse...

Se na reforma política for aprovada a volta do voto censitário (votariam para Prefeito de Belém somente aqueles eleitores que já tiveram o prazer de assitir a uam bela ópera) ele leva no 1º turno sem dúvida alguma.

Anônimo disse...

Pensaste se Valeria e Paulo Chaves se unem ai a coisa vai ficar feia, um tresloucado e uma nariz empinado.
Nos Paroaras da capital merecemos isto.

Anônimo disse...

Eu ia adorar ver o Paulo Chaves, Valéria e Vic, Josué Bengtson, Ana Julia, Ademir, o filho dele, etc no mesmo palanque..."que aula de sociologia política".

Edyr Augusto disse...

Festejávamos o aniversário de um integrante do Cuíra. Perdão. Na próxima, prometo, você será convidado de honra..

Anônimo disse...

Belém seria uma cidade abençoada se tivesse o talento e a competência do Paulo Chaves na Prefeitura. Mas, o que se vê nas últimas décadas, é a preferência da maioria do eleitorado pela mediocridade. Sei que por esse comentário vou levar "porrada" da confraria da "língua plesa". Mas, não percam tempo. Não tô nem aí procês......

Anônimo disse...

Tomara que ele se candidate.

Será um prazer NÃO votar nele...

Anônimo disse...

O duro vai ser o Paulo Chaves prefeito, sem direito ao camarote de prefeito no Theatro da Paz, que ele tirou do Edmilson! Égua!?

Anônimo disse...

ak diz.
Lá vou eu me meter. O anônino das 9.00 disse tudo: esse tresloucado do Paulo Chaves na prefeitura de Belém (aliás, discordo profundamente do Juca com essa estória - com e mesmo - de Nova Deli, respeitemos Belém )seria ótimo. Proponho uma eleição entre dois amigos meus: o Paulo Chaves e o Edyr Augusto. Eu voto no Paulo Chaves.
Afonso Klautau

Anônimo disse...

Isso é puro delírio, Belém não é Paris.

Anônimo disse...

Esse adjetivo (tresloucado) que deram ao Paulo Chaves só pode ser atribuído a petistas radicais.
Chamar uma pessoa que constrói e cria; faz coisas de bom gosto e com seriedade; que enfrenta com galhardia, dedicação, ousadia e competência seus ideais e missões... isso é que se pode dizer loucura de xiita, de militante que só quer o poder e não um lugar melhor para se viver.
Mais: comparar o Edimilson ao Paulo Chaves é a verdadeira loucura. Não há parâmetros cabíveis entre os dois.
Quiçá o PC pudesse ser eleito prefeito de Belém!
O problema é que as pessoas confundem qualdiade, eficiência, bom gosto, transcendentalidade (não só de obras, prédios, museus, mas de produtos culturais como livros, discos, festivais) com elitismo.
Os que pensam assim usam de maneirismo político típico de quem quer se manter na política a troco de um discurso manipulado e desvirtuado. E assim não querem mudar a história de mediocridade política que se alastra, eleição p[os eleição.
O PC não me deu procuração e, certamente, nem lerå esta destemida defesa dele, mas é preciso dizer que - a despeito do gênio dificil e do relacionamento extremado, muitas vezes - ele não se curva à mediocriade, ao pensamento curto, à pobreza intelectual, a quem não tem amor pelo que faz, muito menos quem maltrata a cidade.
Ao contrário de tudo isso que o PC pensa, diz e faz é se conformar com o desgoverno da cidade; com invasão dos camelôs, com a destruição do patriomônio, com a banalização da má estética, do precário. Enfim, com uma cidade ruim.
Talvez o Paulo não tenha babilidade para ser político com mandato eletivo. Seria um sofriemento para ele conviver nesse lamaçal onde a política atira as pessoas de bem, embora tenham sabedoria, criatividade, sensibilidade e massa inelectual apra ser um bom prefeito.
Outro problema é que pessoas, como alguns desses comentaristas (pelo menos um com nome relevelado) que se sentem prejudicados pelo Paulo, falam mal deles porque tiveram seus interessess impedidos por ele. Inclusive, falsos intelectuais que usavam espaços e recursos do governo para benefício exclusivamente pessoal.

Anônimo disse...

Esse adjetivo (tresloucado) que deram ao Paulo Chaves só pode ser atribuído a petistas radicais.
Chamar uma pessoa que constrói e cria; faz coisas de bom gosto e com seriedade; que enfrenta com galhardia, dedicação, ousadia e competência seus ideais e missões... isso é que se pode dizer loucura de xiita, de militante que só quer o poder e não um lugar melhor para se viver.
Mais: comparar o Edimilson ao Paulo Chaves é a verdadeira loucura. Não há parâmetros cabíveis entre os dois.
Quiçá o PC pudesse ser eleito prefeito de Belém!
O problema é que as pessoas confundem qualdiade, eficiência, bom gosto, transcendentalidade (não só de obras, prédios, museus, mas de produtos culturais como livros, discos, festivais) com elitismo.
Os que pensam assim usam de maneirismo político típico de quem quer se manter na política a troco de um discurso manipulado e desvirtuado. E assim não querem mudar a história de mediocridade política que se alastra, eleição p[os eleição.
O PC não me deu procuração e, certamente, nem lerå esta destemida defesa dele, mas é preciso dizer que - a despeito do gênio dificil e do relacionamento extremado, muitas vezes - ele não se curva à mediocriade, ao pensamento curto, à pobreza intelectual, a quem não tem amor pelo que faz, muito menos quem maltrata a cidade.
Ao contrário de tudo isso que o PC pensa, diz e faz é se conformar com o desgoverno da cidade; com invasão dos camelôs, com a destruição do patriomônio, com a banalização da má estética, do precário. Enfim, com uma cidade ruim.
Talvez o Paulo não tenha babilidade para ser político com mandato eletivo. Seria um sofriemento para ele conviver nesse lamaçal onde a política atira as pessoas de bem, embora tenham sabedoria, criatividade, sensibilidade e massa inelectual apra ser um bom prefeito.
Outro problema é que pessoas, como alguns desses comentaristas (pelo menos um com nome relevelado) que se sentem prejudicados pelo Paulo, falam mal deles porque tiveram seus interessess impedidos por ele. Inclusive, falsos intelectuais que usavam espaços e recursos do governo para benefício exclusivamente pessoal.

Anônimo disse...

ÉGUA, SEU JUVÊNCIO, VOU EMBORA DESSA CIDADE...
XERFAN, EDMÍLSON, DUDU, VALÉRIA, E AGORA ESSE MALUCO, MEGALOPOLISTA, DOIDO VARRIDO, EGOCÊNTRICO E ASSECLA DO PAULO CHAVES?
BYE BYE, TÔ ME MUDANDO PARA O ALASCA...SEM VOLTA!!!
ME POUPE!!!
PS:- ESTOU GRITANDO MESMO.

Anônimo disse...

De todos os nomes do PSDB, o de Paulo Chaves sem dúvida, é o mais forte eleitoralmente.
Quando o eleitor descobrir que ele foi o responsável por todas as grandes obras feitas pelo governo do estado em Belém, começará a vê-lo com outros olhos.
Paulo não deixa de ser uma grande novidade para as próximas eleições.
E nada melhor do que o seu cunhado Orly Bezerra, o papa dos marqueteiros, para conseguir fazer esse milagre eleitoral.

Anônimo disse...

...Da Silva disse ...

Belém está precisando de um Paulo Chaves para Prefeito. Ele tem currículo, por tudo que já fez pela cidade: praças, reforma no Ver-O-Peso(Prefeitura do Almir), Parque da Residência, Feliz Lizitânia, Estação das Docas, Forte do Presépio, Casa das 11 Janelas, São José Liberto, Mangal das Garças, reautauro dos Teatros da Paz e Waldemar Henrique e , ufaaa , o Hangar Centro de Convenções. Vamos olhar com isenção. Podem - é um direito - até não gostar do PC, mas a contribuição dele para a cidade é muito grande. E não é pra qualquer um fazer tudo isso. Não podemos ficar mais na mesmice. Quem dera tenhamos um "maluco(a)" para contrariar tudo que está aí enfeiando e prejudicando a nossa querida capital. É verdade, como disse um anônimo, que Belém não é Paris. Mas não custa nada tentar ser...

Anônimo disse...

Ao Senhor Procurador do Paulo Chaves.(anônimo das 1:02)
Obra para elite ver, pois o pobre não entra não por que é barrado pela sua aparência e vestes, mas sim, por se sentir inferior a imponencias que as obras do treslocaudo idealizou.
Tantos morrendo por causa da falta de dinheiro na saude, tantos fora da escola por falta de recusrsos na educação e sem falar na falta de moradia.
Pensou este maluco como prefeito, iria priorizar suas maluquices em detrimento ao que é a realidade nesta cidade, lembrando que é obra do PSDB o mundo de faz de conta dos ultimos 12 anos.
Não sou petitas e nem filiado a nem um partido politico mas sim tenho horror a politicos.

Anônimo disse...

Para prefeito?
Paulo Cal, e não se fala mais nisso!

Anônimo disse...

Grandes obras? sou mais o pazetto, fez o elevado, o entroncamento, a nova almirante, a magalhães barataas, ciclo faixas e ciclo vias, a primeiro de dezembro, as orlas de mosqueiro, icoarací e belém, a pedro miranda,a dalva, a da mata, a yamada, pavimentoua augusto monte negro,a senador lemos, a baia do sol, 90% do jurunas, da cremação e da condor e 100% da baixada de s. brás e os rios urbanos da dr. moraes, da 14 e da quintino e ainda o riacho doce-pantanal e o tucunduba, acertou a coleta de lixo e o aterro sanitário, as redes coletoras e estacões de tratamento de esgoto sanitário dde mosqueiro. VIVA!

Edyr Augusto disse...

Vizinho
O que tinha a dizer sobre a figura infeliz, já disse. No mais, apenas faço comentários. Meu amigo AK não está sendo nada amigo, sugerindo a bobagem que sugeriu. E vamos parar por aí.
Abraços

Ana Paula Ribeiro disse...

Acho uma excelente opção, um pessoa de visão, porém deverá ter uma retaguarda boa para não deixar que seu delírios tirem o pé do chão, da nossa realidade, que é um município pobre de recursos, e portanto deverá ter com muita clareza nas prioridades.
Mas é uma pessoa de muito valor, um arquiteto de mão cheia.

Anônimo disse...

O PC é mesmo um grande realizador.

Um bom exemplo de seu tirocínio é a Estação das Docas.

Todo mundo sabe que Belém necessitava dramaticamente de bares e restaurantes. E o que fez PC, construiu um porrilhão deles, com dinheiro público.

Nada mais justo. Se o dinheiro público não puder ser usado para construir bares e restaurantes, vai servir pra quê?

Alguém poderá dizer: "Mas ele não deveria ter construído um restaurante/bar enrabichado no outro."

Mas é aí que mora o engano chamado ledo. Se ele não fizesse isso, se houvesse construído só uns 2 ou 3 restaurantes, eles iriam oligopolizar o setor.

Com o enorme afluxo de turistas internos e externos, que acorrrem às dezenas de milhares, fascinados e ansiosos para desfrutar aquela maravilha da arquitetura mundial, os 2 ou 3 restaurantes/bares da Estação das Docas iriam impor seus preços.

Do alto de sua sapiência, PC corrigiu essa degeneração das leis de mercado, instituindo a verdadeira verdade da verdade.

Hoje, está lá, impávido colosso, aquela obra-prima da arquitetura, turbinando o turismo na Amazônia e gerando emprego, salário e lucro. Muito lucro.

Um outro alguém poderá dizer. Por que ele denominou um galpão de bulevar das artes se lá só tem restaurante, como no bulevar da gastronomia?

Ao que responderei: deixe de ser burro, outro alguém. Isso é porque... ora, é porque PC decidiu que tinha de ser assim. Isto não basta?

Anônimo disse...

Tem que haver seleção!

Milagre eleitoral deve custar muito caro...
O problema também não é termos novidade. O PT foi novidade, e aí? Tá gostando? Paulo Chave(z) tem um sério problema, apesar das virtudes da inteligência e intelectualidade, ele odeia o povo. Então pra que se candidatar? Provavelmente pra prosseguir nessa paranóia de entrar pra história, ser um Lemos, deixar uma marca, talvez ficar mais rico... qualquer coisa, menos preocupação com o povo.
Quando secretáio de cultura, fez magníficas obras com altos custos de manutenção e pouca funcionalidade para a classe artística. O Teatro Paulo Chaves, ops, MSN da Estação das Docas, tem graves problemas de acústica, vazamento de som da Castilhos França, não tem coxia e serviu muito tempo como auditório.
Os artistas que se apresentavam na orla da Estação tinham (não sei agora com o PT) que fazer verdadeiros malabarismos para a troca de figurino em banheiros públicos, salas de manutenção e outros lugares por falta de planejamento da obra para receber a arte e a cultura - que por mais que não queiram, está diretamente ligada ao povo.
Aliás, esse tipo de problema também se repete na Praça Waldemar Henrique, do PT. E quem quiser investigar, basta ficar atento no restante das obras faraônicas. Na Casa das Onze Janelas, sempre que há show, tem que ser contratada uma parafernália pra montar a infra. Como obras caríssimas, destinadas ao artista e ao povo, pagas pelo contribuinte, não são planejadas pensando neles e sim nos turistas, apenas? Que turismo é esse que se vende? Que cidade é essa que se pretende? Nada contra elitizar, mas vamos elitizar tudo então. Não apenas proibir a entrada de pessoas "com suas cadeirinhas de praia" como declarou Chavez na inauguração da Estação (procurem os joranis da época - além das pérolas, muitas denúncias).
Esse "elitismo", vergonhoso, leva aos vidros caríssimos no Hangar, por exemplo, onde também já está registrada a péssima acústica do local. Óbvio! Ele deve ter faltado essa aula, no curso de arquitetura.
Talvez o fato de ser filho único tenha afetado a sociablidade do Chavez. Por isso, não vou mais falar desse assunto. Sabem o ditado: "falem bem, falem mal..." pois é, prefiro então não falar mais. Deixa o Chavez viver a vida privada dele em paz. Felicidades... Precisamos deixar as paixões e a ganância e pensarmos numa sociedade mais justa, com educação de qualidade pra nunca mais precisarmos conviver com PCs, PTs e "outras cositas MÁS".

Anônimo disse...

Pelo amor de Deus, querem acabar com a minha linda Belém...Paulo Chaves no poder? Será o fim. Ele já se acha sendo apenas secretário, imagina prefeito de Belém. Todo dinheiro destinado a saúde, educação e segurança pública será alocado nas sua obras faraônicas e super faturadas. Ou alguém já se esqueceu de quanto custou a Estação das Docas e o Hangar? Dinheiro que poderia ser investido em segurança pública para que dessa forma a violência não estivesse nesse nível de abrangência...
Ass: Paraense que nunca votará em Paulo Chaves

Anônimo disse...

O Paulo Chaves se acha pq recebe o mimo dos Maioranas. Aquela entrevista dele foi patética como ele e como o caderno em que foi publicada.
Fala sem dar nome aos bois e ainda quer ser "o polêmico e o lembrado". Menos PC, menos PC...
OBS: Paraense que nunca votaria em Paulo Chaves

Anônimo disse...

O Paulo Chaves se acha pq recebe o mimo dos Maioranas. Aquela entrevista dele foi patética como ele e como o caderno em que foi publicada.
Fala sem dar nome aos bois e ainda quer ser "o polêmico e o lembrado". Menos PC, menos PC...
OBS: Paraense que nunca votaria em Paulo Chaves

Anônimo disse...

Fiquemos combinados assim: quando aparecer um candidato que assuma a responsa de varrer os marreteiro das calçadas; que não faça nem obras de R$1,99 nem palácios, mas obras úteis; que tenha peito de abrir novas opções de tráfego para solucionar o caos de Belém; que não espere as ONGs e sim fazer a PMB tirar os cheira-cola das ruas e dar-lhes um futuro dígno e , finalmente, que não se alie a nenhuma "ratazana carimbada" da política, vcs me avisem que votarei nele.
O resto é picuinha, parece briga de fã clube.

Anônimo disse...

Coitado, ele está sendo usado pelos Maioranas.Ou Alguém acha que ele continuará com o mesmo espaço depois que sair o acordo comercial entra Maioranas e Ana Júlia(governo do estado).É só lembrar de quantas vezes o Paulo Chaves apareceu na imprensa depois da posse da governadora. Lempbro de apenas uma , na carta ao leitor de "O Liberal",reclamando de sei lá o que.