9.4.08

Despedida

Quando voltar de Brasília amanhã, 10, o reitor da UFPA, Alex Fíuza de Melo, terá participado de sua última reunião na condição de membro do Conselho Nacional de Educação, o CNE.
Fiúza declinou do convite para ser reconduzido por mais dois anos para a função.
Daqui a dois meses entra no último ano de seu segundo mandato à frente daquela universidade, de onde deve sair direto para o pos doutorado.

6 comentários:

Alex Fiúza de Mello disse...

Caro Juvêncio,

O mandato do CNE é de quatro anos, e não de dois. Com direito a, no máximo, uma recondução. Cumpri o mandato que me foi honrado pelo Ministério. Um segundo me impediria (dado o longo tempo de nova permanência) de desenvolver outros projetos acadêmicos, como, sim, a possibilidade de passar uma temporada fora do país me reciclando (professor e pesquisador que sou), depois de oito anos na reitoria da UFPA. Como não gosto de interromper mandatos, é melhor ter coerência e deixar que outro conselheiro vanha a cumprir a função, com a dedicação que ela requer, no próximo quadriênio. Os cargos são maiores e mais importantes que seus ocupantes. Há de se ter desapego das funções (sobretudo as públicas) e saber o momento de aceitá-las e aquele de deixá-las. Toda renovação é positiva e faz parte do processo de construção coletiva de nossas instituições.

Um forte abraço e obrigado pela deferência da Nota,
Alex Fiuza de Mello

Anônimo disse...

de Melo foi um bom reitor para o aspecto físico da Universidade... mas eu preferiria o judeu Ricardo Ishak...

tomara que nessa próxima eleição Ishak venha ao menos para vice de alguém forte. Ricardo sim botaria mais grana em pesquisa.

Juvencio de Arruda disse...

Obrigado, professor, por corrigir nota.
E pela audiência, é claro.

JUNIOR disse...

Caro Juca é bom mesmo que o Dr.Alex venha cuidar de seu ultimo ano de mandato pois nos bastidores de sua equipe o bicho tá pegando,assunto sucessão.

Anônimo disse...

Ei JUca.

O nosso reitor não vem para a política? Que pena, o Pará precisa de quadros políticos e intelectuais honestos e empreendedores.

Anônimo disse...

Caro anônimo das 11:17,
Não votei no reitor Alex mas reduzir-lhe o mérito ao "aspecto fício" da UFPA é uma grande injustiça. Nunca entrou tanto recursos para pesquisa na UFPA, tb bolsas de pesquisa, e a instituição deu um salto de 20 para 40 mestrados e de 7 para 17 doutorados (parece que outros projetos já estão na CAPES)nos últimos anos. o Fiúza fez triplicar em pouco tempo o que a IES levou mais de 40 anos para alcançar. Pergunto: isto não é justamente o fundamental apoio à pesquisa que o caro anônimo reivindica?