2.4.08

O Que Vem Por Aí

Enganam-se os prefeitos do interior (principalmente no sul, oeste e sudeste paraense) que acham que o governo federal não está vendo as farras com recursos repassados pela União. Está vendo sim, e em alguns casos com vista bem aprumada, com muitas, mas muitas informações vitais e documentos já coletados.
A Polícia Federal e os Auditores do TCU que o digam.

7 comentários:

Anônimo disse...

Então os prefeitos do Nordeste do Pará seriam os mais civilizados?

Anônimo disse...

Em Parauapebas caso a PF investigue direitinho poderá ocorrer aquele dito popular: "se gritar pega ladrão, não fica um meu irmão"!

Por aqui já andamos meio desesperançosos em matéria de corrupção, no mais a esperança continua vivinha. Afinal a terra é de uma fartura só.

Anônimo disse...

Juvêncio, Mano Velho, e caro Anõnimo: não que os prefeitos do Nordeste do Pará sejam mais civilizados. É que o clima de "queima raparigal" entre os do sul/oeste/sudeste é muito maior, o descaramento e o cara-durismo está beirando as vias da comédia... se não fosse uma tragédia!

Anônimo disse...

É verdade, aqui em Alenquer a Polícia Federal esta com uma equipe de 12 policiais investigando desfalques do ex-prefeito João Piloto.
E parmem, mesmo indiciado em mais de 30 processos o piloto ainda é candidato a Prefeito.

Juvencio de Arruda disse...

Quem são os deputados qe apoiam este elemento, por favor, das 5:45?

Anônimo disse...

Caro Juvencio,
João Piloto era do PSDB, apoiado pelo Dep. Nilson Pinto e José Megale.
Dentre as irregularidades já detectadas estão: compras superfaturadas, desaparecimento de veiculos comprados com recursos do Fundef, licitações fraudulentas, etc...
Há outro fato bizarro, o ex-Prefeito obrigava funcionários a assinar folhas em branco, com as quais tirava empréstimos no Banpará sem que os funcionários soubesses.
Retirava o dinheiro e deixava a dívida para os servidores, sendo que alguns desses devem hoje mais de R$-200.000,00 no banco.
Hoje esta no DEM, com apoio de Lira Maia e se diz candidato a pefeito, se não for preso antes.

Anônimo disse...

Não seria mais fácil a PF fincar acampamento nos gabinetes de certos auditores e conselheiros do TCM? O custo/benefício da operação seria bem melhor.