7.4.08

Depois da Tapioca,o Fedor

Na coluna de Mônica Bergamo, na Folha de SP, edição de hoje, 7.

O senador Mário Couto (PSDB-PA) prometeu greve de banho para tentar incluir na pauta de votação do Senado um projeto de reajuste do INSS. "Lula será o primeiro que vou abraçar", diz.

FOLHA - Qual o sentido da greve?
MÁRIO COUTO - É uma forma de pressão, uma postura moderna, coisa nova. Imagine colocar 40 senadores uma semana sem tomar banho? Ninguém vai entrar lá [no Senado]. Tem MPs [medidas provisórias] atravancando a votação deste projeto. Quero acordo até terça. Ou começo vigília no próprio Senado.

FOLHA - De onde veio a idéia?

COUTO - Esse sentimento eu venho guardando dentro de mim. Daí eu penso: o que posso fazer se o projeto não entra em pauta? Tenho que colocar alguma coisa para sensibilizar as pessoas. Então fui por aí. Ir direto na greve de fome poderia parecer um ato exibicionista da minha parte.

FOLHA - Vai ter adesão?
COUTO - Várias senadoras vão aderir. Rosalba Ciarlini [DEM-RN] já declarou que vai, tenho certeza que a menina do Tocantins, a Kátia Abreu [DEM], também. Contei e já somamos mais de 30 senadores.

FOLHA - Quem o senhor abraçaria depois da vigília?
COUTO - Lula será o primeiro cara que vou abraçar se ficar 40 dias sem tomar banho.

FOLHA - O senhor não vai usar nem perfume?
COUTO - Não, vou ficar fedorento mesmo no Senado, sem perfume. O meu [perfume] Kouros vai ficar no fundo da gaveta. Porque não adianta você fazer vigília e tomar banho, passar desodorante, almoçar... Você tem que sofrer um pouquinho, igual aos aposentados.

FOLHA - Sua mulher não vai se incomodar?

COUTO - Ela já disse que vai levar água pra mim. Mas é água para beber, não é para banho, não. Ela disse que, se for pra ficar fedorenta, fica também. É uma causa justa. A gente não fica lá, conversando e discutindo projetos para o tempo passar e não votar? É só não tomar banho que ninguém vai votar mais nada, nem MPs.

Procurada pela coluna para comentar a adesão à greve de banho, a senadora Rosalba Ciarlini diz: "Se for necessário, em última instância, eu acho que daí a gente tem que fazer uma avaliação". Kátia Abreu diz que não conversou com Couto sobre o assunto. "Ainda não sei se sou a favor. Preciso falar com ele primeiro para saber como será essa história."

16 comentários:

Anônimo disse...

Quem vai adorar essa anedota do senador Mário Couto, é o governo do presidente Lula e da mãe do PAC, ministra Dilma Roussef.
O foco sai do dossiê dos cartões corporativos, e vai direto pro sovaco do senador Mario Couto.
É tudo o que o governo quer, nesse momento.

Cris Moreno disse...

xxxiiii... vai feder!

Beijos, Juca.
Bom dia.
Boa semana.

Anônimo disse...

Acho que depois do abraço ao Lula, será a vez do Sen. Gilvam Borges!

Fernando Bernardo

Anônimo disse...

ak diz.
Campeonato mundial de pau-de-sebo.
O vencedor é um nortista do Marajó.
O repórter pergunta : qual é a sua estratégia pra vitória ?
Resposta: - eu nunca lavo.

Anônimo disse...

Isso é desculpa pra não tomar banho.

Daí, sempre que a gente encontrar um(a) deputado(a) ou senador(a) fedorendo(a) -- o que não é difícil -- o(a) indigitado(a) vai se justificar: "É protesto... é por uma causa justa...".

Então tá... Ora, vão tomar banho!

Anônimo disse...

Esse Mário Couto nunca me cheirou bem.

Anônimo disse...

Que gracinha, quero saber se ele vai tomar, pelo menos, uma cuia de mingau de Tapiuoca.

Anônimo disse...

Ridiculo, simplesmente ridiculo, como é do feitio do Tapiocouto.

Diógenes Brandão disse...

Se as coisas oriundas daquele lugar já não cheiram bem, esse ato vergonhoso do senador que mesmo com perfume não é flor que se cheire, me deixa mais convicto ainda o quanto nossos representantes são ridículos!

Anônimo disse...

Pesquisa solicitada pela secretaria de comunicação do governo federal confirma o que qualquer ser humano pensando já sabe: o efeito das denúncias contra Dilma e da CPi dos Cartões Corporativos é zero. Nenhum arranhão na imagem do governo e, sequer, da mão do PAC, alvo privilegiado dessa sanha desgovernada de uma oposição sem programa. Aliás, o que é mesmo que a oposição defende para o Brasil, além de fazer com este governo aquilo que não fez com o outro?

Prof. Alan disse...

Quando se diz que o Pará sóm sai na mídia por causa de situações mal-cheirosas, os políticos não gostam. Mas são os primeiros a contribuir para o fedor. Seja o fedor corporal, seja o moral, seja o de neurônio apodrecido...

Anônimo disse...

A divulgação desta "infantileza" infelizmente foi o ato de maior repercussão deste Senador do nosso Estado.

A VEJA até deu espaço na sua coluna-de-deboche para aumentar nossa vergonha.

J. BEÁ

Anônimo disse...

Se de banho tomado e perfume passado o Senado já fede, imagine com esse greve de banho.
O Senador deveria ficar vermelho por constranger o Pará a essa situação ridícula.
Argumento para defender sua proposição parece não ter, já que tem que apelar a um argumento vil como este.

Anônimo disse...

SEM QUERER FALAR MAL DOS SUÍNOS, PODEMOS ENTENDER COMO UM VERDADEIRO "ESPÍRITO DE PORCO" O PROCEDIMENTO INFELIZ DOS NOSSOS CONGRESSITAS PARAENSES,EM ESPECIAL, OS SENADORES MÁRIO COUTO E FLEXA RIBEIRO QUE APARECEM NA MÍDIA NACIONAL CHEIRANDO MUITO MAL SEM CAPACIDADE POLÍTICA DE ATRAIR OS HOLOFOTES PARA ALGUMA PROPOSTA DE POLÍTICA PÚBLICA EM FAVOR DA NOSSA REGIÃO AMAZÔNICA
A)NELSON MARZULLO

Anônimo disse...

Poxa Juva, cheguei tarde! Só agora pude acessar seu blog. Esse Mário Couto é um chechelento mesmo.
Tal fato me faz lembrar a minha infância quando passava um cidadão na rua, após a chuva, vendendo aquela iguaria tipicamente brasileira, de origem indígena, feita com o amido ou fécula extraído da mandioca, e a gente bradava:
'OLHA A TAPIOCA AZEDA" (rs)
Um grande abraço,

Anônimo disse...

Esse blog é um exemplo do que nós pensamos desse senador mal cheiroso e mal intencionado, não esqueçamos que foi eleito pelos tucanos, à frente o vai não vai Almir Gabriel