7.4.08

Juizado dos Piores

Uma blitz do Juizado de Menores de Nova Déli excedeu todos os limites do exercício da função.
Foi na sexta, 4, no Boteco das 11, agradável point da cidade.
Gente com esta qualificação aqui, ó, precisa ser retirada das ruas e novamente treinada, sob pena de colocar crianças em situação de risco.

9 comentários:

Anônimo disse...

A pergunta é: o Juizado de Menores pode submeter famílias a vexame público simplesmente porque alguém está tomando cerveja em um restaurante? A senhora Ivone chegou ao desplante de declarar depois que uma das mães estava bebendo desde o meio-dia: ela estava de campana no restaurante a partir do meio-dia ou é apenas uma leviana? A coisa ficou por isso mesmo ou o Juizado de Menores tomou uma providência e enquadrou devidamente a funcionária despreparada?

Anônimo disse...

Ah, que bom que Belém agora tem um juizado de menores querendo mostrar serviço...

Agora, que tal dar uma passadinha -- assim como quem nada quer, querendo -- pelos sinais de trânsito de Belém, e retirar das ruas aquela crianças que pedem esmolas, prontinhas pra serem recrutadas por traficantes de drogas?

Vá lá, dona Ivone.

Deixe em paz as crianças amparadas e se concentre nas desamparadas.

Se lhe sobrar tempo, não deixe de dar uma dura naquela juíza que... a senhora sabe, né?

Anônimo disse...

É pauta boa, líquida e certa para os jornalões - se quiserem mostrar mais esse exemplo de justiça que tarda, falha, mantém adolescente presa com homens e não permite que seus pares sejam investigados. No caso do Boteco das Onze, ainda tem um agravante contra essa equipe do juizado da infância. Logo em cima, no mesmo prédio, tem uma exposição de artes para crianças!!!
E pior que a tal Ivone foi aquele outro pulha covarde, que ficava falando ao fundo, tentando incriminar até a criança. Tem que apurar. Tem que punir.

Alex Lacerda disse...

Juvencio, não sei se isso ocorre até hoje, mas a mais ou menos tres anos atrás as carteiras de fiscais de menores eram dadas a quem se inscrevia, e conheci pessoas que se inscreveram para entrar em festas sem pagar ingresso.
Se for o caso dos fiscais da ação, não sei se é, está plenamente justificada a atitude. Trabalho com fiscalização, e sei que quem age assim sabe que errou e tenta apagar o erro com grossura e intimidação.
Se é comigo, que já fui ao boteco com meus dois filhos tomar um chope de fim de tarde, dava em porrada.
Que diabo de risco é esse? e as crianças da Praça Batista Campos, dormindo em marquise de banco e cheirando cola o dia todo, não estão em risco?

Anônimo disse...

Dá-lhe, Priscilla Brasil, pua no abuso de autoridade de dona Ivone e seus asseclas! E aí, dona Ivone, gostou de pagar mico e envergonhar o Pará no You Tube?

Anônimo disse...

E o Ministério Público?

Anônimo disse...

E as gangues de jovens delinqüentes que se confrontam toda sexta à noite em frente ao Líder da Doca?

Será que dona Ivone sabe disso?

Aliás, que baderna é aquela???

Prof. Alan disse...

Juvencio, Mano Velho, lá vai o prof. Alan encaminhar outro post seu e o vídeo do YouTube, para o MP e o TJ, que infelizmente não conhecem essas coisas mudernas (Me Orkut, You Tube!).

Se a terra fosse maciça pesaria o triplo do que realmente pesa, a terra é Oca disse...

Infelizmente... muito vergonhoso, eles são um desastre! Pena q nossas crianças estão a mercer desses idiotas.