12.4.08

Pinto Murcho

No blog do Estado do Tapajós.

Deputado desanimado

O deputado federal Nilson Pinto(PSDB-PA) está desanimado com o que chama de 'derrota líquida e certa' das oposições ao presidente Lula diante de qualquer votação na Câmara dos Deputados."Lula tem o apoio de 400 deputados", resigna-se Pinto. "Só nos cabe espernear, obstruir, sabendo que no final seremos derrotados pelo rolo compressor do governo", resume o parlamentar.

8 comentários:

Anônimo disse...

égua, juvencio, isso é título de post?
ra ra ra ra ra ra ra ra ra ra ra
he he he he he he he he he he he
rs rs rs rs rs rs rs rs rs rs rs
tô rindo até agora

Juvencio de Arruda disse...

Das 1:00, o deputado Nilson Pinto é conhecido pelo seu senso de humor. Costumava dizer, em campanhas anteriores, toda vez que percebia que sua candidatura pegava fôlego em determinado município ou bairro de Nova Déli, que "o Pinto está crescendo".
Lembrei-me disso ao fazer o título.
Agora, na minoria, tem razão em se sentir desanimado. Foi sincero.

Val-André Mutran disse...

Faço minhas as palavras do mestre Nelson Rodrigues:
"Toda unanimidade é burra!".

Está correto o deputado Nilson Pinto.

Anônimo disse...

Poderia não dar um pio, mas não perdeu a oportunidade de expor um gesto nobre e que não custa nada a um político. da mesma forma, Juca não deixou passar a chance de publicar a nota para exibir, no título, seu talento sagaz - e o desânimo do pinto.

Juvencio de Arruda disse...

Obrigado, das 5:06. O deputado expressa uma opiniao correta do ponto de vista da minoria. Já foi maioria, e agora experimenta o outro lado do jogo democrático.
Considero bem vinda toda e qualquer iniciativa, declaração ou gesto que contribua para aproximar o exercício da política ao cidadão.
Não digo o mesmo do gesto do senador Tapiocouto, de ameaçar não tomar banho em protesto contra a pressão sobre os aposentados.
Nilson, inteligente, cuida de protestar de maneira nobre.
Já pensaram num pinto que não toma banho?

Yúdice Andrade disse...

Poxa, que chato estar do outro lado, não?

Anônimo disse...

é, Pinto falou nada mais que a verdade...

400 federais apoiam o governo, é? sendo que só é preciso 257 para aprovar algo.. 300 só para "ter certeza"...

mas, 400? é.. pelo que parece, a "cotação" do deputado federal está baixa, mais oferta que demanda..

Então "cento-e-tal" são oposição.. na era FHC, eu me lembro que "cento-e-tal" também eram oposição.. e são esses os que hoje são o cerne da bancada governista.

"Cento-e-tal" oposição da era FHC e mais "centro-e-tal" oposição hoje, dá 300.. a câmara federal tem 513 deputados.. 513 menos 300 dá 213.. ou seja, "duzentos-e-pouco" deputados vão de acordo para onde o vento estiver dando, não?? isso já dá 40% do parlamento.. ou seja, 30% com uma posição firme a favor do governo, 30% firme contra o governo e 40% que "rodam bolsinha" (aspecto político, claro) pro presidente-de-plantão, não?.

O que vemos é a briga voraz entre PMDB, PTB, PR e até PSC por filiar mais federais, cada um oferecendo mais que o outro...

Anônimo disse...

Rolo compressor, esta expressão me fez lembrar a era Almir e Jatene na Assembleia Legislativa e o Pinto não dava um pio.
Ao contrário, fica radiante.