20.5.08

Duas Alternativas

O PSDB continua no muro. De um lado, o apoio à candidata Valéria Pires Franco (DEM), e de outro a candidatura própria. Mas os jornalões da capital, em suas colunas principais, ainda consideram o prefeito falsário no páreo. Não está mais, afirmou agora a pouco ao blog uma fonte tucana das melhores. E nem o deputado estadual André Dias, ou o vereador Amaro Klautau tem chances de ser o candidato da legenda.
Ou será Paulo Chaves, ou o PSDB apoiará Valéria.

11 comentários:

Blog do Alan Wantuir disse...

ei Juva, vc não conhece uma galera aí pra renovar a política paraense, só essa velharada (VALERIA, ALMIR, JATENE, DUCIOMAR, VIC, MARIO COUTO, LUIS SEFFER. ETC...), o povo tá cansado já desses políticos que só aparecem próximo a eleição.

Juvencio de Arruda disse...

Wantuir, filie-se a apresente-se como candidato. Quem sabe não é uma?
Eu não tenho o sistema gastro intestinal saudável o suficiente para conviver com a galera que anda por aí...eheh

Gilton disse...

Juvencio e Wantuir, a Valéria não é uma candidata barroca!

A Valéria tem um diferencial! só precisa aflorar mais essa juventude que existe nela!

o que acontece algumas vezes é que em determinadas situações, as pessoas inibem essa jovialidade, essa garra, a beleza da naturalidade e acaba parecendo ser um candidato das antigas!

Com a mudança de nome para DEM, mudou também o perfil, sendo mais ousado, mais natural, apostando na força e no poder da juventude.

A maioria dos Candidatos do DEM pelo Brasil têm menos de 40!

Mas a vinda de novos nomes é natural... e já vemos jovens se preparando para isso!

Abraços

Gilton Paiva.'.

Anônimo disse...

Gracioso, esse Jatene. Merece um livro contando a sua trajetória.
Desde criancinha em Castanhal, ao lado do seu sobrinho predileto, Eduardo Sales, até os dias de hoje.

Anônimo disse...

Juva,
Finalmente, as duas folhas paraenses encontraram uma tese em comum pela qual lutar: o apoio do Psdb a Duciomar Costa. Quem sabe isso não une Jader Barbalho e Romulo Maiorana Jr. e a gente fica livre das baixarias que correm soltas nas principais colunas dos jornalões (!?)
Hoje, com a Casa da Barbie, o Diário se superou. Que desrespeito com o leitor!!! Por que esses cavalheiros não marcam um encontro a sós pra lavar essa roupa fedorente e deixam suas páginas para a informação?(a pergunta é retórica) Mas que me deu nojo deu. Credo, aonde vamos chegar!?

Juvencio de Arruda disse...

Há "outras teses" em comum entre as pocilgas. Talvez por isso o encontro seja desnecessário, posto que ocorre todos os dias nos conteúdos das folhas.
E essa história de Casa da Barbie, nojenta como seu autor, ainda vai acabar em confusão.

Anônimo disse...

Nos muros de trás da casa da Barbie foi pichada uma grande frase "Obrigado Prefeito", pelo asfaltamento da avenida que passa por lá, que foi inaugurado festivamente no último fim de semana. O dono ainda não mandou apagar...

Anônimo disse...

Não acredito que os deputados e senadores do PSDB vão aceitar um candidato laranja representando o seu partido.
Jatene está levando o PSDB ao suicídio político, e o pior, a serviço do Duciomar.
Uma candidatura como a do Paulo Chaves, sem chances nenhuma de chegar ao segundo turnom só ajuda ao Duciomar.
Será que ninguém vê isso ?

Anônimo disse...

5:26, o Jatene tem este plano B: o favorecimento do nacional dudú, com uma candidatura laranja, caso não se possa coligar de cara...

Anônimo disse...

Com a viagem da ex vice governadora Valéria Pires Franco, a reunião do PSDB ficou para a próxima semana.
Ontem, Váléria teve uma longa conversa com seu ex chefe Simão Jatene, e combinaram de se falar todos os dias até lá.
Jatene só não fala com o deputado Vic, cuja a amizade entre os dois está na fase de baixa maré.
Tanto Valéria quanto alguns deputados tucanos prometem reaproximar os dois, antes das reuniões da semana que vem.
Quem foi testemunha da amizade e da briga entre os dois, está apostando que a coisa vai dar certo.
Só tem uma pedra no meio do caminho, que se chama Orly Bezerra, que também está naqueles dias de poucos amigos com o deputado Vic. Mas aí, parece que é mais fácil. Oas dois são parece Tom e Jerry. Passam a maior parte do tempo no me belisca que eu te belisco. Desse problema, só duas pessoas dão conta de resolver: a própria Valéria e os amigão dos dois, Sérgio Leão.
O grande problema, é o temperamento turrão do deputado, que sempre está precisando de um carinho pra ser feliz.
Coisa de único filho.
Os mais chegados dos personagens, afirmam que nos quatro anos de governo, já viram esse mesmo filme várias vezes e com muita reprises, e que no final tudo acabava em beijos e abraços nas noites divertidas do Icuí.
Quem viver, verá.

Anônimo disse...

Luluquefala:
Velharada ?
Não magoa, né meu !