4.5.08

Asas Para Que te Quero

Acabo de dar um rolé na Praça da República.
Banca do Alvino, Bar do Parque, uma olhada nas barracas.
Encontro vários conhecidos tucanos. Primeiro, despejam críticas ao governo Ana Julia-Jader Barbalho. Falam sobre os casos de corrupção, do HR do Oeste, do atraso nas obras para o Forum Social Mundial, das obras do PAC, dos vexames do vice governador.
Quando respiram, pergunto pelo apoio ao prefeito falsário, que ontem pontificou, pela enésima vez, nas páginas das folhas por mais uma safardanice: a paralisação das obras de recuperação do Palacete Pinho.
Aí as aves franzem a testa e abrem o bico. Dizem que Jatene pode levar o partido à breca - mais do que já esta, penso cá comigo - se decidir pelo apoio ao falsário que levaram irresponsável e covardemente ao poder em 2004.
Começam a falar que os interesses pessoais do governador, que tem familiares no primeiro escalão da prefeitura, e a pressão de tucanos não confiáveis, não podem se sobrepor à recuperação da imagem da legenda. Avaliam que a reedição da chancela ao falsário vai arrasar de vez com o que dela restou.
E pregam abertamente: não vamos seguir a decisão do ex governador, se essa for a escolha da cúpula do partido. A base tem vergonha de Duciomar Costa. A cidade idem, penso de novo com meus botões.
Neste ponto os tucanos se dividem; tem os que desejam apoiar Valéria Pires Franco (DEM) e perguntam por que ela não cobra, publicamente, uma decisão do PSDB. Dizem assim: ela deveria perguntar à Jatene o que ela teria feito, ou dito, em tantos anos de coligação, que a deixasse de fora das cogitações amarelas.
O que será que Jatene diria? Será que ela perguntaria?
Estas, de novo, são frases que dirigi aos meu botões.
E tem um grupo que defende a idéia de um candidato próprio, deixando para o segundo turno a decisão da coligação com um dos candidatos. Falam nos deputados federais Nilson Pinto e Zenaldo Coutinho, além do próprio Jatene, que se segura no anzol.
Os dois grupos esperam que Almir Gabriel, ou sua sombra, entre na parada.
Se isto acontecer, Jatene, e seus interesses, vão ter que enfrentá-lo mais uma vez.
As bases tucanas sacodem as asas, prontas para voar para bem longe do malsinado prefeito.

20 comentários:

Ronaldo Barata disse...

Caro Juvêncio
Não desejo repetir tudo o que já foi dito sobre o Dudu, pois concordo em genero, número e grau, Sou fundador do PSDB E MUITO ME ORGULHA TAL FATO. Hoje, me reservo o direito de proclamar em alto e bom som, que sou radicalmente contra aliança com o Duciomar. Meu candidato a prefeito, pelo PSDB É O pAULO cHAVES. Acho que esta deveria ser a postura do PSDB, se reservando a coligar somente no segundo turno. O PSDB sairia do processo eleitoral fortalecido e com s sua verdadeira cara.
Abraços do Ronaldo Barata

Juvencio de Arruda disse...

Olá, Ronaldo. Bom dia pra vc.
De fato, suas posições são conhecidas dos leitores do blog, em mantém a corerência de suas primeiras intervenções aqui no Quinta.
Vc está no primeiro grupo, dos que desejam candiatura própria, e Paulo Chaves, que esteve nas cogitações do partido, parece que desistiu de suas pretensões. Ao menos, não ouvi mais falar disso. Mas é um nome que tem toda a legitimidade para pretender a indicação da legenda.
Tecnicamente - e estou me debruçando sobre esses temas na pós graduação - qualquer partido se fortalece quando procura reforçar sua identidade.
Repito, qualquer partido!
Esse é o dilema do PSDB agora.
Vamos ver para onde vai o partido, para onde vão levá-lo.
Abs e bom domingo pra vc, caríssimo.

Anônimo disse...

Meus respeitos, Juvêncio;
Mas pelo simples e importante fato de Duciomar ter dado um fim a imundice, desorganização, desrespeito ao bom senso e falta de respeito com o cidadão belenense no que concerne aos camelôs da Presidente Vargas. Ele já ganhou meu votos e de meus familiares.
Abraço e parabéns pelo blog.

JUNIOR disse...

Juca realmente é muito estranho está postura de Jatene,não aceita candidatura propria do seu partido,isiste em manter aliança com o DUDU e reune politicamente com Jader.Será que 2010 é a pauta?

Anônimo disse...

Luluquefala:
Que propaganda linda !!!

BELÉM TÁ COM A VALÉRIA
TÁ NA BOCA
DO POVO.

Anônimo disse...

Está de parabéns o publicitário Orly Bezerra, com a nova propaganda da Prefeitura de Belém.
Já era hora do publicitário assumir a coordenação da área de marketing do prefeito Duciomar Costa.
Orly foi responsável pela eleição de Duciomar em 2004, e agora já começa a coordenar a reeleição do prefeito.
Parabéns, Orly.

Juvencio de Arruda disse...

Meus respeitos das 3;17.
E obrigado pelo elogio ao blog.
Abs

Anônimo disse...

Quer dizer, então, que a área de marketing do prefeito Duciomar passa a ser coordenada pelo publicitário tucano, Orly Bezerra ?
É sinal de que o PSDB já está informalmente com Duciomar.
Agora, é só esperar o dia da convenção, dia 30 de junho.

Anônimo disse...

A CÓPIA DO DUDA MENDONÇA
Para quem não sabe, o publicitário Orly Bezerra está montando uma espécie de franquia do marketing político, usando o seu nome, que já é uma griffe, nessa área.
Ele montou uma equipe de jornalistas e publicitários, para atender diversos candidatos pelo interior do estado. Já são mais de dez.
A competente jornalista Ana Célia Pinheiro, que até pouco tempo, trabalhava no jornal de Jáder Barbalho, O Diário do Pará , faz parte da sua equipe.
Já existe uma fila de espera de candidatos que querem as mãos de Orly e sua turma nas suas campanhas.
O negócio é tão rentável, que o publicitário vai colocar pra rodar o seu jornal O Paraense, que de quatro em quatro anos aparece por essas bandas, sempre financiado por algum grupo político de plantão.
O prefeito Duciomar Costa é um desses candidatos que já contam com o trabalho do publicitário.
Orly Bezerra é o responsável pela peça publicitária em formato de encarte que hoje circula junto com os dois maiores jornais diários.
Orly Bezerra disputa com o publicitário Chico Cavalcante quem elegeu o maior número de candidatos até hoje. Por enquanto, Chiquinho vence Orly por uma boa margem.
Agora, com essa franquia, Orly vai fazer de tudo para bater seu ex sócio, Chiquinho.
Nos meios publicitários, o que se diz é que Orly como publicitário, é um excelente jornalista, e que só funciona em campanhas, quando trabalha com o mestre Afonso Klautal.
Já Chiquinho, é ele próprio quem cria e desenvolve suas idéias.
Os dois são bons, mas Chiquinho é muito melhor, dizem dez em cada dez publicitários.

Juvencio de Arruda disse...

Chiquinho Cavalcanti, ex sócio de Orly? ...rsrs
Conta outra mané.
Mas antes resolva suas mágoas.

Anônimo disse...

Sim, Juvêncio, Chiquinho foi sócio do publicitário Orly Bezerra, na Griffo.
Eram quatro sócios. Orly, Natsuo, Chiquinho e Nélio Palheta.
Hoje, continuam sócios, o Orly e o Natsuo.
Você não sabia ?

Juvencio de Arruda disse...

O Chiquinho já disse aqui no blog que foi funcionário da Griffo. E da Mendes também. Se ele disse isso...

Anônimo disse...

Vamos deixar o Orly ou o Chiquinho tirar essa dúvida.

Anônimo disse...

Será que o anônimo das 5:57 pode me dizer se a jornalista Ana Célia é mesma que assinava no Diário do Pará, as matérias contra o publicitário Orly Bezerra, sua própria esposa, seu cunhado Fernando Dourado, e a ex vice governadora Valéria Pires Franco?

Juvencio de Arruda disse...

Das 6:33, vamos sim, com todo o prazer.

Anônimo disse...

A Praça da República ainda é o reduto dos petistas na domingueira ?

Anônimo disse...

Meu caro Juca,

Encerrado o jogo (desculpa, mas minha torcida não adiantou) e vindo de um almoço de aniversário de minha mãe, vejo aqui no Blog que a coisa está animada. Como um anônimo deixou uma questão em dúvida, me apresso em esclarecer: o Chico Cavalcate não foi sócio da Griffo, mas funcionário durante uns seis anos, onde desenvolveu um excelente trabalho, alguns até premiados. Depois abriu a sua própria agência Vanguarda, seguindo a sua carreira de sucesso, como bom publicitário que é. Não disputo com ele, nem com ninguém, a maior ou menor número de vitórias ou derrotas. Isso é uma bobagem. Sempre tenho dito: quem ganha eleição é o candidato. O marketing é uma ferramenta que pode ajudar. Até a perder.
Em todas as campanhas que me envolvi - e já se vão 20 anos, sempre procurei formar uma boa equipe, para desenvover um trabalho sério e competente. Profissional. Quem me conhece e já trabalhou comigo sabe do que sou capaz. Ou não. Tenho um estilo: há quem não goste, mas felizmente muito mais pessoas gostam.
Por isso mesmo, nesse momento, tenho procurado,sim, atender algumas solicitações para prestar serviços em outros municípios do Pará e até em outro Estado, como foi o caso de Macapá. Não chegou ainda na dezena. Faço iso como muito orgulho e contentamento. Com vontade e determinação. Como fiz nas camapnhas para governador e prefeito de Belém.
Vou de avião , de carro, de barco, vou chegando. Numa boa e sem frescura. Quero, como sempre quis, ganhar meu dinheiro com trabalho, de maneira justa.
Agora mesmo estou descobrindo um outro Pará, quando percorro àquela região fantástica de Marabá até Canaã, passando por Curionópolis, Eldorado e Parauapebas. Ainda na semana passada, quando fazia uma fala para 150 lideranças e pré-candidatos a veredador de Canaã dos Carajás, percebi como a gente aprende vivendo uma nova experiência como essa que eu vivo agora. Está valendo muito a pena. E será melhor, com certeza, se os nossos candidatos forem os vitoriosos. Afinal, a vitória será deles, candidatos.

Um forte abraço,

Orly Bezerra

Juvencio de Arruda disse...

Obrigado pela atenção, Orly.
Dirimida a dúvida, em frente e sucesso prá vc.
Forte abs.

( e obrigado pela torcida, sua e do Bemrguy. Terá reciprocidade, é claro.)

José Carlos Lima disse...

Estou em São Paulo participando do Global Greens, mas sempre atento a política paraense através desse Blog bem informado.
Vou entrar no debate. As indefinições de candidaturas e de alianças estão em função das eleições de 2010. O PSDB pensa em 2010. O PMDB pensa em 2010. O PT pensa em 2010. E o futuro de Belém como é que fica nisso tudo. O trânsito é caótico, os prédios estão tomando conta das áreas nobres da cidade, a população pobre continua morando mal, sem saneamento, água potável e transporte de qualidade. Como é que essa Cidade pretende receber o Fórum Social Mundial e sediar jogos da Copa do Mundo?
É legitimo pensar em 2010, mas os dirigentes políticos não têm o direito de amesquinhar as eleições de Belém pensando apenas nas suas opções futuras.
O PV terá candidatura própria, pois queremos discutir Belém, mas torço para o PSDB apontar o Paulo Chaves, pois essa é uma forma de contribuir para qualificar o debate sobre o futuro da nossa Cidade. Assim com a candidatura do Paulo ajuda, a do Jordy também tem contribuições importantes para Cidade. O ex-prefeito Edmilson ainda é uma incógnita, vem a Belém, participa da greve, lança um livro, pega um avião e no voô diz para todos que não será candidato, pois sua prioridade é outra, os estudos.
Se o objetivo da política é promover o bem comum, aproveitemos o momento das eleições para exercitar essa máxima à favor de 20% do eleitorado paraense. Tô nessa!

Anônimo disse...

Oi Juca,
Cara, quem é aquele mal amado que jura por Deus que o Chiquinho foi Sócio do Orly? Espero que ele não seja nem jornalista, nem publicitário. Para exercer uma das duas profissões, está muito mal informado, ao contrário do Orly, que chova pedra ou canivete, está sempre de bem com a vida e sem medo do trabalho duro.