19.5.08

Golpes S/A

A tropa de choque do vice governador Odair Corrêa apronta mais uma em Santarém. Veja aqui, no Jornal de Santarém, em matéria do repórter Alaílson Muniz. Impressiona a quantidade e a variedade dos golpes praticados pela cangalha trazida à superfície pelo nacional.

8 comentários:

Anônimo disse...

E cadê o lema do governo, o tal que diz "Direito para todos"?? não vale para o vice?
Ele "aplica" livremente (como já visto no Banco do Povo) e nada lhe acontece??!!
Mas assim....

Anônimo disse...

Luluquefala:
Ei Odair, corre daqui !

Anônimo disse...

E uma turminha de Santarém ainda se ofende quando alguém critica a figura. Nada contra a Pérola do Tapajós, mas este Odair, realmente, é mais uma das peças folclóricas que rotineiramente enfeitam o cenário político paraense, e tem sido uma praga na vice-governança, como Carlos Santos, Helio Gueiros Jr.,etc. O Gardo, a Valéria, e até o Gerson Peres e o Hermínio Calvinho, que viviam brigando com os titulares, foram bons exempos de vice.

Anônimo disse...

Isto não é vice, é "vixe"!

Anônimo disse...

Mais rapaz! o que adianta ser leal, fiel e honesto. Olha o que o Jatene tá fazendo com sua ex-vice que nem brigou nem complicou seu governo, pelo contrário, levou o nome dele aos quatros cantos deste continental estado. Tem mais é que botar fogo.

Blog do Alan Wantuir disse...

Ei Juva, esse instituto de vice deveria acabar no Brasil, vice, sub, adjunto, etc... Essas pessoas só servem pra conspirar contra o titular e ganhar dinheiro. Na realidade deveriam sem suplentes e só deveriam assumir quando seus titulares fossem impedidos realmente. Já pensou quanto iria se economizar de dinheiro e se essa grana fosse revertida para o social? Acho que é um caso a se pensar, voçê não acha?

Juvencio de Arruda disse...

Acho que os vices deveriam ter missões definidas. O que não dá e deixar, e pagar, neguinho desocupado por aí.

Anônimo disse...

O Odair Correa é um homem íntegro, sério e leal a Governadora. Nunca conspirou contra a Ana Júlia até por ser um homem humilde mas profundamente comprometido com o destino do povo do Pará, em especial com a região Oeste ou Baixo Amazonas. Ele é muito criticado por ser a favor da criação do estado do Tapajós mas este é um anseio legítimo das pessoas daquela região tendo em vista que a mesma sempre foi relegada ao abandono pela falta de investimentos e compromisso dos governantes anteriores. Finalmente a região tem um representtante no governo e é natural que ODAIR CORREA, economista, bancário aposentado da Caixa Econômica Federal lute para melhorar as condições de vida do seu povo. O Cred Pará é um instrumento que tem levado aos pequenos empreendedores a esperança de alguma renda e, com isso, a redução das desigualdades.
Maria Aparecida