15.4.08

Cartel Gelado

A propósito do post Armação Chifruda, de hoje, conversei com um experiente fazendeiro do sul do Pará. Diz ele que se o promotor Marco Aurélio Nascimento pedir a documentação dos frigoríficos, vai levar um susto com os lucros supernormais praticados pelo forte oligopólio representado pela indústria da carne.
Tem boi no pasto, e muito, mas como os fazendeiros estão vendendo gado para o Líbano e Venezuela, podem resistir à precificação imposta pelo cartel gelado.
O resto, concorda o pecuarista, é armação chifruda mesmo.

9 comentários:

Anônimo disse...

Em viagem ao sudeste do estado, pude me deparar, na ida e na volta, com engarrafaentos de... gado, em plena PA-150 (trecho Sapucaia - Eldorado). Mais de 20 minutos tentando atravessar a bovina caminhada. Acho até que os órgãos de fiscalização deveriam atentar para essa "situação". Muuito gado, belíssimo rebanho, tipo exportação!

Fernando Bernardo

Juvencio de Arruda disse...

Exatamente, FB.
Engarrafamento de gado.
E, como se vê, de pressões oligopolistas acoitadas numa folha narigudésima.

Hiroshi Bogéa disse...

Juvencio, eu conheço cada passo desse chão.Tem gado, de muito. No pasto e nas estradas. O que está havendo é pressão pura e simples dos oligopólios da carne fria. Nos dois sentidos. E o pior é que o ex-secretário de Agricultura do Pará, Francisco Victer, aparece agora na imprensa fazendo o jogo dos frigoríficos. Ele virou lobista, Juvencio? Responde, nenén!!!
Raça sem pé nem cabeça, irmão.

Hiroshi Bogéa disse...

Vou preparar um post sobre isso, meu guru.

Juvencio de Arruda disse...

rsrs..parece que virou sim, HB.
Prepare um post sim, conhecedor desse chão aí,gurú.
Abs

Anônimo disse...

Só um reparo, o trecho referido (a ser fiscalizado, visto que é perigosa a convivência entre carretas, carros e... gado) é o compreendido entre Eldorado e Marabá. Enquanto isso, a Castilhos França exala uma certa fragrância vinda do porto... Será "cow-ghost"??

Anônimo disse...

Só quem não tem razão nessa história são os frigorícos.Só pensam neles.Os pecuaristas já sofreram demais na mão dessa gentalha.
Viva a exportação do boi vivo.

Anônimo disse...

Juvêncio
Tem tanto boi no pasto, que o Lulinha, filho do nosso intocável presidente, na qualidade de sócio da empresa agropecuária Santa Baárbara, é hoje o maior comprador de gado na região. É bom provável que o engarrafamento de boi, entre Eldorado e Sapucaia (região onde se localiza algumas das fazendas do Lulinha) fosse em razão do deslocamento dos animais para referidas razendas. O grupo Santa Bárbara, foi quem comprou do Bene Mutran as fazendas CEDRO, mARIA bONITA E MAIS UMA, ASSIM COMO AS PROPRIEDADES DO lUIZ PIRES; Este grupo, detem, hoje, mais de 500 mil cabeças de boi. Ele é parte do grupo Oportunity, do Daniel Dantas.
A participação do Lulinha merece ser investigada.

Anônimo disse...

claro que tem bo no pasto e muito dinbheiro também rolando na mídia para propagar estes absurdos proferidos pelo Victer e pelo Xavier.

Márcia Guedes